Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Do Chile, Sauvignon Blanc e Carménère

por Raul Lufinha, em 01.07.18

Casas del Bosque Sauvignon Blanc Reserva branco 2017

Casas del Bosque Sauvignon Blanc Reserva branco 2017

Para quem gosta de conhecer outros vinhos que não apenas os portugueses, há cada vez mais sugestões de qualidade.

Da Europa. E não só.

Como os Casas del Bosque.

Com efeito, à conquista do mundo, os vinhos chilenos Casas del Bosque – que exportam 80% da sua produção anual, a qual ronda 1,2 milhões de garrafas – também já chegaram a Portugal.

Destacando-se, na gama de entrada, um branco e um tinto, ambos varietais e da colheita de 2017 – o Sauvignon Blanc Reserva e o Carménère Reserva.

O Sauvignon Blanc, proveniente de uma zona fresca, o Valle de Casablanca, a 70 km de Santiago do Chile, está muito equilibrado e harmonioso, ultrapassando a dicotomia entre o velho e o novo mundo – tem essencialmente acidez e frescura, mas tendo também um toque vegetal e, ainda, um lado tropical, embora muito discreto e contido, sendo perfeito para acompanhar pratos de verão, como ostras, marisco, ceviche, sushi e peixe fresco.

Do mesmo modo, também o (raro em Portugal) Carménère, apesar da sua juventude, é um vinho muito equilibrado, já completamente pronto e redondo, sem arestas, sendo produzido com uvas de uma região mais quente, o Valle de Rapel, e funcionando, pois, bastante bem com pratos de carne vermelha.

Sendo estas, assim, duas boas sugestões para a descoberta, neste verão, de vinhos do outro lado do mundo… numa mesa portuguesa.

IMG_4184.JPG

Casas del Bosque Carménère Reserva tinto 2017

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:59



Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Raul Lufinha

    Infelizmente não...

  • Anónimo

    Tem a receita?

  • Filomena Cary

    Um aspecto formidável, vou aconselhar aos meus ami...

  • Raul Lufinha

    Sim, foi pena já não ter dado tempo para visitar o...

  • Patrícia Santos

    Foi uma manhã apressada que espera pela próxima vi...

  • Raul Lufinha

    Não. Não sei se se está referir ao branco ou ao ti...

  • Anónimo

    O 74 estava oxidado? Parece ter uma cor diferente ...

  • Marta Felino

    Foi um grande jantar, Chef Diogo Noronha!E foi mui...

  • mami

    boas ofertas para experimentar este verão :)

  • Raul Lufinha

    Sim, num vinho tão novo, a rolha não era seguramen...



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D