Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Marlene, Robalo e Choco

por Raul Lufinha, em 19.03.14

Chef Marlene Vieira

No AVENUE de Marlene Vieira, um magnífico lombo de robalo do mar corado, acompanhado por um guisado de choco com chouriço, arroz negro e ervilhas…

"Robalo e Choco"

E harmonizado com o espumante bruto das Caves São João, servido irrepreensivelmente pelo Giscard Müller.

Caves São João espumante bruto

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

AVENUE | Avenida da Liberdade, 129-B, Lisboa, Portugal | Chef Marlene Vieira

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:29

Chocolate & Espumante

por Raul Lufinha, em 10.02.14

Bolo de Chocolate

Alimento dos Deuses, é um clássico dizer-se que o chocolate harmoniza bem com Portos, Madeiras e Moscatéis.

Já com os espumantes a ligação é menos óbvia – mas um bolo de chocolate leve e pouco doce conjuga na perfeição com um espumante bruto natural.

Como sucede com o Primeira Reserva das Caves São João, um espumante bruto natural elaborado a partir das castas Baga, Touriga Nacional, Chardonnay e Arinto da colheita de 2011, disponibilizado apenas em garrafas Magnum.

Caves São João Primeira Reserva - Espumante Bruto Natural 2011 Bairrada 1,5L

 

Caves São João | São João da Azenha, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:14

Touriga Nacional do Dão nos 93 anos das Caves São João

por Raul Lufinha, em 16.12.13

Rumo ao centenário em 2020, a edição especial comemorativa dos 93 anos das Caves São João evoca a quarta década de vida da empresa – os anos 50.

Rótulo desenhado por António Quintas

Sendo uma homenagem ao início da comercialização dos vinhos da Região Demarcada do Dão e à criação da mítica marca “Porta dos Cavaleiros”.

93 Anos de História Caves São João Tinto Dão 2011

Pelo que o objectivo das Caves São João foi criar um vinho de guarda – um vinho que tivesse estrutura para durar largos anos, como é tradição na casa – mas que simultaneamente pudesse ser bebido já hoje com prazer.

Célia Alves e o 93 Anos de História

Daí a escolha ter recaído num Dão tinto da colheita de 2011 produzido apenas com Touriga Nacional – embora a partir de um conjunto de uvas especialmente seleccionado para apresentar poucas notas florais e frutadas, como era comum nos anos 50.

Enólogo José Carvalheira, gerente Fátima Flores (3.ª geração da família), designer António Quintas e Moema Quintas, gerente Célia Alves

De qualidade excepcional, é uma edição de coleccionador, numerada e limitada a 1193 garrafas de 750ml e 139 Magnuns.

 

Caves São João | São João da Azenha, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:26

Os deslumbrantes tintos velhos das Caves São João

por Raul Lufinha, em 10.12.13

Caves São João

Actualmente existe um renovado interesse do público pelos vinhos velhos, vinhos de colheitas antigas com capacidade para evoluir em garrafa e melhorar com o passar dos anos, desafiando a lógica do tempo… e do homem.

Tendo as Caves São João decidido abrir ao mercado o seu valiosíssimo espólio de colheitas antigas da Bairrada e do Dão, colocando à venda um magnífico conjunto de vinhos da segunda metade do século passado.

Os brancos que abriram a prova já foram mostrados aqui. Os tintos seguem abaixo, pela ordem inversa de apresentação.

Caves S. João Reserva Particular 1959, 200€

Caves São João Reserva 1985 Magnum, 40€

Porta dos Cavaleiros Reserva Seleccionada 1975 Magnum, 70€

Frei João Reserva 1966 Magnum, 100€

Frei João Reserva 1990 Magnum, 40€

Quinta do Poço do Lobo 1988, 5€

Quinta do Poço do Lobo Reserva 1995 Magnum, 20€

Vinhos frágeis e delicados mas simultaneamente vivos e frescos, são criações únicas – constituindo um património da vitivinicultura portuguesa que merece ser conhecido.

 

Caves São João | São João da Azenha, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:54

Quem disse que os vinhos brancos não envelhecem bem?

por Raul Lufinha, em 15.11.13

Caves São João: a gerente Célia Alves e o enólogo José Carvalheira

Os vinhos brancos velhos tendem a sofrer um duplo preconceito da parte do grande público – a par do impulso para só se consumirem vinhos novos, está igualmente disseminada a ideia de que apenas os tintos têm capacidade para melhorar com a idade.

O que é uma injustiça – também há brancos que atingem o seu apogeu de qualidade e complexidade largos anos após a colheita!

Ora, um dos produtores que é unanimemente reconhecido pelo seu vasto espólio de vinhos antigos de elevada qualidade é a empresa das Caves de São João.

A qual organizou uma apresentação ao mercado dos vinhos velhos que tem para comercialização – mostrando-se abaixo, pela ordem inversa de apresentação, os excelentes vinhos brancos de colheitas antigas dados a provar.

Frei João branco 1966

Frei João branco 1974

Frei João branco 1988

Porta dos Cavaleiros Reserva Seleccionada branco 1973 Magnum

Porta dos Cavaleiros Reserva Seleccionada branco 1984 Magnum

Quinta do Poço do Lobo Arinto branco 1995

Todos, sem excepção, vinhos que desafiam a lógica do tempo... confirmando ser uma evidência a existência de brancos notavelmente vivos e frescos dezenas de anos após a colheita.

 

Caves São João | São João da Azenha, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:10

Com bacalhau, branco ou tinto?

por Raul Lufinha, em 30.10.13

Chef Gonçalo Soares

É uma pergunta recorrente: com bacalhau, branco ou tinto?

Com qualquer peixe, em regra (que tem muitas excepções...) ficaria melhor um vinho branco.

Mas o sabor salgado, carnudo e fibroso do bacalhau pediria antes um tinto.

De modo que a melhor resposta seria o sempre clássico “depende” – depende do branco, depende do tinto e depende também da receita do bacalhau.

Mas há uma outra resposta possível: “ambos”… e em espumante!

"Bacalhau, Polvo e Peixe do Mar"

Foi precisamente essa a proposta das Caves São João no almoço de homenagem à figura de Luiz Costa (1928-2012) e de apresentação do espumante que tem o seu nome: harmonizar com o novo espumante Luiz Costa o sabor denso do bacalhau, bem como o do polvo e o do peixe fresco do dia – todos preparados pelo chef Gonçalo, do restaurante MAGNUN'S & CO.

Espumante Luiz Costa Pinot Noir & Chardonnay 2010 Bruto Natural

Tendo a aposta resultado em pleno: este espumante cor de palha pálida, feito – como Luiz Costa tanto apreciava – à moda de Champagne, fruto de um lote das castas Pinot Noir (tinta) e Chardonnay (branca) cultivadas na sua propriedade bairradina, tem uma grande frescura e elegância, sendo cremoso e persistente na boca, com capacidade para dar luta a qualquer peixe, incluindo um bom prato de bacalhau.

Ou seja, para acompanhar bacalhau (e peixe) não há apenas brancos e tintos, existindo um sem fim de possibilidades… incluindo um excelente espumante de Pinot Noir e Chardonnay feito na Bairrada pelas Caves São João.

 

Caves São João | São João da Azenha, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:23

Espumante Luiz Costa

por Raul Lufinha, em 29.10.13

«Que se venere Platão, mas mais ainda a Verdade»

Citada pelo filho de Luiz Costa (1928-2012), foi a frase que marcou a cerimónia evocativa da memória do seu Pai e de lançamento do espumante com que as quase centenárias Caves São João homenageiam uma figura maior da sua já longa história e um grande senhor do vinho português.

Produzido na Bairrada, o espumante Luiz Costa foi elaborado a partir da sua vinha pessoal de Pinot Noir e Chardonnay – duas das castas que mais apreciava, a par de Cabernet Sauvignon.

Proveniente da colheita de 2010, o primeiro lote foi degorjado em Abril de 2013, tendo um potencial de envelhecimento de dois anos após o dégorgement.

E, tal como Luiz Costa, também o espumante bairradino que leva o seu nome é elegante, sem arestas e autêntico – só podia, pois, ser um bruto natural.

Muito gastronómico, tem a cremosidade do Chardonnay, bem como a elegância e o final gustativo persistente do Pinot Noir. Sendo um espumante para se apreciar à mesa!

Espumante Luiz Costa Pinot Noir & Chardonnay 2010 Bruto Natural

Pormenor notável – contado pelo designer António Quintas – é o espumante ter como imagem uma figura clássica… que é o batente da porta de casa de Luiz Costa!

Entremos então no maravilhoso mundo do Espumante Luiz Costa…

 

Caves São João | São João da Azenha, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:55

Pastéis de Águeda

por Raul Lufinha, em 21.10.13

Pastéis de Águeda

Uma das melhores iguarias da doçaria bairradina são os Pastéis de Águeda.

Os quais eram tradicionalmente confecionados de forma artesanal e cozidos em forno a lenha.

Sendo feitos com ovos, açúcar e amêndoa...

... e tendo uma textura delicada, na qual sobressai a estaladiça massa da base, bem como a fina e crocante cobertura de amêndoa no topo.

Sabores doces e intensos que harmonizam na perfeição com um colheita tardia de acidez elevada.

José Carvalheira, enólogo das Caves São João, e o colheita tardia Apartado 1

Pois foi precisamente essa a proposta das Caves São João, conjugar a doçura dos ovos, do açúcar e da amêndoa dos Pastéis de Águeda com a refrescante acidez do colheita tardia Apartado 1, de 2009, produzido com Semillon (60%) e Arinto (40%).

Resultou muito bem!

 

Caves São João | São João da Azenha, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Visita às Caves São João

por Raul Lufinha, em 20.10.13

Fundadas em 1920 pelos irmãos José, Manuel e Albano Costa, as Caves São João continuam ainda hoje a ser uma empresa familiar, sendo o mais antigo produtor de vinhos em actividade na Bairrada.

De aperitivo, o Quinta do Poço do Lobo espumante 2008

Integrada no programa do “Encontro com o Vinho e Sabores – Bairrada 2013” e conduzida por Célia Alves, a visita às caves começou com um aperitivo, o espumante bruto Quinta do Poço do Lobo 2008, Arinto e Chardonnay.

Adega

A chegada ao museu, recheado de documentos históricos e peças vintage, marcou o fim da visita ao interior das Caves São João.

Museu

A seguir, o enólogo José Carvalheira conduziu uma prova dos vinhos das Caves São João.

Quinta do Poço do Lobo Reserva branco 2012

Tendo começado por apresentar o branco Quinta do Poço do Lobo Reserva 2012, feito com Arinto e Chardonnay.

Depois continuou com o espumante tinto bruto Caves São João, lançado no mercado dias antes e produzido a partir de Baga, Touriga Nacional e Syrah da colheita de 2011; o tinto São João Lote Especial 2010, um blend em que a Syrah é maioritária e que inclui ainda Touriga Nacional, Baga e Cabernet Sauvignon; o tinto Caves São João 2010 Baga / Touriga Nacional, que mantém o perfil Bairrada / Dão; o tinto Caves S. João Reserva Particular 1959; e o colheita tardia Apartado 1, de 2009.

Caves S. João Reserva Particular tinto 1959…

Tendo a grande sensação da prova sido indiscutivelmente o Reserva Particular da colheita de 1959 – com mais de meio século, continua inacreditavelmente vivo e elegante, com aquela personalidade única que só os vinhos velhos têm.

… decantado uma hora antes... e servido sob o olhar atento do enólogo José Carvalheira

É o vinho mais antigo que as Caves São João comercializam. Está à venda por 200€. 

 

Caves São João | São João da Azenha, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:08

Prova dos tintos de excelência da Bairrada… comentada por Nuno Oliveira Garcia

por Raul Lufinha, em 29.09.13

Nuno Oliveira Garcia

No terceiro dia do “Encontro com o Vinho e Sabores – Bairrada 2013” decorreu a última prova comentada do evento.

Dedicada aos vinhos tintos de excelência da Bairrada, foi conduzida por Nuno Oliveira Garcia, redactor e membro do painel de provas da Revista de Vinhos, bem como autor do blog Saca a Rolha.

Os dez tintos da Bairrada provados e comentados – vinhos muito gastronómicos

Relativamente aos vinhos provados, sejam 100% Baga ou incorporando castas de fora da região (nacionais, como a Touriga Nacional, e internacionais) e apesar dos mais diversos estilos, todos estes grandes tintos da Bairrada, para além de necessitarem de tempo – há que esperar por eles, não sendo por acaso que a maioria é da colheita de 2009 –, têm igualmente em comum serem vinhos com uma personalidade bem vincada, possuindo uma forte estrutura e elevada frescura.

De tal forma que a principal sensação que ficou desta excepcional prova de tintos da Bairrada é a de que são vinhos muito gastronómicos – pedem comida!

Prova-se um vinho destes… e o que dá vontade é de comer!

Sendo, também por isso, vinhos cuja acidez merece que, à mesa, sejam servidos à temperatura correcta – regra geral, abaixo da temperatura ambiente.

Foram então estes os dez vinhos apresentados:

Regateiro 2011

Quinta da Dôna 2009

Caves São João 92 Anos de História 2009

Nelson Neves Reserva Merlot 2009

Calda Bordaleza 2009

Principal Grande Reserva 2009

Aequinoctium Autumnus Grande Reserva 2009

Kompassus Private Collection 2009

Quinta das Bágeiras Garrafeira 2008

Luís Pato Vinha Barrosa 2009

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:03


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Agenda

14 e 15/9 WINE & MUSIC VALLEY
14 e 15/9 AQUI NA BAIRRADA - BEBER & SABOREAR
23/9 FOOD MEETS SCIENCE
24/9 ALENTEJO MARMÒRIS Pedro Mendes + Louis Anjos BON BON + Joaquim de Sousa JNĉQUOI & LADURÉE
24/9 THE BEST CHEF AWARDS 2019
26/9 EGOÍSTA Abade de Priscos, Jantar Rei D. Luís
29 e 30/9 CONGRESSO DOS COZINHEIROS
3/10 RITZ'S SECRET ROOM Henrique Sá Pessoa ALMA + José Avillez BELCANTO
14/11 EGOÍSTA Infante D. Henrique, Plano Conquista Ceuta
20/11 GUIA MICHELIN ESPANHA & PORTUGAL 2020
1/12 ONCE UPON A KITCHEN
14/12 FÄVIKEN último serviço


Últimos comentários

  • Raul Lufinha

    Sim, queijo e vinho é sempre uma maravilha!

  • Babi Baila

    Eu não entendo nada sobre queijos, mas sempre gost...

  • Luis

    Cerveja sem espumaVai lá vaiSo mesmo para bom ente...

  • Raul Lufinha

    Sim, muito estimulante!

  • Anónimo

    Muito bom !!!Bom produto e sabores fortes do Algar...

  • Raul Lufinha

    Sim, não é por acaso que é "a chef dos chefes"! ;-...

  • Taciana Felino Rodrigues

    A Maior Chef do Algarve !!!!! A Rainha 👑 !!!! Que...

  • Anónimo

    Pensava que tinha ido como convidado. Por uma ques...

  • Raul Lufinha

    Encontra aqui:https://www.thefork.pt/restaurante/b...

  • Anónimo

    Preço da refeição?



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D