Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Vinho… vegan

por Raul Lufinha, em 20.02.15

não há cá animais

Sem substâncias animais

Supostamente o vinho seria um produto vegetal – afinal, é feito a partir de uvas.

Contudo, desde sempre que na sua elaboração eram utilizados elementos de origem animal, como o leite, o sangue ou a clara de ovo, nomeadamente para clarificar o vinho, ou seja, para o tornar mais límpido.

Hoje em dia esta clarificação tende a ser substituída por uma filtragem, a qual porém também acaba muitas vezes por utilizar produtos de origem animal, como a gelatina feita a partir de peixes.

Ora, nos vinhos vegan como o Maximo’S o que se garante é que não são utilizadas quaisquer substâncias animais, sendo a filtragem exclusivamente mineral.

O que é essencial para os vegans, porquanto para além de não comerem carne (são vegetarianos) também não consomem produtos de origem animal como lacticínios, ovos ou mel.

Maximo'S

Maximo’S branco 2012

Pensado para exportação...

... este branco vegan de Malvasia Fina, Arinto e Fernão Pires da colheita de 2012 está igualmente disponível em lojas biológicas como a Miosótis, em Lisboa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:52


3 comentários

De Anónimo a 20.02.2015 às 16:10

Olá Raul, quando se fala de filtragem mineral... estamos a falar de que produtos ou processos de vinificação implicados?

Abraço
Vasco Rocha

De Raul Lufinha a 21.02.2015 às 23:41

Olá Vasco,
É bom ver-te por aqui!
Para a fase da filtragem – que consiste precisamente em fazer passar o vinho (regra geral, turvo) por um meio filtrante, por um filtro – existem muitos filtros possíveis, consoante o que se pretenda da filtragem. E também muitos produtos – há quem use terra diatomácea, sílica, perlite, carvão, inox, titânio, zircónio…
No caso do Maximo’S, não consegui saber concretamente como é que a Alveirão faz a filtragem – mas pode ser que entretanto apareça aqui alguém que saiba.
Abraço,
Raul

De Anónimo a 17.01.2018 às 00:39

Fico muito feliz, em saber do selo Vegano! Havia parado de beber vinho a cerca de um ano e meio, justamente por saber que no processo, ainda envolvia exploração animal. Grato pelo post amigo
abraço

Comentar post



Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Raul Lufinha

    Sim, num vinho tão novo, a rolha não era seguramen...

  • Anónimo

    Qual a utilidade em abrir dessa forma um vinho de ...

  • Anónimo

    Eu que agradeço pelo carinho e amor. Obrigado Obri...

  • Anónimo

    O melhor Restaurante de VILAMOURA e um dos melhore...

  • Anónimo

    Chamo-me Francisco Pôla, tal como você. é possivel...

  • Raul Lufinha

    Para memória futura: hoje, dia 05-02-2018, o SAPO ...

  • Raul Lufinha

    Entretanto, para memória futura, a 31-01-2018 já u...

  • Raul Lufinha

    Agradeço a informação, Pedro. Embora só possa lame...

  • Pedro Neves

    Caro Raul,peço desculpa pelo meu comentário não es...

  • Raul Lufinha

    Obrigado Duarte. Acho que vais gostar, vai ser uma...



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D