Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


“O Recomeço” do BON BON

por Raul Lufinha, em 28.04.21

BON BON

Sommelier Nuno Diogo, o empresário proprietário do BON BON

O BON BON, novamente com uma estrela Michelin em 2021, reabriu logo no primeiro dia em que houve autorização para tal do Governo português, após a melhoria da situação pandémica – segunda-feira, dia 5 de abril.

E foi também nessa mesma semana que o Mesa do Chef regressou ao restaurante do Sommelier Nuno Diogo.

Esteve na sala, no terraço e na cozinha.

Conheceu o novo Chef e também a sua brigada.

Fez o menu “O Recomeço” – o auspicioso menu de estreia do Chef José Lopes no BON BON.

Provou pratos futuros.

Assistiu a várias experiências.

E testou diversas harmonizações vínicas.

Tendo também acompanhado as provas das equipas de sala e cozinha do BON BON na visita de trabalho a um produtor algarvio de vinho e de cerveja artesanal – algo de que proximamente ainda iremos falar aqui no blog.

Em suma, uma histórica e gratificante visita de dois dias, que aqui fica registada e que deixa excelentes sinais para o futuro.

Futuro esse que continua a acontecer.

Com efeito, após quinze dias de menu de almoço na esplanada, o avanço do plano de desconfinamento passou a permitir refeições no interior do restaurante. Pelo que, a partir de 19 de abril, os almoços ao ar livre foram substituídos por jantares na sala, com a subsequente substituição do menu inicial de almoço pelo novo e mais completo menu de jantar “Há mar e mar, Há ir e voltar…”.

Mas efetivamente, na origem de tudo, está “O Recomeço”!

 

BON BON

2021, novo Chef | José Lopes, o novo Chef do BON BON.

 

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

Boas-vindas | Sommelier Nuno Diogo e a imbatível elegância de Champagne. Billecart-Salmon Vintage 2007.

 

BON BON

BON BON

BON BON

Amuse-bouche | Para começar, “uma experiência” do Chef José Lopes. Sashimi de pargo, crocante de alga nori, aioli de alho negro e alho francês braseado.

 

BON BON

BON BON

BON BON

Couvert | Com José Lopes, o couvert do BON BON transformou-se num momento individual – e de grande nível, aliás. Duas manteigas, uma clássica, outra de alface-do-mar; um paté de fígado de galinha, cortado pela acidez da framboesa desidratada; e, em especial, guloso como a cozinha do Chef (e com um segredo que José Lopes nos pediu para não contar…) um extraordinário brioche de massa mãe, fumado, nada doce e ligeiramente tostado com manteiga noisette, que chega à mesa ainda quente, sobressaindo a sua untuosidade e a sua excelente acidez!

 

BON BON

BON BON

“Gaspacho de Pepino, Lula e Santola” | O primeiro prato do menu “O Recomeço” do Chef José Lopes. Refrescante! E com muito sabor! Destacando-se o elegante gaspacho de pepino; o untuoso sashimi de lula, que se desfaz na boca; e a pasta de santola, com o discreto toque do wasabi, de modo a que o que brilhe seja mesmo… o sabor da santola!

 

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

Atlantis Verdelho Branco 2016 | Da Ilha da Madeira, um Verdelho bem seco e fresco!

 

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

“Carabineiro e Caldo-Verde” | O mais memorável momento d'“O Recomeço” do BON BON. O carabineiro, perfeito. E todo o sabor do caldo-verde! Com efeito, na base, um creme de caldo-verde. Por cima, conforme explicou o Chef, um apurado “estufadinho de couve de caldo-verde, com chouriço de porco alentejano e batatinha”. No topo, crocante de chouriço. Sendo finalizado já na mesa com aquela que é a base do caldo-verde: um creme de batata!

 

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

Extra-menu | Lavagante azul e couve-flor, num prometedor prato extra-menu que o Chef José Lopes tem andado a testar!

 

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

Carvalhas Branco 2011 | Maravilhoso reencontro com o Carvalhas Branco de 2011, extraordinário topo de gama dos brancos da Real Companhia Velha! Um vinho que provámos pela primeira vez no CHAFARIZ DO VINHO, em Lisboa, no início 2014, na apresentação das novidades da Real Companhia Velha à comunicação social, e que tem para nós uma história muito especial: com efeito, quando perguntámos a Jorge Moreira qual era, de entre a vasta gama do produtor duriense em prova, a garrafa com a qual gostaria de ser fotografado para o blog, o enólogo escolheu precisamente… o Carvalhas Branco de 2011! Uma fotografia histórica, que está aqui. E um vinho, aliás, que depois, em 2015, numa “Viagem à Real Companhia Velha”, tivemos a felicidade de também provar num jantar na própria Quinta das Carvalhas – mais ainda, na mítica Casa Redonda que fica no topo da Quinta das Carvalhas e tem uma vista de 360 graus sobre o Douro! Entretanto, o passar dos anos em garrafa fez-lhe muitíssimo bem. O Carvalhas Branco 2011 ganhou uma cor carregada. E encontra-se agora extremamente evoluído – este e, bem assim, o de uma segunda garrafa que o Sommelier proprietário do BON BON, Nuno Diogo, também abriu. Uma evolução, pois, virtuosa. O vinho está rico. Complexo. Com excelente acidez. Gordo. Amanteigado. Elegante. Extremamente poderoso! Fascinante!

 

BON BON

Sommelier | Nuno Diogo, o empresário da restauração proprietário do BON BON, continua a ser, acima de tudo, um Sommelier!

 

BON BON

Serviço | A qualidade do serviço, sempre uma marca identitária do BON BON de Nuno Diogo.

 

BON BON

BON BON

BON BON

“Salmonete, Funcho e Caril” — elegância, delicadeza e harmonia, num grande momento do Chef José Lopes.

 

BON BON

BON BON

Quinta da Lapa Vinho Clarete 2017 | Para o salmonete, Vinho Clarete!

 

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

Água | Sempre essencial num wine pairing.

 

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

“Presa de Porco à Alentejana” | Elegante revisitação de sabores familiares que o Chef José Lopes resumiu numa frase: “É a nossa Carne de Porco à Alentejana!”

 

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

Conciso Tinto 2014 | O Dão fino de Dirk Niepoort.

 

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

Pré-sobremesa | Figueira! A Chefe Pasteleira Bárbara Gaspar preparou uma pré-sobremesa de figueira! Uma inacreditável pré-sobremesa não de figo, mas mesmo de figueira! Tem um gelado de... folha de figueira! E tem também fumo de... folha e tronco de figueira! Sendo o mais desafiante momento do recomeço do BON BON. Um momento, aliás, que convoca todos os nossos sentidos: não apenas a visão, o tato e paladar, mas também a audição e o olfato. De facto, comer a figueira pode não ser para todos, para alguns pode ser demasiado radical. Mas é uma pré-sobremesa excecional. É de tal forma notável que inclusivamente as sensações com que ficamos na boca mais parecem as da nota de prova de um vinho! É uma pré-sobremesa seca. Vegetal. Fumada. É brutal!

 

BON BON

Figueira | Entretanto, curiosamente, quando, no fim da pré-sobremesa, fomos visitar a secção de pastelaria, vimos uma caixa de flor-de-sal Salmarim com algo estranhamente verde lá dentro e perguntámos à Chefe Pasteleira Bárbara Gaspar o que seria. A resposta veio pronta: "Isso é a figueira!"

 

BON BON

BON BON

Espírito Lagoalva Único Late Harvest Branco 2018 | Do Tejo, um colheita tardia assinado por Diogo Campilho e Pedro Pinhão.

 

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

“Pera, Noz e Caramelo” | A leve e elegante sobremesa do menu que marca “O Recomeço” do BON BON em 2021. Conforme explicou a Chefe Pasteleira Bárbara Gaspar, “a ideia foi ter frutos secos untuosos, com um toque de frescura!”

 

BON BON

Chef Pasteleira Bárbara Gaspar e Chef José Lopes | Em 2021, há novas caras na cozinha do BON BON.

 

BON BON

BON BON

Petits fours | Mini Folar de Olhão e Macaron de Doce de Leite. É tão bom poder dizer que já se comeu um Folar de Olhão inteiro… e de uma só vez!

 

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

BON BON

“O Recomeço” | Um menu histórico. O auspicioso primeiro menu do BON BON em 2021. E também o primeiro menu assinado pelo Chef José Lopes no BON BON.

 

Ver também:

 

BON BON
Urbanização Cabeço de Pias, Sesmarias de Carvoeiro, Lagoa, Algarve, Portugal
Chef José Lopes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:25


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D