Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Os três momentos de João Oliveira na estreia do GUSTO da Rota das Estrelas

por Raul Lufinha, em 25.06.18

João Oliveira e Heinz Beck

João Oliveira e Heinz Beck

O GUSTO e o VISTA – ambos no Algarve, um na Quinta do Lago, o outro na Praia da Rocha – foram as duas únicas novas estrelas Michelin portuguesas do guia de 2018.

Tendo sido, pois, muito interessante a circunstância de, para a estreia do GUSTO na Rota das Estrelas, Heinz Beck ter igualmente convidado o chef do VISTA, João Oliveira.

Desde logo, por ser a primeira vez que estão presentes num mesmo jantar os chefes das duas novas estrelas deste ano.

E ainda porque curiosamente João Oliveira também já tinha cozinhado na estreia do BON BON na Rota da Estrelas, em 2016, então com Rui Silvestre.

De modo que, neste jantar tão especial, em que João Oliveira se juntou a um alinhamento que incluía o chef anfitrião e Ricardo Costa do THE YEATMAN, à responsabilidade do chef do restaurante do Hotel Bela Vista, que em 2016 já era uma «Estrela à VISTA», ficou então um snack, uma entrada e o prato de peixe.

 

1 – SNACK

Mini tarte

Mini tarte

Ainda antes da chegada à mesa, João Oliveira apresentou uma fresca e saborosa mini tarte bite-size, muito rica de vegetais e plena de sabor a mar.

Para a qual depois Nelson de Matos, Head Mixologist do GUSTO, criou um cocktail à base de vinho branco da casta Arinto, ao qual juntou essência de mel de flor-de-laranjeira, Schweppes Tónica Matcha, uma folha de azeda e, por fim, no momento do serviço, um ar de salicórnia e aneto.

E que vinha acompanhado por uma amanteigada esfera de cacau aromatizada com tangerina, criada por Rui Mota, tendo no topo uma folha de aneto e um micro churro de pimentão-doce.

Nelson de Matos

Nelson de Matos

Ar de Salicórnia e Aneto

Ar de Salicórnia e Aneto

Cocktail de Vinho Branco + Esfera de Tangerina

Cocktail de Vinho Branco + Esfera de Tangerina

Mini Tarte (João Oliveira) + Cocktail de Vinho Branco (Nelson de Matos) + Esfera de Tangerina (Rui Mota)

Mini Tarte (João Oliveira) + Cocktail de Vinho Branco (Nelson de Matos) + Esfera de Tangerina (Rui Mota)

 

2 – ENTRADA

João Oliveira

Heinz Beck

João Oliveira

João Oliveira

Já na mesa, chegou a entrada que João Oliveira trouxe do VISTA.

Uma composição de vieiras, que jogava com as texturas e em que sobressaíam os sabores fortes do chouriço e da bottarga.

Vieiras | Chouriço de Porco Alentejano | Aipo | Bottarga

Vieiras | Chouriço de Porco Alentejano | Aipo | Bottarga

Vieiras | Chouriço de Porco Alentejano | Aipo | Bottarga

Para acompanhar esta entrada de João Oliveira, o Diretor de Vinhos do Conrad Algarve, Miguel Martins, escolheu um rosé de Pinot Noir da Bairrada, o Principal Rosé Tête de Cuvée, de 2012.

Um vinho muito gastronómico, que no “Culinary Extravaganza” do Conrad Algarve de 2017 Miguel Martins já tinha utilizado, também com sucesso, para acompanhar o memorável prato de carabineiro, salsa, lardo e caracóis de Juan Amador.

Principal Rosé Tête de Cuvée 2012

Principal Rosé Tête de Cuvée 2012

 

3 – CARNE

João Oliveira

João Oliveira

João Oliveira

João Oliveira

João Oliveira

Ficou por conta de João Oliveira o prato de carne do jantar da Rota das Estrelas a seis mãos, no GUSTO, com Heinz Beck e Ricardo Costa.

Tendo o chef do VISTA trazido até ao Conrad a sua deliciosa homenagem ao estaladiço Leitão da Bairrada.

Que tinha um ovo escondido!

E que vinha acompanhado de cogumelos, espinafres, trufas de verão e ainda de queijo São Jorge em diversos registos, incluindo um guloso molho servido já na mesa!

Leitão da Bairrada | Ovo | Cogumelos | Espinafre | Queijo de S. Jorge | Trufas de Verão

Leitão da Bairrada | Ovo | Cogumelos | Espinafre | Queijo de S. Jorge | Trufas de Verão

Leitão da Bairrada | Ovo | Cogumelos | Espinafre | Queijo de S. Jorge | Trufas de Verão

Ora, para o leitão de João Oliveira, Miguel Martins resolveu arriscar um branco de guarda do Dão.

Tendo escolhido o Branco Especial da Quinta dos Carvalhais, da Sogrape, engarrafado em 2017.

Um lote sem ano de colheita, porquanto são utilizados vinhos de várias vindimas – neste caso, 2005, 2006 e 2009.

E que tem em média 10 anos de estágio em barricas usadas de carvalho.

Já quanto às castas, as três principais variedades utilizadas pela enóloga Beatriz Cabral de Almeida foram Encruzado (40%), Gouveio (30%) e Semillon (18%).

Servido decantado, estava denso, mostrando-se austero no nariz e apresentando na boca uma acidez viva, fruta madura e ainda os aromas terciários da década que passou em barrica, tendo-se revelado uma excelente escolha – estava elegante e muito equilibrado, com a madeira muito bem integrada, complexo, gordo e com um final longo e fresco.

Com efeito, ligou muito bem não apenas com a carne – estes brancos mais velhos do Dão acompanham muito bem pratos de carne intensos – mas também com os verdes, com o ovo e, naturalmente, com o queijo.

Miguel Martins e Quinta dos Carvalhais Branco Especial Engarrafado 2017

Miguel Martins e Quinta dos Carvalhais Branco Especial Engarrafado 2017

Miguel Martins e Quinta dos Carvalhais Branco Especial Engarrafado 2017

 

(fim)

 

Ver também:

 

VISTA

Bela Vista Hotel & Spa, Av. Tomás Cabreira, Praia da Rocha, Portimão, Portugal

Chef João Oliveira

 

GUSTO by Heinz Beck

Conrad Algarve, Estrada da Quinta do Lago, Portugal

Chef Heinz Beck, Chef Residente Daniele Pirillo, Wine Director Miguel Martins, Head Mixologist Nelson de Matos

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:54

Os três momentos de Ricardo Costa na estreia do GUSTO na Rota das Estrelas

por Raul Lufinha, em 19.06.18

Heinz Beck e Ricardo Costa

Ricardo Costa e Heinz Beck

Ricardo Costa e Heinz Beck

Ricardo Costa, chef do THE YEATMAN, restaurante com duas estrelas Michelin e uma deslumbrante vista sobre a cidade do Porto, juntou-se ao anfitrião Heinz Beck (LA PERGOLA, 3***, Roma) e a João Oliveira (VISTA, 1*, Portimão) para o jantar de estreia do GUSTO na Rota das Estrelas, tendo apresentado um snack, uma entrada e ainda o prato de peixe.

 

1 – SNACK

Tomate

Tomate

Ainda antes da chegada à mesa, Ricardo Costa trouxe o sabor fresco do tomate num extraordinário snack para comer com colher e para o qual Nelson de Matos, Head Mixologist do GUSTO, criou um cocktail com Porto branco – o Taylor's Chip Dry –, essência de aipo, limão, açúcar, Schweppes Tónica Pimenta Rosa e uma folha de “dinamite”, acompanhado por um pequeno copo com gaspacho clarificado, que era para juntar ao Porto e que tinha no topo uma “pedra” de tinta de choco fumada para comer à mão, da responsabilidade de Rui Mota.

Porto Branco & Aipo + Gaspacho Clarificado

Porto Branco & Aipo + Gaspacho Clarificado

 

2 – ENTRADA

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Ricardo Costa trouxe do THE YEATMAN uma entrada de sabores fortes e intensos, como é característico da sua entusiasmante cozinha – chocos com enguia fumada e frita, aos quais depois ainda junta soro de leite e levedura frita.

Excelente!

Chocos | Soro de Leite | Levedura Frita | Enguia Frita

Chocos | Soro de Leite | Levedura Frita | Enguia Frita

Para acompanhar esta entrada de Ricardo Costa, o Diretor de Vinhos do Conrad Algarve, Miguel Martins, escolheu um branco com madeira do Alentejo que funcionou muito bem, o Baron de B Reserva de 2016 da Herdade da Calada, 100% Antão Vaz – e que trouxe à memória a prova, com o enólogo Eduardo Cardeal, do da colheita de 2012.

Baron de B Reserva branco2016

Baron de B Reserva branco2016, da Herdade da Calada

 

3 – PEIXE

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Ficou por conta de Ricardo Costa o prato de peixe do jantar da Rota das Estrelas a seis mãos no GUSTO, com Heinz Beck e João Oliveira.

Tendo o chef do THE YEATMAN mantido o seu registo de sabores fortes e poderosos.

De modo que, dando seguimento aos tortellini com lulas, plâncton e frutos do mar do momento imediatamente anterior, que tinha sido da responsabilidade de Heinz Beck, Ricardo Costa apresentou a seguir um saboroso e intenso sargo, ao qual depois juntou ainda mais mar – algas, ostras, percebes, lavagante… e também o caldo da caldeirada, cujo sabor, aliás, trouxe à memória a “Caldeirada Nacional” do chef aveirense.

Excelente!

Sargo | Algas Marinhas | Ostras | Caldeirada

Sargo | Algas Marinhas | Ostras | Caldeirada

Com todo este mar, Miguel Martins escolheu para companhia do prato de Ricardo Costa mais um branco com madeira, desta vez 100% Encruzado de vinhas velhas do Dão – o excelente Druida Reserva de 2016, muito mineral e austero mas também bastante complexo, o qual ligou muito bem com o mar do sargo, das algas, do marisco e da caldeirada.

Miguel Martins e o Druida Reserva branco 2016

Druida Reserva branco 2016

Miguel Martins e o Druida Reserva branco 2016

 

(continua)

 

Ver também:

 

THE YEATMAN

The Yeatman Hotel, Rua do Choupelo, 250, Vila Nova de Gaia, Portugal

Chef Ricardo Costa

 

GUSTO by Heinz Beck

Conrad Algarve, Estrada da Quinta do Lago, Portugal

Chef Heinz Beck, Chef Residente Daniele Pirillo, Wine Director Miguel Martins, Head Mixologist Nelson de Matos

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:27

Rota das Estrelas, 1.ª vez no GUSTO by Heinz Beck

por Raul Lufinha, em 05.06.18

João Oliveira, Heinz Beck, Ricardo Costa

João Oliveira, Heinz Beck, Ricardo Costa

O dia quatro de junho foi um dia histórico para o Conrad Algarve.

Com efeito, no seguimento da atribuição de uma estrela Michelin ao GUSTO na edição de 2018 do guia encarnado, o restaurante mais gastronómico do resort da Quinta do Lago recebeu pela primeira vez o festival gastronómico Rota das Estrelas.

Heinz Beck, o chef do único tri-estrelado de Roma e que – entre Itália, Portugal e o Japão – lidera no total sete estrelas Michelin, foi o anfitrião da noite.

Tendo tido a seu lado Ricardo Costa, do THE YEATMAN, em Gaia, com duas estrelas.

E também João Oliveira, do VISTA, em Portimão, com uma.

Ou seja, para além de ter sido a estreia do GUSTO na Rota das Estrelas, o jantar foi ainda mais especial por ter sido igualmente a primeira vez que estiveram juntos num mesmo evento os dois novos estrelas Michelin portugueses de 2018, GUSTO e VISTA.

Em destaque estiveram ainda os cocktails de Nelson Matos, Head Bartender do GUSTO.

E também os vinhos selecionados por Miguel Martins, Wine Director do Conrad Algarve.

(continua)

A sala e a cozinha aberta do GUSTO

A sala e a cozinha aberta do GUSTO

 

Ver também:

 

GUSTO by Heinz Beck

Hotel Conrad Algarve, Estrada da Quinta do Lago, Portugal

Chef Heinz Beck, Chef Residente Daniele Pirillo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:27

Ricardo Costa fecha em grande o Cascais Gastronómica 2017

por Raul Lufinha, em 06.01.18

Ricardo Costa e Bruno Antunes

Ricardo Costa e Bruno Antunes

Os três dias da edição inaugural do Cascais Gastronómica encerraram com um jantar de grande nível assinado por Ricardo Costa, chef do THE YEATMAN, restaurante gastronómico com duas estrelas Michelin integrado no emblemático hotel vínico que lhe dá o nome.

Tendo a seleção de vinhos ficado, mais uma vez, a cargo do escanção residente do festival, Bruno Antunes, da Wine Man.

Cascais Gastronómica 2017

Cascais Gastronómica 2017 | Tal como já tinha sucedido com Tiago Bonito (LARGO DO PAÇO), Alexandre Silva (LOCO), Miguel Laffan (L’AND), Henrique Sá Pessoa (ALMA) e Pedro Lemos (PEDRO LEMOS), também o chef Ricardo Costa subiu ao palco do Cascais Gastronómica 2017, no Centro de Congressos do Estoril, para apresentar à sala cada uma das suas criações. Tendo depois o sommelier Bruno Antunes explicado a sua correspondente sugestão de harmonização.

Centro de Congressos do Estoril

Centro de Congressos do Estoril | A sala criada para receber as seis refeições da primeira edição do Cascais Gastronómica.

Marisqueira, Tremoço, Abacate, Coentros + Estrella Damm Lager

Marisqueira, Tremoço, Abacate, Coentros + Estrella Damm Lager | Para começar o jantar com uma cerveja, Ricardo Costa trouxe uma adaptação de uma refrescante entrada que entretanto acabou por retirar da carta do THE YEATMAN, pois era incompreendida pelos estrangeiros, que a achavam demasiado forte e intensa… mas que estava maravilhosa! E ligava muito bem com a Estrella Damm. Com efeito, para além do sabor a marisco e do amargor da cerveja, na criação de Ricardo Costa brilhava ainda um poderoso creme de tremoço e uma espuma de bivalves, em especial lingueirão! Aos quais o chef do THE YEATMAN acrescentava também o crocante do amendoim! Excelente!

Um complemento à Entrada

A surpresa de existir... um complemento à Entrada | Contudo, o melhor ainda estava para vir! É que, como complemento à “Marisqueira”, Ricardo Costa preparou a surpresa de servir um arrebatador segundo momento, que atualmente serve como aperitivo no THE YEATMAN: lingueirão; ovo de codorniz cozido a baixa temperatura; presunto; puré de feijoada e também um apuradíssimo molho de feijoada; crocante de maçã; e, fazendo a ponte com a primeira parte da entrada, a mesma espuma de bivalves! Excelente!

Leitão Tropical, Papaia, Manga, Galanga

Leitão Tropical, Papaia, Manga, Galanga | Ricardo Costa é de Aveiro e trabalha sempre muito bem o leitão. Desta vez, resolveu enquadrá-lo… numa elegante sopa tailandesa! Ou seja, como sempre acontece com o chef do THE YEATMAN, temos o leitão irrepreensível, naquele registo bairradino, muito saboroso, com a pele bem tostada e crocante! Mas agora temos igualmente lavagante! Mais manga! E mais papaia! E também espuma de lima! E ainda uma sopa picante feita com galanga, o chamado “gengibre tailandês”. Ou seja, temos o registo tradicional da Bairrada de comer o leitão com molho picante – embora o “molho” aqui seja antes uma sopa (!) e o picante não venha tanto da pimenta mas antes do tal gengibre! Brutal! Absolutamente brutal! Um prato para repetir muitas vezes!

Quinta do Monte Travesso Reserva Branco 2016

Quinta do Monte Travesso Reserva Branco 2016 | Para a montanha-russa de sabores que é este Leitão Tropical de Ricardo Costa, Bruno Antunes escolheu um branco do Douro jovem, muito vivo e com uma acidez vibrante, mas também bastante saboroso, produzido por Bernardo Nápoles de Carvalho a partir da vinha velha da Quinta do Monte Travesso, em que predominam as castas Gouveio, Viosinho e Rabigato, tendo fermentado em barricas com battônage.

Polvo, Carabineiro, Molho à Bordalesa, Ouriço-do-mar

Polvo, Carabineiro, Molho à Bordalesa, Ouriço-do-mar | Outro grande momento de Ricardo Costa! Junta no mesmo prato o carabineiro, o polvo e o ouriço-do-mar! E depois envolve-os num poderoso molho de vinho… tinto!

Bruno Antunes, o Branco e o Tinto

Bruno Antunes, o Branco e o Tinto | Perante isto, branco ou tinto? Inicialmente, seria branco – como, pela descrição à distância que Ricardo Costa tinha feito do prato, o molho teria apenas um pouco de vinho tinto, Bruno Antunes pensou que o polvo e, em especial, o carabineiro e o ouriço-do-mar impor-se-iam, de modo a pedir branco. Porém, já no Cascais Gastronómica, quando foi fazer o teste final das harmonizações, Bruno Antunes deu-se conta da enorme complexidade do prato de Ricardo Costa e da presença marcante do vinho tinto no molho e consequentemente no prato! Pelo que tomou então a inteligente decisão de antecipar o tinto da vitela, de modo a servir dois vinhos, um branco e um tinto! O que teve um efeito notável: pôs toda a sala a discutir a comida, os vinhos e a ligação entre a comida e os vinhos! Pôs toda a gente a pensar naquilo que estava a comer e a beber. E a opinar sobre qual seria a melhor harmonização. Na nossa mesa, ganhou o tinto. Mas isso não foi o mais importante. O mais bonito foi a discussão que se gerou e a troca de ideias que aconteceu. Na verdade, quem ganhou fomos todos nós!

Sanduíche de Vitela

Sanduíche de Vitela

Sanduíche de Vitela

Sanduíche de Vitela | Passando para a carne, chega uma tão complexa quanto deliciosa “sandes”… para comer à mão!

Costa SW Reserva Tinto 2012

Costa SW Reserva Tinto 2012 | Tendo este requintado momento de finger food sido acompanhado pelo rico e complexo Costa SW Reserva tinto de 2012 do sul da Península de Setúbal, junto à costa, feito a partir de Alicante Bouschet, Touriga Nacional e Touriga Franca, com um estágio de 12 meses em barricas novas de carvalho francês e já vários anos em garrafa.

Vitela de Leite, Lombo, Tutano, Tendão

Vitela de Leite, Lombo, Tutano, Tendão | Porém, Ricardo Costa tinha mais uma surpresa preparada! É que afinal a “sandes” era apenas um aperitivo! A seguir chegou um segundo momento! E que, na verdade, foi o momento principal! Com efeito, como é habitual nos pratos de carne do chef do THE YEATMAN, havia um enorme contraste entre os sabores e as texturas! Ou seja, os sabores, em especial os da vitela, são poderosos, intensos, profundos, bastante puxados! Já as texturas, a da tenríssima vitela, bem como as dos cogumelos girolles e do puré de aipo, são de uma enorme delicadeza e suavidade! Excelente!

Costa SW Reserva Tinto 2012

Costa SW Reserva Tinto 2012 | Para o segundo momento da vitela de Ricardo Costa, Bruno Antunes manteve – e bem – o tinto inicial: um prato poderoso pede um vinho complexo, com volume de boca e boa estrutura!

Cenoura

Cenoura | Passando para o lado mais doce do jantar, Ricardo Costa começou por apresentar uma extraordinária sobremesa feita apenas com cenoura – somente cenoura, trabalhada em diversas texturas. Na base, cenoura macerada, como se fosse xarope. Depois, cenoura picada. Espuma de cenoura. Água de cenoura crocante. E no topo, do produtor de Amarante que fornece o THE YEATMAN, uma micro cenoura biológica.

Burmester Tawny 20 Anos

Burmester Tawny 20 Anos | Para uma sobremesa com notas mais envolventes e xaroposas, Bruno Antunes escolheu o sedutor Tawny 20 Anos da Casa Burmester, num excelente compromisso entre a frescura e a exuberância dos aromas.

Mirtilos

Mirtilos | Por último, conforme anunciou Ricardo Costa, “os nossos mirtilos!”. Mirtilos inteiros confitados. Mirtilos em mousse. Mirtilos em creme. Mirtilos em merengue. E depois, em contraste, um cremoso gelado de queijo mascarpone e um creme de baunilha. Sendo tudo finalizado com zest de lima-kaffir.

Vieira de Sousa LBV 2012

Vieira de Sousa LBV 2012 | Chegados às sobremesas, verificou-se que, tal como os treinadores de futebol gostam que os seus jogadores pensem jogo-a-jogo, também Bruno Antunes nos pôs a pensar prato-a-prato – ou seja, pôs-nos a pensar na harmonização da respetiva sobremesa, sem que nos preocupássemos com a harmonização anterior ou com a seguinte. De facto, depois de um Tawny 20 anos, o caminho mais lógico poderia ser um Porto ainda mais antigo e concentrado. Porém, a segunda sobremesa de Ricardo Costa não ia por aí – a acidez dos mirtilos era demasiado viva. Pelo que o sommelier do Cascais Gastronómica, de modo a continuar nos Vinhos do Porto, em boa hora passou para um LBV, apostando num registo mais jovem e com mais fruta madura, fruta encarnada, e em que aguardente (que dá luta à acidez do mirtilo e à gordura do mascarpone) também está mais presente. O que ligou na perfeição com a composição de mirtilos de Ricardo Costa!

A equipa do THE YEATMAN

A equipa do THE YEATMAN | No final do jantar, houve ainda tempo para Ricardo Costa apresentar a equipa que trouxe do Porto.

Ricardo Costa

Ricardo Costa | E a satisfação do chef por ter fechado o Cascais Gastronómica com um jantar de grande nível!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:11

Ricardo Costa, Laranja Sanguínea e Exclusive Selection Nepal Lamjung

por Raul Lufinha, em 21.04.17

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Ricardo Costa anda a mostrar as novidades da sua mais recente carta no THE YEATMAN, a primeira a ser lançada após a subida ao patamar das duas estrelas no Guia Michelin de 2017.

No Peixe em Lisboa apresentou a “Caldeirada Nacional”.

E agora, para o jantar de lançamento da 3.ª edição das Nespresso Gourmet Weeks, trouxe a “Laranja Sanguínea.”

Porém, como o próprio contou, para a Nespresso Ricardo Costa fez um up-grade da sobremesa.

E, aos sabores cítricos, juntou a complexidade do Exclusive Selection Nepal Lamjung, um café disponível apenas nos restaurantes de alta cozinha.

Destaque, ainda, para o excelente gelado de pistácio.

Sendo, depois, a sobremesa finalizada, muito apropriadamente, com um delicioso sumo de… laranja sanguínea!

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Laranja Sanguínea e Exclusive Selection Nepal Lamjung

"Laranja Sanguínea e Exclusive Selection Nepal Lamjung"

 

Ver também:

Nespresso Gourmet Weeks em 8 restaurantes Michelin

 

THE YEATMAN

The Yeatman Hotel, Rua do Choupelo, 250, Vila Nova de Gaia, Portugal

Chef Ricardo Costa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:43

Ricardo Costa e a “Caldeirada Nacional”

por Raul Lufinha, em 14.04.17

Ricardo Costa

Ricardo Costa

O THE YEATMAN, premiado pela primeira vez em 2017 com duas estrelas Michelin, é o único restaurante do norte do país a alcançar tal distinção – os restantes são o BELCANTO em Lisboa, o VILA JOYA e o OCEAN no Algarve e, ainda, o IL GALLO D’ORO na Madeira.

Tendo Ricardo Costa apresentado no Peixe em Lisboa um dos seus pratos preferidos da nova carta – com a qual, aliás, o THE YEATMAN pretende iniciar não a defesa da segunda estrela mas o caminho que o levará à terceira, reforçando a aposta nos sabores portugueses.

Assim, este novo prato responde ao desafio de trazer para o universo da alta cozinha as típicas caldeiradas à moda de Aveiro e o sabor do peixe grelhado dos restaurantes tradicionais.

Chama-se “Caldeirada Nacional”.

Tem pregado grelhado.

Um talharim, não de massa mas de choco.

Muito mar.

E o molho da caldeirada.

Um dos segredos? Curcuma fresca!

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Ricardo Costa

A "Caldeirada Nacional" de Ricardo Costa

“Caldeirada Nacional”

 

THE YEATMAN

The Yeatman Hotel, Rua do Choupelo, 250, Vila Nova de Gaia, Portugal

Chef Ricardo Costa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:01

Nespresso Gourmet Weeks em 8 restaurantes Michelin

por Raul Lufinha, em 12.04.17

Os chefs anfitriões da 3.ª edição das Nespresso Gourmet Weeks: Luís Pestana (WILLIAM), Henrique Sá Pessoa (ALMA), Rui Paula (CASA DE CHÁ DA BOA NOVA), Ricardo Costa (THE YEATMAN), Henrique Leis (HENRIQUE LEIS), João Rodrigues (FEITORIA) e Pedro Lemos (PEDRO LEMOS), bem como Vítor Matos (ANTIQVVM) apesar de ausente da apresentação oficial

Os chefs anfitriões: Luís Pestana (WILLIAM), Henrique Sá Pessoa (ALMA), Rui Paula (CASA DE CHÁ DA BOA NOVA), Ricardo Costa (THE YEATMAN), Henrique Leis (HENRIQUE LEIS), João Rodrigues (FEITORIA) e Pedro Lemos (PEDRO LEMOS), bem como Vítor Matos (ANTIQVVM) apesar de ausente da apresentação oficial

 

Estão de volta as Nespresso Gourmet Weeks.

E desta vez em oito restaurantes distinguidos pelo guia Michelin.

Cujos jantares, a várias mãos, são abertos ao público.

E começam já no dia 19 de abril, num roteiro gastronómico que se prolonga até 14 de maio.

Mais pormenores e reservas aqui.

 

3.ª edição Nespresso Gourmet WeeksCalendário da 3.ª edição das Nespresso Gourmet Weeks

 

 

Jantar de apresentação da 3.ª edição das Nespresso Gourmet Weeks, Forte de São Julião da Barra:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:11

Rui Paula e o linguado com caril e coco da CASA DE CHÁ DA BOA NOVA

por Raul Lufinha, em 11.04.17

Rui Paula

Rui Paula

Numa apresentação dedicada às “Estrelas do Norte” cujos restaurantes melhoraram o seu desempenho no guia Michelin de 2017 relativamente ao ano anterior – e em que também participaram Ricardo Costa do THE YEATMAN e Vítor Matos do ANTIQVVM – Rui Paula trouxe ao Peixe em Lisboa um dos pratos de mar do seu “Menu Atlântico” na CASA DE CHÁ DA BOA NOVA.

Linguado, da nossa costa.

E também sapateira.

Aos quais Rui Paula, na rota dos navegadores portugueses, junta depois elementos e sabores exóticos – nomeadamente noodles, caril e coco.

Rui Paula… com Ricardo Costa e Vítor Matos

Cozinhar… com Ricardo Costa e Vítor Matos

Rui Paula

Empratar… o “Linguado (caril e côco)” do “Menu Atlântico”

 

Ver também:

 

 

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA

Av. da Liberdade, Leça da Palmeira, Matosinhos, Portugal

Chef Rui Paula

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:56

Parabéns aos distinguidos pelo Guia Michelin 2017

por Raul Lufinha, em 24.11.16

Guia Michelin 2017

 

Para 2017, o Guia Michelin atribuiu aos restaurantes portugueses as seguintes distinções:

Duas Estrelas

BELCANTO (José Avillez)

IL GALLO D’ORO (Benoît Sinthon) NOVO 2**

OCEAN (Hans Neuner)

THE YEATMAN (Ricardo Costa) NOVO 2**

Ricardo Costa

Ricardo Costa

VILA JOYA (Dieter Koschina)

 

Uma Estrela

ALMA (Henrique Sá Pessoa) NOVO 1*

Henrique Sá Pessoa

Henrique Sá Pessoa

ANTIQVVM (Vítor Matos) NOVO 1*

BON BON (Rui Silvestre)

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA (Rui Paula) NOVO 1*

Rui Paula

Rui Paula

ELEVEN (Joachim Koerper)

FEITORIA (João Rodrigues)

FORTALEZA DO GUINCHO (Miguel Rocha Vieira)

HENRIQUE LEIS (Henrique Leis)

LAB by Sergi Arola (Sergi Arola) NOVO 1*

Sergi Arola

Sergi Arola

L’AND (Miguel Laffan) NOVO 1*

Miguel Laffan

Miguel Laffan

LARGO DO PAÇO (André Silva)

LOCO (Alexandre Silva) NOVO 1*

Alexandre Silva

Alexandre Silva

PEDRO LEMOS (Pedro Lemos)

SÃO GABRIEL (Leonel Pereira)

WILLIAM (Joachim Koerper) NOVO 1*

WILLIE’S (Willie Wurger)

 

Na parte espanhola do guia, a maior novidade foi a terceira estrela atribuída ao LASARTE, restaurante em Barcelona sob a direção de Martín Berasategui que tem como Head Chef o italiano Paolo Casagrande.

Paolo Casagrande

Paolo Casagrande

  

Muitos parabéns a todos!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:23

Ricardo Costa no Atelier Nespresso: Café

por Raul Lufinha, em 08.10.16

Grand Cru Nespresso Exclusive Selection Kilimanjaro Peaberry

Grand Cru Nespresso Exclusive Selection Kilimanjaro Peaberry

Como estávamos no Atelier Nespresso, não houve lugar à excelente ‘Infusão do Chefe’ que, no final da refeição, Ricardo Costa serve no THE YEATMAN a quem deseja uma alternativa ao café.

Aqui a única opção era somente o café.

Mas não era um café qualquer!

Era um dos dois novos e excelentes Grands Crus Nespresso Exclusive Selection, que vão estar disponíveis somente em restaurantes de alta cozinha – nomeadamente, com estrela Michelin – e de que Ricardo Costa é o embaixador para Portugal.

Neste caso, o frutado e sedutor Kilimanjaro Peaberry, apresentando uma torrefação suave e uma intensidade 5.

Que fechou com um nível altíssimo a extraordinária refeição de Ricardo Costa no Atelier Nespresso.

Grand Cru Nespresso Exclusive Selection Kilimanjaro Peaberry

Grand Cru Nespresso Exclusive Selection Kilimanjaro Peaberry

 

Ver também:

Ricardo Costa traz o THE YEATMAN ao Atelier Nespresso

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:31


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Anónimo

    Groups are poorly treated - choose another place -...

  • Raul Lufinha

    Infelizmente não...

  • Anónimo

    Tem a receita?

  • Filomena Cary

    Um aspecto formidável, vou aconselhar aos meus ami...

  • Raul Lufinha

    Sim, foi pena já não ter dado tempo para visitar o...

  • Patrícia Santos

    Foi uma manhã apressada que espera pela próxima vi...

  • Raul Lufinha

    Não. Não sei se se está referir ao branco ou ao ti...

  • Anónimo

    O 74 estava oxidado? Parece ter uma cor diferente ...

  • Marta Felino

    Foi um grande jantar, Chef Diogo Noronha!E foi mui...

  • mami

    boas ofertas para experimentar este verão :)


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D