Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Três dias à descoberta dos vinhos de Trás-os-Montes

por Raul Lufinha, em 17.08.21

Eng. Francisco Pavão na apresentação do primeiro vinho de lagar rupestre certificado

Eng. Francisco Pavão na apresentação do primeiro vinho de lagar rupestre certificado

A convite da Comissão Vitivinícola Regional de Trás-os-Montes (CVRTM), o Mesa do Chef, conjuntamente com o jornal Público (José Augusto Moreira) e as revistas especializadas Grandes Escolhas (Valeria Zeferino) e Paixão pelo Vinho (Maria Helena Duarte), integrou uma press trip de três dias para visitar a região e contactar diretamente com produtores locais, sob o lema “Viver, Sentir e Provar Trás-os-Montes”.

Uma experiência muito rica e intensa, que começou e terminou à mesa – efetivamente, é à mesa que melhor se celebra o vinho!

De modo que, entre a CASA DE SOUTO VELHO, da D. Eufrásia e do Sr. Osvaldo, junto a Vidago – que, embora não sendo propriamente uma “taberna”, integra a Rede de Tabernas do Alto Tâmega – e o restaurante MARIA RITA, em Jerusalém do Romeu, passando também pela QUINTA DA MATA, em Vilar de Nantes, a 3 km de Chaves, foi possível conhecer as novidades da Quinta de Arcossó (Amílcar Salgado), Quinta do Ermeiro (Fernando Batista), Encostas de Volfrâmio (Eufrásia Almeida), Mont’Alegre (Francisco Gonçalves), Encostas de Sonim (Dina Pessoa), Delectatio (Aires Viriato) e Casal Cordeiro (Carlos Cordeiro), bem como visitar os produtores Quinta Serra d’Oura (Carlos Bastos), Palmeirim d’Inglaterra (Ricardo Sá Fernandes), Romano Cunha (Mário Cunha), Costa Boal (António Boal), Casa do JOA (Jorge Ortega Afonso) e Valle Pradinhos.

Momento central da visita à região do canto nordeste de Portugal foi igualmente o lançamento do primeiro vinho de lagar rupestre (ou seja, de lagar cavado na rocha) certificado – certificado como “método tradicional transmontano”!

Tudo experiências sobre as quais aqui iremos falar nos próximos dias e semanas.

E que permitiram ao Mesa do Chef testemunhar in loco e de viva voz o extraordinário trabalho desenvolvido pela CVRTM em prol dos produtores da região, especialmente pelo presidente Francisco Pavão, pela enóloga Ana Alves e pelo responsável do departamento de certificação Aristides Alvarez.

Trás-os-Montes é uma terra de grandes vinhos... que merecem ser conhecidos!

(continua)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:58

O Douro Superior é um festival

por Raul Lufinha, em 26.05.15

Festival do Vinho do Douro Superior

EXPOCÔA, Vila Nova de Foz Côa

O Festival do Vinho do Douro Superior é uma excelente altura para ir a Foz Côa!

São três dias dedicados a conhecer os vinhos únicos da sub-região mais a montante do Douro, que se estende desde o Cachão da Valeira até à fronteira com Espanha.

Quinta e Museu

Quinta de Ervamoira (Ramos Pinto)

Ervamoira

… que teria ficado submersa se a barragem do Côa tivesse avançado

25 anos de Duas Quintas

Histórica prova dos 25 Anos do Duas Quintas

João Nicolau de Almeida

João Nicolau de Almeida (Ramos Pinto)

Castelo Melhor

Quinta de Castelo Melhor (Duorum)

Duorum

O Douro visto da parte de cima da Quinta de Castelo Melhor (Duorum)

José Maria Soares Franco

José Maria Soares Franco (Duorum)

Quinta da Leda

Quinta da Leda (Sogrape)

Luís Sottomayor

Enólogo Luís Sottomayor… e alguns dos talhões utilizados para fazer o Barca-Velha

Quinta da Leda

O Douro visto da Vinha das Lebres (Sogrape)

Ferreira

Pic-nic

caixa aberta

Carrinhas de caixa aberta

Colóquio

Fernando Melo conduzindo o colóquio ‘Vinho e Turismo no Douro Superior’… e Filipa Correia apresentando ‘A Quinta de Ervamoira na estratégia da Ramos Pinto’

Feira

Provas de vinhos…

queijo

… e de queijos

Animação de rua

Animação de rua

Francisco Pavão

Francisco Pavão e a prova comentada de azeites do Douro Superior

Luís Antunes

Luís Antunes e a prova comentada dos Portos LBV do Douro Superior

Joana Pratas

A 'generala' Joana Pratas levando água para as suas tropas

 

Ver também:

A Quinta de Ervamoira

25 anos de Duas Quintas

Almoço na Quinta de Castelo Melhor

Descer a Quinta de Castelo Melhor até ao Douro... com José Maria Soares Franco ao volante

Estação de Castelo Melhor, futuro Hotel Duorum?

A nova adega... do Palato do Côa

Visita à Quinta da Leda

Pic-Nic... no Douro

Porto... tónico

Prova comentada de Portos... LBV

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:52

Maçã, o limpa-palato

por Raul Lufinha, em 03.11.14

limpa-palato .JPG

Água e Maçã, essenciais numa prova de azeites

Numa prova de azeites, para limpar a boca entre cada amostra…

… deve beber-se um pouco de água…

… e comer um pequeno pedaço de maçã!

 

Ver também:

Francisco Pavão… e a prova comentada dos azeites do Douro Superior

Os copos de prova de azeite

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:10

Francisco Pavão… e a prova comentada dos azeites do Douro Superior

por Raul Lufinha, em 02.11.14

Francisco Pavão .JPG

Francisco Pavão

Ouvir Francisco Pavão falar apaixonadamente de azeite é um autêntico espectáculo – são só ‘frutados’ e ‘maduros’… ‘picantes’ e ‘amargos’… ‘nariz’ e ‘boca’… e também toda uma incrível panóplia de descritores… ‘maçã madura’, ‘folha de oliveira’, ‘casca de amêndoa’, ‘casca de banana’, ‘couve’, ‘tomateira’ (a rama do tomateiro), ‘erva cortada’, ‘relva’… Até parece que o azeite é mais complexo do que o vinho...!

Na memória ficou ainda o ensinamento de que, ao contrário do que muita gente pensa e também do que sucede com o vinho, o ser humano não é capaz de detectar a acidez do azeite – só laboratorialmente.

Bem como o conselho para que o azeite seja consumido o mais cedo possível – dois anos, no máximo.

Azeites .JPG

Os azeites virgem extra provados e comentados no Festival do Vinho do Douro Superior:

Casa Grande - Freixo de Numão, Biológico, D.O.P. Trás-os-Montes

Quinta do Vale Meão, Biológico, Douro

Chousas Nostras, Douro Superior

Mapa, Douro

Quinta do Couquinho Premium, D.O.P. Trás-os-Montes

Painova Premium, Douro

Quinta do Crasto Premium, Douro

CARM Praemium, D.O.P. Trás-os-Montes

 

Ver também:

Os copos de prova de azeite

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:51

Os copos de prova de azeite

por Raul Lufinha, em 06.09.14

Vidro… azul

Ao contrário do que sucede com o vinho, na prova de um azeite a cor não deve ser valorizada.

Logo, os provadores profissionais não se devem deixar influenciar pelas tonalidades do produto.

E de tal forma assim é que…

… os copos de prova de azeite são de vidro… de cor azul!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:18


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D