Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Pica-pica no AROLA: (II) Amuse-bouche

por Raul Lufinha, em 02.08.13

Porco ibérico com molho tártaro

O amuse-bouche do menu de degustação foi servido numa colher: porco ibérico envolvido num molho tártaro em que sobressaía a cebola.

(continua)

Fotografia: Marta Felino / Flash Food

AROLA | Penha Longa Resort, Estrada da Lagoa Azul, Sintra, Portugal | Chef Sergi Arola

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Pica-pica no AROLA: (I) Partilhar, até no menu de degustação

por Raul Lufinha, em 31.07.13

Sergi Arola transformou o seu espaço na Penha Longa, em Sintra, num restaurante para picar.

No AROLA já não há pratos principais. Em vez do modelo clássico entrada / prato principal / sobremesa, o chef catalão agora aposta tudo no conceito de pica-pica – tapas e pequenos pratos para partilhar.

Inclusivamente no menu de degustação.

Servido no mínimo a duas pessoas, é composto por três tapas frias, uma fritura, uma vieira, duas tapas quentes e duas mini sobremesas.

(continua)

Fotografia: Marta Felino / Flash Food

AROLA | Penha Longa Resort, Estrada da Lagoa Azul, Sintra, Portugal | Chef Sergi Arola

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:08

É hoje

por Raul Lufinha, em 22.11.12

 

É hoje que o Guia Michelin divulga as estrelas que atribui aos restaurantes portugueses para 2013.

 

O anúncio será efectuado na gala de apresentação do guia “España & Portugal 2013”, que irá decorrer em Madrid, no Hotel Ritz. E cujo jantar será preparado pelos chefs daqueles que, para o guia francês, são os seis melhores restaurantes da capital espanhola: Diego Guerrero (EL CLUB ALLARD), David Muñoz (DIVERXO), Ramón Freixa (RAMÓN FREIXA MADRID), Oscar Velasco (SANTCELONI), Sergi Arola (SERGI AROLA GASTRO) e Paco Roncero (LA TERRAZA DEL CASINO) – todos eles distinguidos aliás com apenas duas estrelas em 2012, pois, ao contrário do que sucede no País Basco e na Catalunha, em Madrid nenhum restaurante tem a classificação máxima do guia (três estrelas), situação que muitos esperam seja hoje alterada.

 

Com efeito, embora todos os anos a Michelin dê e retire estrelas, desta vez há uma renovada expectativa de que o guia de referência da indústria gastronómica seja mais justo do que no passado para com os restaurantes espanhóis e os portugueses, não apenas devido aos rumores que circulam nos bastidores mas também pelos critérios mais largos seguidos nas semanas anteriores em guias como os da Alemanha, Itália ou Bélgica, assim como pelo facto de este ano o novo responsável máximo dos guias Michelin a nível mundial, Michael Ellis, comparecer na cerimónia.

 

Norte-americano casado com uma francesa, talvez não seja por acaso que Michael Ellis é o primeiro não-francês a dirigir os guias Michelin.

 

E curiosamente, para além de dominar o Inglês e o Francês, é também fluente em Italiano, Espanhol e… Português! Que seja um bom presságio…

 

 

P.S.: Sendo o guia de “Espanha & Portugal”, para quando a realização da gala em Portugal?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:05

Guardanapos #2: AROLA

por Raul Lufinha, em 24.10.12

 

AROLA | Penha Longa Hotel, Spa & Golf Resort, Estrada da Lagoa Azul, Sintra, Portugal | Chef Sergi Arola

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:06

Sergi Arola: “Não soube, em quatro anos, mostrar como é que se vai comer a um restaurante como o AROLA”

por Raul Lufinha, em 14.10.12

 

Inaugurado em 2008 na Penha Longa, em Sintra, com a assinatura do chef catalão Sergi Arola, o AROLA tinha um conceito muito bem definido:

“Será um restaurante de 'pica pica', de tapas, de reunirmos com amigos à volta da mesa.”

Passados quatro anos, Sergi Arola, na entrevista desta semana à Time Out, reconhece que a fórmula inicial não funcionou em Portugal:

“As pessoas [em Portugal] querem pratos principais. Seguramente isso é uma falha minha. Não soube, em quatro anos, mostrar como é que se vai comer a um restaurante como o AROLA. Onde se podem dividir pratos e não ficar, necessariamente, com fome.”

Acrescentando ainda que só em Paris é que consegue não fazer pratos principais:

“Paris é o único sítio do mundo onde tudo o que faço é para dividir. Não precisamos de pôr pratos principais na ementa, nem fazer grandes porções, porque eles são muito cultos na hora de comer. Sabem que o conceito Arola não tem pratos principais e é apenas para dividir.”

O que não deixa de ser uma reflexão curiosa num momento em que a tendência em Portugal são os petiscos, as tapas e a informalidade.

 

AROLA | Penha Longa Hotel, Spa & Golf Resort, Estrada da Lagoa Azul, Sintra, Portugal | Chef Sergi Arola

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:36

Chef espanhol Sergi Arola vota no RESTAURANTE DA ADRAGA para a lista dos 50 melhores do mundo

por Raul Lufinha, em 11.10.12

Fotografia: Ricardo Silva / Público

 

Regra geral, quando um chef de alta cozinha tem que sugerir um restaurante e opta por não indicar o de um amigo, acaba por aconselhar um restaurante de produto.

 

Koschina tem o frango da Guia, Avillez o marisco do RAMIRO, Aimé o coelho da CASA ESTÊVÃO... e Sergi Arola o peixe da Adraga.

 

No passado, o chef espanhol já tinha referido o seu alto apreço pelo peixe e pelo marisco da Adraga. E agora, em entrevista à Time Out desta semana, Sergi Arola vai mais longe e acrescenta que um dos seus votos para a eleição dos 50 melhores restaurantes do mundo pela revista Restaurant irá para o RESTAURANTE DA ADRAGA.

"Tem algum restaurante favorito em Lisboa?

 

Tenho muitos e são de pessoas muito amigas. Mas há um, que não é da elite gastronómica, que é um dos melhores a nível mundial. Este ano até vou votar nele como um dos melhores, para os 50 melhores restaurantes do San Pellegrino, que é o da Praia da Adraga. É o melhor restaurante de praia de peixe do mundo. É maravilhoso. É boa gente, tratam as pessoas bem. E quando os meus amigos me pedem conselhos, além de indicar uns quantos em Lisboa, digo sempre para irem à Adraga."

 

RESTAURANTE DA ADRAGA | Praia da Adraga, Sintra, Portugal

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Sergi Arola: “Acho que o melhor restaurante de praia do mundo é o da praia da Adraga”

por Raul Lufinha, em 29.06.12

 

 

 

Fotografias: RESTAURANTE DA ADRAGA

 

Sergi Arola, o chef catalão do SERGI AROLA GASTRO, 2 ** Michelin em Madrid, contou à Fugas do jornal Público de 23 de Junho de 2012 ser um grande apreciador do RESTAURANTE DA PRAIA DA ADRAGA, onde gosta imenso de comer “percebes, aos quilos” – "sempre que lá vou é uma ocasião super-especial":

“Gosto muito de experimentar restaurantes de praia, petiscos, picar. Acho que o melhor restaurante de praia do mundo é o da praia da Adraga. É maravilhoso.”

RESTAURANTE DA ADRAGA | Praia da Adraga, Sintra, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:56

Gastronomia é cultura

por Raul Lufinha, em 26.06.12

Sergi Arola no AROLA da Penha Longa   Fotografia: BestTables

 

Em entrevista à Fugas do jornal Público de 23 de Junho de 2012, o chef catalão Sergi Arola (2 ** Michelin no SERGI AROLA GASTRO, em Madrid) desenvolveu um dos seus temas favoritos, o de que gastronomia é cultura:

“Para mim é tão frívolo um romance de Tom Wolfe como um festival gastronómico, com todo o respeito por Tom Wolfe, que gosto muito de ler.

 

Também não entendo que Leonard Cohen esteja nas páginas de cultura e o último grande restaurante gastronómico venha nas páginas do social. Não entendo. E gosto muito de Leonard Cohen, respeito muito a obra dele.

 

Desafio qualquer jornalista ou intelectual para um debate sobre a razão pela qual um disco de Bob Dylan é mais intelectual que um menu de Ferran Adrià. É muito mais complexo um menu de Ferran Adrià do que um disco de Bob Dylan… E adoro Dylan e tenho todos os discos dele e considero que depois de [Jack] Kerouac foi quem melhor soube explicar esse movimento que, goste-se ou não, condiciona e muda por completo o que é a cultura ocidental desde meados da década de 1950. Ou seja, se analiso toda a informação sensorial intelectual, cognitiva que está num menu de Ferran Adrià e a que está num disco de Bob Dylan, é evidente que há muito mais informação no primeiro do que no segundo, mais que não seja pela quantidade de sensações que passam por um menu gastronómico.”

AROLA | Penha Longa Hotel, Spa & Golf Resort, Estrada da Lagoa Azul, Sintra, Portugal | Chef Sergi Arola

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:24


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Últimos comentários



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D