Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Vindimas… na Real Companhia Velha: 2) Feijoada à transmontana

por Raul Lufinha, em 07.09.15

Pedro O. Silva Reis

Depois de uma manhã na vinha, Pedro O. Silva Reis fez questão que o almoço da Harvest Experience da Real Companhia Velha fosse uma autêntica refeição… “de vindima”.

Feijoada à transmontana

Pelo que a escolha recaiu numa saborosa e substancial… feijoada à transmontana!

Álvaro Martinho Lopes

Acompanhada por dois vinhos tintos de 2012 da Quinta das Carvalhas, cuja viticultura está a cargo de Álvaro Martinho Lopes, e que são dois topos de gama da Real Companhia Velha, ambos lançados sob a marca Carvalhas: o Tinta Francisca, um varietal diferente do habitual perfil duriense, marcado não pela estrutura mas pela sua grande intensidade; e o sempre elegante e complexo Vinhas Velhas.

Casa Redonda

Tudo isto, no exterior da Casa Redonda, no topo da Quinta das Carvalhas, e à sombra das olaias… enquanto lá ao fundo corria lento o Rio Douro.

 

(continua)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:52

Vindimas… na Real Companhia Velha: 1) A apanha da uva

por Raul Lufinha, em 07.09.15

A apanha da uva

A apanha da uva

A apanha da uva

A apanha da uva

A apanha da uva

A apanha da uva

A apanha da uva

A apanha da uva

A apanha da uva

A apanha da uva

Apanha de uvas da casta Sousão na Quinta das Carvalhas, sobranceira ao Douro e em frente ao Pinhão

 

Fotografias: Marta Felino / Raul Lufinha

(continua)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:51

Jantar na Casa Redonda… da Quinta das Carvalhas: (II) O Jantar

por Raul Lufinha, em 23.08.15

Pedro O. Silva Reis

Pedro O. Silva Reis

Na Casa Redonda, no topo da Quinta das Carvalhas

… o anfitrião Pedro O. Silva Reis apresentou os vinhos topo de gama da Real Companhia Velha – os Carvalhas.

Tendo começado pelo Carvalhas branco.

Primeiro, o da colheita de 2013, um vinho jovem de guarda, com uma estrutura poderosa e complexidade aromática – estagiou 6 meses em madeira.

E depois o de 2012, já mais evoluído.

Carvalhas branco

Carvalhas branco 2013 e 2012

Carvalhas branco 2013 e 2013

Os quais acompanharam...

... os aperitivos.

Do fumeiro

Do forno a lenha

Aperitivos

A seguir, com o Bacalhau à Primavera…

… um tinto exótico e gastronómico, o varietal Carvalhas Tinta Francisca 2011.

Bacalhau no forno

Bacalhau à Primavera

Carvalhas Tinta Francisca tinto 2011

Carvalhas Tinta Francisca tinto 2011

Já para acompanhar a vitela assada no forno com batatinhas…

… a escolha recaiu no Carvalhas tinto de 2012, feito a partir das vinhas velhas da quinta.

Vitela assada

Vitela assada

Carvalhas tinto 2012

Carvalhas tinto 2012

Com os queijos, da Ilha de São Jorge e da Serra da Estrela…

… a companhia da compota de abóbora…

… e o regresso ao brancos – agora os Carvalhas de 2011 e 2010.

Queijo da Ilha de São Jorge e Queijo da Serra da Estrela

Prato de queijos

Carvalhas branco 2011 e 2010

Carvalhas branco 2011 e 2010

Por fim, com a mousse de chocolate…

… dois Portos da Real Companhia Velha, ambos da Quinta das Carvalhas:

… o LBV de 2010…

… e o magnífico Vintage de 1997.

Mousse de Chocolate

A já clássica Mousse de Chocolate da Real Companhia Velha

Quinta das Carvalhas Porto LBV 2010 / Quinta das Carvalhas Porto Vintage 1997

Quinta das Carvalhas Porto LBV 2010 / Quinta das Carvalhas Porto Vintage 1997

No final...

... a surpresa de Álvaro Martinho Lopes, o responsável pela viticultura da Quinta das Carvalhas…

… se ter transformado em one-man-show…

… com a notável interpretação a solo...

... de clássicos de Rui Veloso, Rádio Macau, António Variações, Trovante, Bob Dylan, U2…!

Álvaro Martinho Lopes

Álvaro Martinho Lopes

Álvaro Martinho Lopes

Álvaro Martinho Lopes

Uma bela forma de terminar o jantar na Casa Redonda…

… da Quinta das Carvalhas…

… da Real Companhia Velha.

Pedro O. Silva Reis

Pedro O. Silva Reis

Em que os vinhos andaram sempre à volta…

… do melhor que a Quinta das Carvalhas produz.

A saída da Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Pedro O. Silva Reis

Pedro O. Silva Reis

Brancos, tintos e Portos…

… na Casa Redonda da Quinta das Carvalhas...

… todos os vinhos do jantar foram feitos exclusivamente a partir de uvas provenientes…

… da Quinta das Carvalhas!

 

(voltar à 1.ª parte)

Ver também:

Viagem à Real Companhia Velha

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:11

Jantar na Casa Redonda… da Quinta das Carvalhas: (I) A Casa Redonda

por Raul Lufinha, em 22.08.15

Quinta das Carvalhas

Localizada na margem esquerda do Rio Douro…

Quinta das Carvalhas

… em frente ao Pinhão…

Quinta das Carvalhas

… e ocupando toda a colina…

Quinta das Carvalhas

… a Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

... é a mais emblemática das quintas…

Ao fundo, a Casa Redonda

… da Real Companhia Velha.

Lá no topo, a Casa Redonda

No seu ponto mais alto…

Lá em cima, a Casa Redonda

… a quase 600 metros de altitude…

Casa Redonda

… fica a mítica Casa Redonda!

A vista da Casa Redonda

Com uma majestosa vista panorâmica...

A vista da Casa Redonda

… de 360º...

A vista da Casa Redonda

… sobre toda a região do Douro!

Casa Redonda

Sendo sempre especial...

Casa Redonda

… subir lá acima...

A vista da Casa Redonda

... e assistir...

A vista da Casa Redonda

... ao pôr-do-sol...

Casa Redonda

... na Casa Redonda! 

Carvalhas, o vinho

Já lá dentro...

Casa Redonda

... os motivos de caça...

Casa Redonda

... são uma constante...

Casa Redonda

... na decoração...

Casa Redonda

... da Casa Redonda.

Casa Redonda

Que mantém igualmente no interior...

Casa Redonda

... uma estrutura circular!

Casa Redonda

Sendo obrigatório...

Casa Redonda

... subir ao terraço...

Pedro O. Silva Reis

... para ser ter...

No terraço da Casa Redonda

... uma impressionante vista aérea...

Vista aérea

... da região do Douro!

(continuar para a 2.ª parte)

Ver também:

Viagem à Real Companhia Velha

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:03

Almoço na piscina… da Quinta das Carvalhas

por Raul Lufinha, em 04.08.15

Quinta das Carvalhas

Na emblemática Quinta das Carvalhas, da Real Companhia Velha…

Quinta das Carvalhas

…junto à piscina e em frente ao Rio Douro…

Arinto

… o almoço começou com o experimental e bem-sucedido Séries Real Companhia Velha Arinto branco 2012

Pedro O. Silva Reis

… que o anfitrião Pedro O. Silva Reis serviu…

Queijo Serra da Estrela

… com Queijo da Serra da Estrela…

Fumeiro

… e com várias especialidades de fumeiro.

Mesa

Já à mesa…

Lombo de porco

… a acompanhar o lombo de porco, recheado com ameixas e assado no forno…

Pedro O. Silva Reis

… Pedro O. Silva Reis serviu três tintos, todos eles feitos a partir de uvas da Quinta dos Aciprestes, da Real Companhia Velha:

Quinta dos Aciprestes tinto 2011

Primeiro, o Quinta dos Aciprestes 2011, um vinho jovem e fresco mas com boa estrutura, proveniente de uma vinha velha com 45 anos;

Quinta dos Aciprestes Grande Reserva tinto 2011

Depois, o Quinta dos Aciprestes Grande Reserva 2011, que apenas é produzido em anos especiais;

Quinta dos Aciprestes Grande Reserva Sousão tinto 2011

E, por fim, o surpreendente Quinta dos Aciprestes Grande Reserva Sousão 2011, um varietal extremamente sedutor, muito aveludado na boca!

Leite-creme

Com a sobremesa, leite-creme…

Real Companhia Velha Porto 20 Anos

… o Real Companhia Velha Tawny Porto 20 Anos.

Royal Oporto

Sendo que, para os mercados internacionais, a Real Companhia Velha utiliza a marca Royal Oporto.

Quinta das Carvalhas

Foi a despedida da casa da piscina da Quinta das Carvalhas…

Sagrado Coração de Jesus

… deixando-se para trás um belo painel de azulejos, dedicado ao Sagrado Coração de Jesus aquando do centenário da casa (1851-1951)…

Quinta das Carvalhas

… rumo à entrada principal, em frente ao Pinhão.

 

Ver também:

Viagem à Real Companhia Velha

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:23

A Quinta das Carvalhas… da Real Companhia Velha

por Raul Lufinha, em 02.04.15

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas 

A Quinta das Carvalhas fica na margem esquerda do Rio Douro, em frente ao Pinhão…

… cobrindo toda a colina e também uma parte da encosta superior da margem direita do Rio Torto.

São 600 hectares, com uma especial aptidão para a produção de uvas tintas – castas brancas, só no topo da Quinta, cujo ponto mais alto é a ‘Casa Redonda’ a 550 metros de altitude.

De uma beleza extrema, tem vinhas com mais de 80 anos e encostas com 70 graus de declive…

… sendo a quinta mais emblemática da Real Companhia Velha – e também o nome da sua marca de vinhos topo de gama: 'Carvalhas'.

Quinta das Carvalhas

Álvaro Martinho Lopes

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas

Quinta das Carvalhas 

 

Ver também:

Viagem à Real Companhia Velha

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:36

Viagem à Real Companhia Velha

por Raul Lufinha, em 28.03.15

Pedro Silva Reis, Pai e Filho

Pedro Silva Reis, Presidente da Real Companhia Velha… e o filho Pedro O. Silva Reis, Trade Marketing Manager

Ir ao Douro visitar a Real Companhia Velha é uma viagem ao passado… e ao futuro.

Permitindo conhecer os grandes vinhos que a Companhia produz… e deixando perceber que os que estão agora a ser preparados serão clássicos das próximas décadas.

Com efeito, para além de ser uma das mais antigas empresas portuguesas, fundada em 1756 por D. José I sob os auspícios do Marquês de Pombal, a Real Companhia Velha é também um exemplo de inovação, de experimentação e de utilização das mais modernas tecnologias – incluindo drones (aeronaves não tripuladas) para monitorizar as vinhas…

E sempre com uma mentalidade muito aberta. A Real Companhia Velha tem mais de 540 hectares de vinhas próprias no Douro, espalhadas por cinco quintas (Carvalhas, Aciprestes, Cidrô, Casal da Granja e Síbio) mas recusa focar-se num único perfil de vinhos, apostando antes na diversidade – diversidade de estilos, de castas, de tipos de vinho… de tudo!

Daí ser tão interessante ir ao terreno ver o exacto local onde nascem as concretas uvas de cada um dos diferentes vinhos que a Real Companhia Velha produz…

… e compreender como essa específica conjugação de solo, altitude, exposição solar, microclima, casta, idade da videira, etc., origina vinhos cujas características, quando os bebemos, conseguimos perceber serem precisamente uma consequência directa e uma manifestação expressa desses vários factores que vimos na visita.

Sim, porque, para percebermos verdadeiramente um vinho, não basta bebê-lo. Há que conhecer onde é feito, como é feito e por quem é feito – ora, foi tão-só isto o que a notável viagem à Real Companhia Velha permitiu.

Vida longa à Real Companhia Velha!

 

Ver também:

A Quinta das Carvalhas

A Quinta dos Aciprestes

A Quinta de Cidrô

A Quinta do Casal da Granja

A Quinta do Síbio

O Centro de Vinificação

As Caves

1867, Royal Oporto

A casta... Samarrinho

Almoço nas Caves... da Real Companhia Velha

Jantar no Palácio... de Cidrô

Arinto... mas no Douro

Almoço na piscina... da Quinta das Carvalhas

Jantar na Casa Redonda... da Quinta das Carvalhas: (I) A Casa Redonda

Jantar na Casa Redonda... da Quinta das Carvalhas: (II) O Jantar

No CÊPA TORTA, em Alijó

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:40

Jorge Moreira e o branco da Quinta das Carvalhas

por Raul Lufinha, em 14.03.14

Enólogo Jorge Moreira

Virada a Norte, a Quinta das Carvalhas fica em frente ao Pinhão, na encosta da margem esquerda do rio Douro, cobrindo toda a colina e ocupando também uma parte da encosta superior da margem direita do rio Torto.

É a quinta mais emblemática da Real Companhia Velha… e também a sua marca de vinhos topo de gama.

Daí que o Carvalhas branco 2011, com uma edição limitada a 4.500 garrafas, seja o vinho branco premium da Real Companhia Velha.

Tem a assinatura do enólogo Jorge Moreira e é produzido a partir de vinhas velhas, sendo utilizadas exclusivamente castas nacionais, nomeadamente Viosinho e Gouveio.

Apresentando um PVP recomendado de € 22,5.

Carvalhas branco 2011 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:25


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Agenda

NOVEMBRO
23 -C’AZEDU – PORTUGUESE SOUR & GRAPE BEER FESTIVAL O festival que pretende não só divulgar as cervejas “SOUR” mas também apresentar a ampla oferta de cervejas de um estilo completamente novo e único, as “PORTUGUESE GRAPE ALE”
23 -TORRE DE PALMA WINE HOTEL Filipe Ramalho celebra 5 anos de BASILII com 5 chefes: João Pinto (BASILII), Gonçalo Queiroz (ORIGENS, Évora), Michele Marques & Rúben Trindade (MERCEARIA GADANHA, Estremoz) e Leopoldo Garcia Calhau (TABERNA DO CALHAU, Lisboa)
Até 23 -BELCANTO Menu ‘Tempi di Recupero Week’, iniciativa internacional de combate ao desperdício alimentar
Até 23 -DÃO CAPITAL Os vinhos e os sabores do Dão à prova em Lisboa
23-24 -SABOREA LANZAROTE Festival internacional da cozinha do Atlântico Médio
Até 24 -QUINZENA GASTRONÓMICA DA AGUARDENTE DOC LOURINHÃ Pratos confecionados com Aguardente DOC Lourinhã, visitas à adega e muito mais
Até 24 -FESTA DO ESPUMANTE DE MELGAÇO Grande montra de espumantes à base da casta Alvarinho, diversidade de produtos regionais, sessões de show cooking com chefes Michelin e provas comentadas
27 -CHEFE COZINHEIRO DO ANO Final nacional da 30.ª edição do maior concurso de cozinha para profissionais, em Portugal
28 -VOLUME ‘DJ Vínico’ António Maçanita e ‘Enólogo Musical’ Rui Vargas cruzando música e vinho na La Distillerie, em Lisboa
29 | 1/12 -MESAS BOHEMIA O restaurante da Pensão Borges, de Baião, viaja até Lisboa

DEZEMBRO
1 -ONCE UPON A KITCHEN Massimo Bottura OSTERIA FRANCESCANA + Mauro Colagreco MIRAZUR + Alex Atala D.O.M. + Antonio Bachour
3 -THE GRAND GELINAZ! SHUFFLE BELCANTO, ALMA, LOCO e PRADO participam no evento em que chefes de todo o mundo trocam receitas
4-5 -JOVEM TALENTO DA GASTRONOMIA 2019
14 -FÄVIKEN Último serviço
Até 14 -HERDADE DO ESPORÃO Programa da Campanha da Azeitona 2019: visita guiada ao lagar em funcionamento com prova de azeite acabado de extrair da bica, petiscos no enoturismo e prova técnica de azeite novo

2020

MAIO
19-20 -SYMPOSIUM SANGUE NA GUELRA 2020 Virgilio Martínez, do CENTRAL, em Lima, no Peru, é o primeiro nome confirmado

JUNHO
2 -THE WORLD'S 50 BEST RESTAURANTS 2020

SETEMBRO
12-13 -CHEFS ON FIRE 2020 – FOOD, FIRE & MUSIC Um festival em que os chefs cozinham exclusivamente com fogo durante mais de 24h. Ao fire pit e outras estruturas inéditas junta-se um cartaz de concertos, num projeto de slow cooking que celebra as origens da cozinha, bem como a simplicidade de esperar e de deixar que o tempo e o fogo cuidem dos alimentos


Últimos comentários

  • Anónimo

    Salvo o devido respeito, no global não creio que t...

  • Raul Lufinha

    E no EL PAÍS Rosa Rivas vai pelo mesmo caminho, fa...

  • Raul Lufinha

    Não, não há o prometido crescimento em 2020 – é um...

  • Anónimo

    Face à notícia largamente antecipada do fecho do r...

  • Raul Lufinha

    1 - A Michelin é uma empresa privada, faz os guias...

  • Anónimo

    Esperemos então que o guia passe a ser apenas de E...

  • Raul Lufinha

  • Raul Lufinha

    Sim, de facto, em Portugal, temos muitos produtos ...

  • Raul Lufinha

    E aparece…

  • Raul Lufinha

    Pois… Este ano, pelo menos até agora, a própria Mi...


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D