Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Divina Lampreia

por Raul Lufinha, em 06.02.20

Arroz de Lampreia

Arroz de Lampreia

Arroz de Lampreia

Arroz de Lampreia

Confirmando que a recente renovação do VARANDA DE LISBOA – que inclusivamente incluiu a contratação de Vítor Sobral como chefe consultor – foi feita para manter a tradição e a identidade do panorâmico restaurante do oitavo andar do Hotel Mundial, começou no dia 5 de fevereiro a tradicional “Temporada da Lampreia”.

Vai durar até 15 de março.

E o seu menu especial (40€), disponível de segunda a domingo, ao almoço e ao jantar, inclui três momentos.

De entrada, “Filete de Cavala de Escabeche” ou “Creme de Cenoura com Salada de Laranja, Amêndoa e Hortelã”.

A seguir, o grande destaque.

Um divinal “Arroz de Lampreia” feito pelo chefe Carlos Queijo – e que o Mesa do Chef provou na apresentação à comunicação social – ou então “Lampreia à Bordalesa”.

E, por fim, a “Sobremesa do Dia”.

Vallado Divina Lampreia Sousão Tinto 2019

Vallado Divina Lampreia Sousão Tinto 2019

Vallado Divina Lampreia Sousão Tinto 2019

Para acompanhar a lampreia, a “Sugestão do Escanção” é igualmente imperdível.

Um vinho literalmente pensado para a comida.

E pensado para acompanhar pratos de lampreia.

O Vallado Divina Lampreia!

Um varietal de Sousão, nome dado no Douro à casta Vinhão da região dos Vinhos Verdes.

Já da colheita de 2019 – é a sua segunda edição.

Sem madeira – foi engarrafado em dezembro, após três meses de estágio em cuba de inox.

Com enologia a cargo de Francisco Olazabal e Francisco Ferreira.

E que a Quinta do Vallado produz exclusivamente para a restauração.

Muito concentrado, especiado, com uma acidez extraordinariamente vibrante e com taninos muito polidos e elegantes, tem um final longo, com a fruta preta bastante presente.

Ligando maravilhosamente com a lampreia.

E estando disponível a copo (4,5€) ou em garrafa de 75 cl (18€).

VARANDA DE LISBOA

A renovada entrada do VARANDA DE LISBOA

 

VARANDA DE LISBOA
Hotel Mundial - 8.º piso, Praça Martim Moniz, 2, Lisboa, Portugal
Chefe Consultor Vítor Sobral, Chefe Residente Carlos Queijo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:38



Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Últimos comentários

  • Raul Lufinha

    Fico contente que tenha gostado!

  • Anónimo

    Excelente texto !!!Fazer a ponte das “ madalenas “...

  • Raul Lufinha

    Yes!

  • Anónimo

    Tudo queijos portugueses como os chefes que tanto ...

  • Raul Lufinha

    1) Infelizmente, não conheci o da ilha. Mas a part...

  • Anónimo

    Dificil entender como o Kadeau em Copenhaga chegou...

  • Raul Lufinha

    Destes, ainda não.

  • Anónimo

    Já foi a algum destes restaurantesP

  • Raul Lufinha

    Sim, esse restaurante, o GAGGAN, fechou em agosto ...

  • Luis Santos

    Aconteceu alguma coisa ao Gaggan ? Acho um tanto e...



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D