Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pedro Bandeira Abril transformou três clássicos portugueses em pratos de porco asiáticos

por Raul Lufinha, em 23.02.18

Pedro Bandeira Abril na cozinha do PIGMEU

Pedro Bandeira Abril na cozinha do PIGMEU

Para o primeiro dos quatro jantares comemorativos dos três anos do PIGMEU, dedicado aos sabores de influência asiática, Pedro Bandeira Abril fez a ponte entre a cozinha tradicional de matriz bem portuguesa que pratica na TABERNA SAL GROSSO, em Santa Apolónia, e os sabores da Ásia.

De modo que resolveu transformar três clássicos portugueses… em pratos de porco asiáticos!

O primeiro foi o pão com chouriço! Que surgiu na mesa como um bao, com um saboroso recheio de cachaço de porco e aquilo a que se poderia chamar um “molho barbecue chinês”.

Depois, a canja! Que no PIGMEU virou um extraordinário ramen, em que se destacava o caldo, profundíssimo!

E, por fim, o arroz-doce! Tendo Pedro Bandeira Abril fechado o jantar de nove momentos d’Os Porquinhos da Ásia juntando os dois continentes numa excelente sobremesa de sabores intensos, simultaneamente doces e salgados, que ligou o nosso arroz-doce ao sticky rice asiático… e em que, para não faltar o porco do PIGMEU, o chefe da TABERNA SAL GROSSO trabalhou o arroz com toucinho, à semelhança do que se faz no pudim Abade de Priscos! E depois, por cima, Pedro Bandeira Abril não polvilhou o arroz com a habitual canela, mas antes com coco, torrado e ralado, e com presunto desidratado! Excelente!

Char Siu Bao

Pão com Chouriço virou "Char Siu Bao"

Miso Ramen

Miso Ramen

Miso Ramen

Miso Ramen

Miso Ramen

Canja virou "Miso Ramen"

Sticky Coconut Rice

Arroz-doce virou "Sticky Coconut Rice"

 

Ver também:

 

PIGMEU

Rua 4 de Infantaria, 68, Campo de Ourique, Lisboa, Portugal

Chef João Revés

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46



Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Raul Lufinha

    Infelizmente não...

  • Anónimo

    Tem a receita?

  • Filomena Cary

    Um aspecto formidável, vou aconselhar aos meus ami...

  • Raul Lufinha

    Sim, foi pena já não ter dado tempo para visitar o...

  • Patrícia Santos

    Foi uma manhã apressada que espera pela próxima vi...

  • Raul Lufinha

    Não. Não sei se se está referir ao branco ou ao ti...

  • Anónimo

    O 74 estava oxidado? Parece ter uma cor diferente ...

  • Marta Felino

    Foi um grande jantar, Chef Diogo Noronha!E foi mui...

  • mami

    boas ofertas para experimentar este verão :)

  • Raul Lufinha

    Sim, num vinho tão novo, a rolha não era seguramen...



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D