Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Exportar a cozinha portuguesa

por Raul Lufinha, em 27.06.12

TASCA DA ESQUINA, São Paulo, Brasil   Fotografia: TASCA DA ESQUINA

 

Uma das soluções para a crise que se vive em Portugal é a exportação, a internacionalização. Não apenas vender cá dentro a estrangeiros mas também sair e vender lá fora marcas portuguesas. E a gastronomia não é excepção.

 

Um chef português que arriscou abrir no estrangeiro um projecto em nome próprio e com a sua marca foi Vítor Sobral. Mantendo há muitos anos uma relação próxima com o Brasil, o chef escolheu São Paulo para abrir em 2011 a sua segunda TASCA DA ESQUINA, conservando a matriz do projecto original mas incorporando produtos locais aos ingredientes nacionais:

 

“Grande parte das pessoas não faz o que gosta. Considero-me uma pessoa feliz por muito cedo descobrir a minha vocação e ter conseguido atingir os objetivos profissionais que pretendia. Tive o privilégio por desde o início de minha carreira viajar profissionalmente e então retirar influências e conhecimentos que foram definindo a minha matriz na cozinha, em especial as oportunidades de visitar muitas regiões do Brasil que receberam a influência portuguesa e de todas as outras culturas que miscigenaram o país.

 

Portugal tem uma cozinha regional fantástica e influenciou várias gastronomias que por si próprias tiveram uma grande evolução. A riqueza de países como o Brasil, Angola, Moçambique, ou mesmo Macau, entre outros, são uma fonte de inspiração inesgotável para um profissional da cozinha.

 

Nunca me tinha verdadeiramente apercebido da forma como fui influenciado pelo Brasil até alguns anos atrás. Analisando os títulos das minhas criações, constato que comecei a usar fruta nas guarnições, confecções, ligação dos molhos e suas composições, de uma forma constante com produtos que conheci no Brasil. As farofas surgiram naturalmente, de farinha de mandioca, pão de trigo, broa de milho… Ao viajar pelo  interior do Brasil, tive oportunidade de conhecer a cozinha regional e me apaixonar por matérias prima como o bacuri, a mandioca, o palmito fresco, a mandioquinha, o jambu e muitos outros. Resumindo, hoje, tudo isto faz parte da minha cozinha.

 

A Tasca da Esquina em São Paulo é o reflexo de toda a minha experiência como cozinheiro associada aos meus parceiros restauranters brasileiros. Sempre ambicionei ter um restaurante no Brasil e aprendi que é necessário ter as parcerias certas e um conceito de sucesso.

 

O prolongamento da Tasca da Esquina de Lisboa para a cidade de São Paulo é a mistura do que há de melhor das duas culturas e dar a conhecer um Portugal atual.”

 

TASCA DA ESQUINA | Alameda Itu, 225, Jardins, São Paulo, Brasil | Chef Vítor Sobral

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:49


1 comentário

De luiz a 21.02.2013 às 14:59

Boa tarde , sou brasileiro e vivo em Lisboa , caso venha a precisar de um cozinheiro podes me enviar um amail. Obrigado e boa sorte.

Comentar post



Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Últimos comentários



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D