Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Rock in Rio com Time Out Market pop-up

por Raul Lufinha, em 30.01.18

Vítor Sobral, Henrique Sá Pessoa, Maurício Vale, Marlene Vieira, Alexandre Silva

Vítor Sobral, Henrique Sá Pessoa, Maurício Vale, Marlene Vieira, Alexandre Silva

Muito mais do que apenas uma série de concertos, o Rock in Rio – embora continue naturalmente centrado na música – é, cada vez mais, um parque temático com um conceito bastante alargado de cultura e entretenimento, que, sem surpresa, também se estende à área da gastronomia.

Pelo que, reforçando a aposta na oferta de uma cozinha de qualidade, a edição de 2018 do Rock in Rio-Lisboa irá ter um Time Out Market pop-up com 380 lugares sentados e 14 restaurantes, nos quais se incluem os espaços de ALEXANDRE SILVA, HENRIQUE SÁ PESSOA, MARLENE VIEIRA e VÍTOR SOBRAL, bem como O PREGO DA PEIXARIA, SEA ME, ASIAN LAB (cujo chef executivo é Maurício Vale) e MANTEIGARIA – FÁBRICA DE PASTÉIS DE NATA, para além de um bar SUPER BOCK com todo o portfólio da Selecção 1927.

Será no final de junho, dias 23, 24, 29 e 30.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:16

Japanese Rice Lager, uma Super Bock perfeita para sushi tradicional

por Raul Lufinha, em 12.11.15

Beatriz Carvalho, Mestre Cervejeira Super Bock

Beatriz Carvalho, Mestre Cervejeira Super Bock

O sushi não é todo igual.

Mas para o sushi tradicional, para aquele sushi que sabe efetivamente ao arroz e ao peixe…

… e que não se deixa influenciar por frituras ou por frutas, mais doces ou mais cítricas…

… uma bebida perfeita é a Japanese Rice Lager da Super Bock!

Edição especial experimental e muito reduzida, limitada a apenas 15.000 garrafas de 75 cl…

… criada pela mestre cervejeira Beatriz Carvalho…

… a Super Bock Selecção 1927 Japanese Rice Lager é uma cerveja delicada, polida e suave, quase nada amarga…

… tendo como principal marca não a sobreposição de sabores mas antes o prolongar da experiência de se comer sushi!

Super Bock Selecção 1927 Japanese Rice Lager

Super Bock Selecção 1927 Japanese Rice Lager

Isto porque o principal cereal utilizado é o arroz.

E também porque Beatriz Carvalho usou a alga kombu de Hokkaido, que interagiu muito bem com a levedura da Super Bock, tendo proporcionado uma fermentação muito rápida e exuberante…

… bem como utilizou a flor de sal de Tavira.

Ou seja, a cerveja tem os principais sabores e elementos do sushi tradicional: arroz, alga e sal.

Daí que resulte tão bem a ligação entre ambos!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:17

‘Junk food’

por Raul Lufinha, em 28.06.14

Comida de plástico?

A comida de plástico também pode ser um vício.

Mas o falso hamburger de William Milsted era tudo menos de plástico: num pão de malte, os Silver.Spoon prepararam cachaço de vitela, maionese de aneto, cebola em pickle e ainda... tomate cherry no forno com areia de malte.

Acompanhado com cerveja preta – uma mini Super Bock Stout.

Tudo para ser comido à mão… e bebido pela garrafa.

 

(continua

Ver também:

Silver.Spoon… jantar de guerrilha dedicado aos vícios… no Village Underground Lisboa

 

Fotografias: Marta Felino

Silver.Spoon Addiction(s) | Village Underground Lisboa | 20 Jun. 2014 | Chef William Milsted

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:32


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Agenda

MARÇO
3 -PRÉMIOS ‘BOA CAMA BOA MESA’ Cerimónia de entrega dos prémios do guia Boa Cama Boa Mesa, do jornal Expresso
Até 14 -‘ACONCHEGO CARIOCA’ NO BAIRRO DO AVILLEZ Pop-up do restaurante de Kátia Barbosa, nas varandas do Bairro do Avillez
Até 15 -TEMPORADA DA LAMPREIA NO VARANDA DE LISBOA No restaurante panorâmico do Hotel Mundial, um menu especial dedicado à lampreia

MAIO
19-20 -SYMPOSIUM SANGUE NA GUELRA 2020 Virgilio Martínez, do CENTRAL, em Lima, no Peru, é o primeiro nome confirmado

JUNHO
2 -THE WORLD'S 50 BEST RESTAURANTS 2020

SETEMBRO
12-13 -CHEFS ON FIRE 2020 – FOOD, FIRE & MUSIC Um festival em que os chefs cozinham exclusivamente com fogo durante mais de 24h. Ao fire pit e outras estruturas inéditas junta-se um cartaz de concertos, num projeto de slow cooking que celebra as origens da cozinha, bem como a simplicidade de esperar e de deixar que o tempo e o fogo cuidem dos alimentos


Últimos comentários

  • Anónimo

    Obrigado pelo esclarecimento.

  • Raul Lufinha

    Também coloquei essa questão – o que me foi dito é...

  • Anónimo

    Numa altura em que tanto se fala de igualdade, é a...

  • Raul Lufinha

    Muito obrigado!!!

  • Anónimo

    BRAVO !!!!👏👏👏👏EXCELENTE TEXTO !!

  • Raul Lufinha

  • Anónimo

    Parabéns Chef JOAQUIM de Sousa , Excelente !!!❤️🇵🇹...

  • Raul Lufinha

    1. A categoria das três estrelas é a mais importan...

  • Anónimo

    De verdade que não entendo porque perdem tanto tem...

  • Raul Lufinha

    1. O que é grave é que o que a Michelin anunciou q...


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D