Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Lisboa, cidade convidada do ‘Saborea Lanzarote’… para celebrar a cozinha do Atlântico Médio

por Raul Lufinha, em 28.10.19

Marlene Vieira e João Sá cozinhando na apresentação do Saborea Lanzarote

Marlene Vieira e João Sá cozinhando na apresentação do Saborea Lanzarote

Lanzarote é a ilha mais oriental do arquipélago espanhol das Canárias.

Fica em pleno Oceano Atlântico, a sul da Madeira e junto da costa ocidental africana, em frente a Marrocos.

E tem um emblemático festival “enogastronómico”, o Saborea Lanzarote.

Um festival que promove os produtos locais – em especial, os queijos, o sal de Janubio, as gambas de La Santa, a ‘papa’ (batata) de los Valles, o ‘patudo canario’ (atum vermelho) e, claro, os vinhos vulcânicos.

E um festival que também promove a ilha como destino gastronómico, com grande enfoque no enoturismo.

Possuindo, porém, o festival Saborea Lanzarote, uma outra característica muito especial!

Enquadra as Canárias e a sua cozinha no âmbito do chamado “Atlântico Médio” – o qual, por oposição aos mares gélidos do Atlântico Norte e também ao Mediterrâneo, é uma faixa oceânica que vai desde a Galiza à Mauritânia, incluindo a costa portuguesa e a marroquina, bem como os arquipélagos dos Açores e da Madeira e, ainda, o de Cabo Verde.

Daí fazer, pois, todo o sentido que, para esta 9.ª edição do Saborea Lanzarote, a decorrer em Teguise, nos dias 23 e 24 de novembro, a cidade convidada seja precisamente… Lisboa!

Indo, então, a capital portuguesa participar no mais importante evento gastronómico das Ilhas Canárias com uma comitiva de luxo.

Henrique Sá Pessoa, do ALMA, com duas estrelas Michelin, marcará presença na ‘Aula del Gusto’ e irá fazer uma apresentação da sua cozinha – isto, a par de chefes espanhóis de nomeada, como os irmãos gémeos Sergio e Javier, do COCINA HERMANOS TORRES, duas estrelas Michelin, em Barcelona; Oriol Castro, do DISFRUTAR, duas estrelas Michelin em Barcelona e n.º 9 do mundo; e Andoni Luis Aduriz, do MUGARITZ, duas estrelas Michelin em San Sebastián e n.º 7 na lista dos 50 Best.

Mas não irá sozinho!

Com efeito, nestes dois dias, Lisboa estará igualmente representada por um conjunto de chefes que irão servir os pratos típicos da cidade – e também criações próprias – aos visitantes do festival: Marlene Vieira (PANORÂMICO e MARLENE VIEIRA no Time Out Market - Mercado da Ribeira), João Sá (SÁLA), André Magalhães (A TABERNA DA RUA DAS FLORES) e Bertílio Gomes (CHAPITÔ À MESA e TABERNA ALBRICOQUE),  bem como a famosa PASTELARIA ALOMA, com os seus premiados Pastéis de Nata.

É bonito quando a cozinha une os povos!

Malvasía Volcánica, casta branca autóctone de Lanzarote

Malvasía Volcánica, casta branca autóctone de Lanzarote

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:11

1 ano de SÁLA

por Raul Lufinha, em 02.10.19

João SáO restaurante SÁLA de João Sá fez um ano e o chef convidou os amigos para uma wine party!

SÁLA

Baías e Enseadas Fernão Pires Reserva Branco 2017, um Fernão Pires com uma acidez extraordinária, produzido por Daniel Afonso em vinhas de chão rijo, à sombra da Serra de Sintra

SÁLA

Tártaro de atum

SÁLA

Baías e Enseadas Castelão Tinto 2017

SÁLA

Ceviche de pargo

SÁLA

Baías e Enseadas Malvasia Reserva Branco 2016

SÁLA

João Sá

SÁLA

Quinta dos Termos Fonte Cal Reserva Branco 2018

SÁLA

Tarte Bulhão Pato, numa mini versão finger food!

SÁLA

Quinta da Silveira Reserva Branco 2013

SÁLA

Pirolitos de lula...

SÁLA

... com maionese de coentrada!

SÁLA

Erro Z 2018, um fresco e seco rosé da Quinta do Mouro

SÁLA

João Sá na cozinha, preparando…

SÁLA

… a enguia fumada...

SÁLA

... com molho barbecue...

SÁLA

… e também servindo em dupla magnum…

SÁLA

… o Ripanço de 2014

SÁLA

Wonton com um poderoso recheio de ouriço-do-mar e com lavagante no topo!

SÁLA

2007 Nikolaihof Riesling Steinriesler, Wachau, Áustria

SÁLA

Todo o sabor da Carne de Porco à Alentejana...

SÁLA

... num mini bao de porco preto e amêijoas, com topping de coentros!

SÁLA

2002 Nikolaihof Riesling Vinothek, Wachau, Áustria

SÁLA

Bacalhau com natas!

SÁLA

Zaga Luz Tinto 2018, da Quinta do Mouro

SÁLA

Bolo lêvedo...

SÁLA

... com maionese de beterraba, pickle de pepino...

SÁLA

...e presa de porco preto!

SÁLA

Segredos, excelente Aragonês de 2015 da Família Horácio Simões

SÁLA

Sopa fria de cherovia…

SÁLA

… com cavala fumada...

SÁLA

...e pérolas de vinagre!

SÁLA

Roseira Tinto 2013, da Quinta do Infantado

SÁLA

Quinta do Infantado Reserva Tinto 2012

SÁLA

Entretanto, Alejandro Chávarro abriu Champagne…

SÁLA

… o Jeaunaux-Robin Eclats de Meulière Extra-Brut, em magnum

SÁLA

João Sá propôs um brinde…

SÁLA… e, a seguir a cantarmos os Parabéns, apagou a vela!

SÁLA

Que venham muitos mais!

SÁLA

Mais anos de SÁLA... e também mais restaurantes! Sim, que a chef Marlene tinha acabado de nos contar que prevê abrir em janeiro de 2020 o seu novo restaurante em Lisboa, no Terminal de Cruzeiros, o qual irá ter dois espaços distintos, incluindo um fine dining... gastronomicamente mais ambicioso do que o AVENUE!

SÁLA

O bolo dos anos, ao fundo…

SÁLA

… e um parfait de queijo de cabra com pickle de alperce!

SÁLA

Colecção Privada Domingos Soares Franco Moscatel de Setúbal 1998

SÁLA

Quinta do Infantado Porto Vintage 2017

SÁLA

Quinta do Infantado Porto Vintage 1997…

SÁLA

… servido decantado!

SÁLA

Bola de Berlim com creme de presunto!

SÁLA

Cossart Gordon Madeira 5 Anos Bual + Cossart Gordon Madeira 5 Anos Verdelho

SÁLA

Creme quente de lavagante!

SÁLA

Quinta de San Joanne Branco 2001

Chef João Sá

Muito parabéns, Chef João Sá!


Fotografias: Marta Felino e Raul Lufinha

 

SÁLA
Rua dos Bacalhoeiros, 103, Lisboa, Portugal
Chef João Sá

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:26

Já abriu o SÁLA de João Sá

por Raul Lufinha, em 04.10.18

João Sá

João Sá

Já abriu o novo e muito aguardado restaurante de João Sá, cara-metade da chefe Marlene Vieira que liderou o G-SPOT, em Sintra, e depois também passou pelo ASSINATURA, tendo estado nos últimos tempos dedicado ao ensino.

Chama-se SÁLA – escrito assim mesmo, com acento, por referência ao apelido do chef.

Fica na Rua dos Bacalhoeiros, ao Campo das Cebolas, em Lisboa.

E promete surpreender pela cozinha… bem como pelos vinhos.

 

Ver também:

 

SÁLA

Rua dos Bacalhoeiros, 103, Lisboa, Portugal

Chef João Sá

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:34


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Últimos comentários



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




subscrever feeds