Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O FAIA: (IX) Experiência cultural… gastronómica e musical

por Raul Lufinha, em 13.06.13

Um clássico de sempre, o Fado continua na moda.

E também em permanente renovação – há cada vez mais novos valores e novos espaços a despontar.

Mas, em paralelo, existe igualmente uma maior consciencialização da importância da componente gastronómica – sem boa comida, não há bom fado.

Sendo, pois, ambas as vertentes – a gastronómica e a musical – essenciais para o sucesso de uma noite de fados.

Daí o mérito do chef Carlos Abreu n’O FAIA – grande comida para acompanhar grandes fados.

 

O FAIA, Maio 2013:

  1. Santuário do Fado
  2. Pão e vinho, sobre a mesa
  3. Gambas a fervilhar
  4. Sopa de peixe
  5. Sempre que há bacalhau… é Dia de Portugal
  6. Silêncio, que se vai cantar o Fado
  7. Trilogia de sobremesas
  8. Carlos Abreu, o chef
  9. Experiência cultural… gastronómica e musical

(fim)

O FAIA | Rua da Barroca, 54-56, Bairro Alto, Lisboa, Portugal | Chef Carlos Abreu

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:34

O FAIA: (VIII) Carlos Abreu, o chef

por Raul Lufinha, em 12.06.13

Chef Carlos Abreu

A cozinha d’O FAIA é comandada desde 2005 pelo chef Carlos Abreu.

... com o sub-chef André Pola, Carla Baptista e Teresa Nascimento...

O qual entende que uma Casa de Fado é – antes de tudo o mais – um restaurante.

... na cozinha d'O FAIA

Ou seja, uma noite de fados só poderá ser boa se a experiência gastronómica também tiver sido boa.

Pelo que Carlos Abreu renovou o conceito gastronómico d’O FAIA, tornando-o mais criativo e apelativo, sem deixar de apresentar o melhor da cozinha tradicional portuguesa.

Chef de cozinha com vasta experiência, Carlos Abreu contribuiu ainda com duas receitas suas para o livro «Tudo Isto é Fado», um roteiro da gastronomia e do fado de Lisboa, da autoria de Clara Azevedo e Luís Chimeno Garrido, editado em 2010 pela Planeta:

– “Ninho de chèvre em misto de salada verde e avelãs”; e

– “Carré de borrego braseado com batata corada e grelos salteados”.

(continua)

O FAIA | Rua da Barroca, 54-56, Bairro Alto, Lisboa, Portugal | Chef Carlos Abreu

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:18

O FAIA: (VII) Trilogia de sobremesas

por Raul Lufinha, em 11.06.13

Para o final, o chef Carlos Abreu preparou uma trilogia das melhores sobremesas d’O FAIA:

– Encharcada de ovos;

– Crumble de Pêra Rocha do Oeste cozida em vinho branco e açafrão, com gelado de nata e pêra desidratada; e

– Sericaia com ameixa de Elvas.

Harmonizadas com o Moscatel Roxo da Colecção Privada de Domingos Soares Franco da colheita de 2003.

(continua)

O FAIA | Rua da Barroca, 54-56, Bairro Alto, Lisboa, Portugal | Chef Carlos Abreu

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:28

O FAIA: (VI) Silêncio, que se vai cantar o Fado

por Raul Lufinha, em 11.06.13

Lenita Gentil

Anita Guerreiro

Quando chega a hora do Fado, as luzes começam a enfraquecer, os artistas ocupam os seus lugares, a sala mergulha em silêncio… e tem início o espectáculo!

Esta noite, sempre em momentos diferentes, actuaram Mafalda Taborda, António Rocha, Anita Guerreiro e finalmente Lenita Gentil.

Anita Guerreiro

António Rocha

(continua)

O FAIA | Rua da Barroca, 54-56, Bairro Alto, Lisboa, Portugal | Chef Carlos Abreu

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:11

O FAIA: (V) Sempre que há bacalhau… é Dia de Portugal

por Raul Lufinha, em 10.06.13

Tal como a cozinha italiana não são apenas pizzas ou a comida japonesa não se reduz ao sushi, também Portugal não é só bacalhau.

Aliás, nem sequer o próprio bacalhau é português.

Apesar de termos o melhor peixe do mundo, o bacalhau que representa Portugal vem das águas glaciares do Atlântico Norte.

Mas somos reconhecidos no mundo pela forma única como o trabalhamos.

É o chamado (e certificado) "Bacalhau de Cura Tradicional Portuguesa", bem salgado e seco, de cheiro intenso e sabor prolongado, com uma textura suculenta e tenra, em que as bandas musculares do peixe se soltam em lascas inteiras...

De tal forma que quando alguém vem a Portugal quer é experimentar as mil e uma maneiras que temos de o confeccionar.

Seja numa singela tasca ou num restaurante com estrela Michelin.

Ou nas típicas Casas de Fado!

Pelo que também O FAIA não poderia deixar de ter bacalhau.

No coração do Bairro Alto, em Lisboa, o chef Carlos Abreu dedica-lhe uma secção inteira da carta, com uma mão cheia de opções que vão desde as mais tradicionais até ao original "Lombo de Bacalhau à Faia".

"Gratinado de bacalhau com natas frescas, coentros e pasta de azeitona preta"

Aqui apresentou-o gratinado no forno com natas frescas e coentros, tendo sido servido num prato previamente preparado com azeite e pasta de azeitona preta.

(continua)

O FAIA | Rua da Barroca, 54-56, Bairro Alto, Lisboa, Portugal | Chef Carlos Abreu

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:25

O FAIA: (IV) Sopa de peixe

por Raul Lufinha, em 09.06.13

Ir aos fados não implica necessariamente comer o tradicional caldo verde.

N'O FAIA, o chef Carlos Abreu também prepara uma aromática sopa de peixe, muito rica e saborosa, com tomate fresco, hortelã da ribeira e coentros.

"Sopa de peixe com hortelã da ribeira"

(continua)

O FAIA | Rua da Barroca, 54-56, Bairro Alto, Lisboa, Portugal | Chef Carlos Abreu

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:21

O FAIA: (III) Gambas a fervilhar

por Raul Lufinha, em 08.06.13

Para começar, chegam à mesa, ainda a fervilhar, umas gambas óptimas e carnudas, fritas com alho, limão e malagueta seca – e salpicadas de coentros.

"Gambinhas fritas ao alho com limão e malagueta seca"

(continua)

O FAIA | Rua da Barroca, 54-56, Bairro Alto, Lisboa, Portugal | Chef Carlos Abreu

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:10

O FAIA: (II) Pão e vinho, sobre a mesa

por Raul Lufinha, em 08.06.13

"Numa casa portuguesa fica bem

Pão e vinho sobre a mesa"

 

... e azeite também!

Neste caso, o Grandes Quintas, DOP Trás-os-Montes, da Casa de Arrochella, no Douro.

Já o vinho – tinto, como convém numa casa de fados… – foi o Lybra 2009, um Syrah gastronómico da Quinta do Monte d'Oiro de José Bento dos Santos, em Alenquer, na região de Lisboa.

(continua)

O FAIA | Rua da Barroca, 54-56, Bairro Alto, Lisboa, Portugal | Chef Carlos Abreu

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:12

O FAIA: (I) Santuário do Fado

por Raul Lufinha, em 07.06.13

O restaurante O FAIA é uma referência do fado e da noite lisboeta. No coração do Bairro Alto, foi fundado em 1947 por Lucília do Carmo, figura maior da canção de Lisboa e mãe do fadista Carlos do Carmo, que depois geriu a casa até 1980.

Sendo um santuário onde, para além da fundadora e do seu filho, já actuaram grandes nomes do Fado como Alfredo Marceneiro, Tristão da Silva, Fernando Maurício, Ada de Castro, Beatriz da Conceição, Vasco Rafael ou Camané.

Actualmente, Lenita Gentil, Anita Guerreiro, Ricardo Ribeiro e António Rocha, acompanhados por Fernando Silva na guitarra portuguesa e Paulo Ramos na viola, dão continuidade a essa tradição.

Na cozinha, brilha o saber e a experiência do Chef Carlos Abreu, que apresenta os sabores portugueses de sempre com criatividade e ingredientes de primeira qualidade.

(continua)

O FAIA | Rua da Barroca, 54-56, Bairro Alto, Lisboa, Portugal | Chef Carlos Abreu

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:35


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Raul Lufinha

    Sim, num vinho tão novo, a rolha não era seguramen...

  • Anónimo

    Qual a utilidade em abrir dessa forma um vinho de ...

  • Anónimo

    Eu que agradeço pelo carinho e amor. Obrigado Obri...

  • Anónimo

    O melhor Restaurante de VILAMOURA e um dos melhore...

  • Anónimo

    Chamo-me Francisco Pôla, tal como você. é possivel...

  • Raul Lufinha

    Para memória futura: hoje, dia 05-02-2018, o SAPO ...

  • Raul Lufinha

    Entretanto, para memória futura, a 31-01-2018 já u...

  • Raul Lufinha

    Agradeço a informação, Pedro. Embora só possa lame...

  • Pedro Neves

    Caro Raul,peço desculpa pelo meu comentário não es...

  • Raul Lufinha

    Obrigado Duarte. Acho que vais gostar, vai ser uma...



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




subscrever feeds