Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Alandroal recebe festival “Soil to Soul”

por Raul Lufinha, em 09.05.22

Soil to Soul Alandroal.jpg

 

«Depois de Zurique, Suíça, o movimento “Soil to Soul” chega a Portugal nos dias 14 e 15 de maio, com o evento “Soil to Soul Alandroal – Somos o que comemos”.

Promovido pela Câmara Municipal do Alandroal e pela equipa do projeto “Soil to Soul” de Zurique, o conceito será apresentado em formato de um festival de acesso gratuito, que terá lugar no Castelo de Alandroal, no Alentejo, e tem como objetivo promover a importância da regeneração dos solos para uma alimentação saudável como base para um futuro sustentável.

“Vemo-nos como um movimento que começou em 2020 na Suíça, inspirado pelo trabalho desenvolvido na Terramay em Portugal, e promovemos diversas iniciativas de preservação dos solos, agricultura regenerativa e de promoção de um sistema alimentar saudável, sustentável e saboroso. A nutrição certa é a base para uma mente e corpo sãos. E o solo é a base dessa nutrição. Queríamos fundar um movimento que criasse consciência e enfatizasse a ligação entre esses dois temas, porque nós somos o que comemos!”, afirma Andrin Willi, curador do projeto em Zurique. “Somos o que comemos” é a essência do festival no Alandroal.

Para João Grilo, Presidente da Câmara Municipal de Alandroal, “a aposta num evento deste tipo justifica-se pelo elevado índice de produção biológica que existe no concelho, pelos novos projetos que estão a surgir e pela importância que esta abordagem representa para a saúde de todos e para o futuro, mas também porque os eventos são a melhor forma de envolver as populações e as comunidades educativas nos processos de mudança que é preciso desenvolver. O Alandroal quer afirmar-se cada vez mais como destino sustentável a todos os níveis”, como refere o autarca.

O programa deste festival, que viajou da Suíça até ao Alandroal com o intuito de promover práticas sustentáveis e sensibilizar a comunidade para a conservação de recursos naturais, sociais e culturais, está recheado de arte, cultura, gastronomia, e momentos musicais, com dois concertos – um em cada dia do festival – a cargo da banda portuense Best Youth, e do músico português de pop analógica, Benjamim, que certamente irão animar o ambiente neste evento que se quer de convívio e partilha, e tem entrada gratuita.

Com o mote “Somos o que comemos”, o evento contará com a presença de alguns chefes nacionais, ficando a coordenação a cargo de José Júlio Vintém e Paulo Amado. Às chefes Marlene Vieira, Lídia Brás e Jóssara Martins juntam-se João Sá, Vítor Adão e Mateus Freire. Sob o mote da portabilidade da cozinha portuguesa veremos propostas confecionadas com os mais frescos produtos locais de diversos produtores que irão marcar presença neste encontro de sabores genuínos e conscientes. O festival contará também com artesãos da região e com vários oradores – entre eles Mafalda Sena, Claúdia Viegas, Alfredo Sendim (Freixo do Meio) e Francisco Alves (Porcus Natura) –, com a curadoria e moderação de Paulo Amado, para discussão de temas relevantes, alertando e sensibilizando para este movimento, para este modo de vida alternativo que é tão necessário.

Absoluto, Cogumelos do Alentejo, Freixo do Meio, Paisagindo Bio, Talho das Manas, e Terramay, entre outros, fazem parte do leque de produtores que estará presente no mercado do Castelo de Alandroal, local onde decorrerá o festival “Soil to Soul Alandroal – Somos o que comemos”.

“Em conjunto com os nossos colegas da equipa Soil to Soul de Zurique, queremos reunir a comunidade e quem nos queira visitar, para promover a preservação das reservas naturais e as práticas de alimentação saudáveis”, refere Anna de Brito, da equipa de organização do festival e co-fundadora da Terramay. “Temos esperança num futuro mais sustentável para o nosso planeta e acreditamos que é possível sensibilizar as pessoas para a agricultura regenerativa e para a produção de alimentos mais puros e com mais sabor, que é a essência do trabalho que desenvolvemos. Se os solos forem bem trabalhados, conseguimos obter produtos mais benéficos para a nossa tão preciosa saúde – é esta a mensagem que queremos transmitir durante os dois dias desta viagem pela natureza e pela gastronomia”, acrescenta a responsável.

O município do Alandroal deixa assim o convite para que todos visitem a região, aproveitando as iniciativas que decorrem durante este festival que pretende sensibilizar para a importância de prepararmos um futuro sustentável».

Mais informação aqui:

https://www.sotoso.pt/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:38


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D