Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Enóphilo Wine Fest de regresso a Lisboa

por Raul Lufinha, em 20.04.22

Enóphilo Wine Fest

É já este sábado que o Enóphilo Wine Fest regressa a Lisboa:

«No ano em que assinala o quinto aniversário, o Enóphilo Wine Fest regressa a Lisboa com uma 13.ª edição plena de novidades. A 23 de Abril, entre as 14h30 e as 20h, o Hotel Marriott acolhe uma mostra de mais de 300 vinhos de cerca meia centena de produtores, de pequena e média dimensão, representantes de eleição das principais regiões vitivinícolas nacionais, pensada para surpreender enófilos, amadores ou profissionais.

Depois de dois anos de interregno imposto pela pandemia, o Enóphilo Wine Fest apresenta-se reforçado, oferecendo adicionalmente o acesso limitado a um conjunto de Provas Especiais, que têm como protagonistas alguns dos mais especiais vinhos, de origem nacional e internacional.

 

Head Rock e Quinta Serra d'Oura: 10 anos de história no terroir de Vidago

Horário: 15h às 16h

Duas marcas de um mesmo produtor e de um mesmo terroir: Vidago. Uma prova para conhecer esta zona da sub-região de Chaves, um dos locais de excelência para a produção de vinho em Trás-os-Montes, e celebrar os 10 anos de actividade deste produtor. Um momento especial, falado na primeira pessoa, onde se apresenta um pouco do portfolio e da história destes vinhos através de duas mini-verticais, que revelam a excelente evolução destes vinhos.

 

Bierzo: um dos segredos mais bem guardados de Espanha

Horário: 17h às 18h

Uma masterclass conduzida pelo enólogo e produtor César Márquez, uma das estrelas em ascenção da região de Bierzo, que irá apresentar alguns vinhos da região, uma selecção de vinhos seus, de Gregory Perez e de Raúl Pérez - um dos nomes mais sonantes do mundo do Vinho. Oportunidade para conhecer esta pequena, mas muito badalada, denominação do norte de Espanha.

 

Churchill’s: 40 anos de vinhos do Porto e Douro

Horário: 19h às 20h

A celebração dos 40 anos da Churchill's com o enólogo Ricardo Pinto Nunes, numa prova única onde se poderá provar em primeira mão novidades como o Grafite Tinta Roriz e uma 'cask sample' do Tawny 40 anos que será lançado no final do ano. Uma oportunidade para conhecer uma casa conhecida pelo seu estilo mais seco e fresco, com Portos produzidos exclusivamente a partir de uvas de letra A, apanhadas e selecionadas à mão, pisadas a pé em lagares tradicionais de granito, com fermentações naturais mais longas, numa filosofia de mínima intervenção.

 

Para Luís Gradíssimo, responsável pelo evento, “o regresso do Enóphilo Wine Fest é motivo de grande satisfação, não apenas pelas saudades que tínhamos dos eventos e da cidade, mas principalmente porque o evento se apresenta neste regresso ao melhor nível”. Com efeito, “reforçámos o leque de produtores presentes e a oferta de vinhos disponíveis e demos mais um passo na concretização da ambição de dar a conhecer e a provar um pouco do melhor que se vive em Portugal a cada vez mais pessoas, com um evento de valor acrescentado”.

Se o Enóphilo Wine Fest é já uma referência no panorama vínico nacional, “aumenta, a cada edição a sua relevância, tanto junto dos consumidores como dos produtores, o que se atesta pelo elevado número de visitantes – que na última edição (2019) ascendeu aos 800 -, como na diversidade e qualidade dos vinhos apresentados pelos produtores, de que são exemplo os apresentados nas Provas Especiais, agora inauguradas”, conclui.

Os bilhetes, no valor de 20€, já estão disponíveis na Ticketline, online e nos pontos de venda habituais (Fnac, Worten, etc.), podendo ser adquiridos com desconto de 25% em compra antecipada.

Já as Provas Especiais, limitadas a 20 participantes cada, podem ser acedidas através de bilhete próprio, também no valor de 20€, disponíveis nos mesmo canais.

Até ao final do ano são esperadas mais novidades, entre as quais a estreia de uma nova localização (Braga), a juntar às habituais edições em Lisboa, Porto e Coimbra».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:59

“Chefs ao Tejo” em Santarém

por Raul Lufinha, em 19.04.22

Chefs ao Tejo

Santarém organiza evento internacional dedicado ao peixe do rio:

«“Chefs ao Tejo”, a ter lugar nos dias 21, 22 e 23 de abril, em Santarém, é uma de várias iniciativas do programa Santarém Capital da Gastronomia, promovido pela Câmara Municipal de Santarém, e que tem como eixo estratégico promover e consolidar a forte relevância do concelho na área da gastronomia nacional. Este conjunto de ações que o município irá implementar ao longo do ano, e que vão culminar na realização do já emblemático Festival Nacional de Gastronomia, em outubro, têm o seu início já este mês, com esta ação de três dias em que dois chefes de renome internacional irão visitar a região e integrar toda uma agenda focada no peixe do rio.

Como anfitrião, o chef Rodrigo Castelo – recentemente nomeado embaixador para a gastronomia de Santarém – faz as honras da casa para receber Diego Gallegos e João Rodrigues, dos estrelados SOLLO (uma estrela Michelin e estrela verde Michelin) e FEITORIA (uma estrela Michelin), restaurantes que em Espanha (Málaga) e Portugal (Lisboa), respetivamente, se encontram junto ao Tejo e por isso integram este evento dedicado ao peixe do rio, produto que trabalham nas suas cozinhas, e que vêm aqui apresentar com diferentes abordagens. Diego Gallegos, chef e pesquisador, conhecido como “el chef del caviar”, introduziu uma visão única no campo da gastronomia ao incluir peixes de água doce no seu menu. João Rodrigues tem já reconhecido o seu trabalho de grande proximidade com a natureza, sendo o rio um dos seus elementos, que irá estar em destaque pelas mãos dos três chefes que ao longo do curso do Tejo, desenvolvem diferentes projetos gastronómicos.

“Este evento marca o início de um conjunto de atividades que o município vai desenvolver ao longo de todo o ano para promover e apoiar a restauração local, como já tem vindo a fazer em iniciativas anteriores, como é o caso das Festas de São José, no passado mês de março. Todas as iniciativas previstas são uma forte aposta para impulsionar o turismo e a restauração do concelho, e começamos da melhor forma, recebendo ilustres figuras da gastronomia ibérica, dando destaque ao peixe no rio, um produto que merece toda a atenção, até porque traz a debate uma série de questões relevantes, como a sustentabilidade, que estará em grande destaque nestes dias” – refere João Teixeira Leite, vereador da Câmara Municipal de Santarém com o pelouro do turismo e grandes eventos. “E agora que temos o chef Rodrigo Castelo como embaixador para a gastronomia de Santarém sabemos que temos um apoio importante para continuar a desenvolver ações que coloquem o concelho na dianteira da gastronomia nacional”, acrescenta o vereador.

Durante três dias, os três chefes irão percorrer a cidade, começando com uma receção oficial na Câmara Municipal com apresentação do programa Santarém Capital da Gastronomia, passando por incursões no terreno, como a visita à Escola Superior Agrária de Santarém (ESAS) na manhã de sexta-feira, para observação de processos de transformação como a secagem, a cura, e a fumagem, e promoção de produtos inovadores, feitos à base de peixe de rio, desenvolvidos na escola. De seguida, outro momento dedicado a este produto será a visita ao Mercado Municipal para uma mostra de peixe do rio, onde serão identificados diferentes peixes e mariscos, e os diferentes cortes que os chefes trabalham.

Um dos pontos (mais) altos desta iniciativa será a Mesa Redonda, no dia 22, que será antecedida de um almoço preparado pelo chef Luís Barradas, que irá apresentar a visão de um mestre da arte japonesa, a sua, trazendo a contemporaneidade para mais um momento de gastronomia do evento “Chefs ao Tejo”. A ter lugar nos Cais das Caneiras, mesmo junto ao rio, este será um espaço de debate, em que em cima da mesa estará o peixe do rio. Com um painel de oradores que inclui Ricardo Gonçalves, presidente da Câmara Municipal de Santarém, o investigador de peixe de água doce João Gago, os três chefes ibéricos, Carlos Serra, pescador, e Sérgio Tente, que representa aqui a pesca desportiva, esta conversa aberta sobre peixe do rio, pesca desportiva, sensibilização sobre o ecossistema, sustentabilidade do rio e a cultura avieira, entre outros temas ligados ao Tejo, será moderada pelo jornalista Edgardo Pacheco.

“É para mim uma grande satisfação ver a aposta forte que a Câmara Municipal está a fazer neste setor. É um orgulho receber na minha cidade dois chefes como o Diego Gallegos e o João Rodrigues, e mais importante que tudo, em conjunto promovermos o debate sobre temas tão importantes e tão atuais como a sustentabilidade do rio. Eu trabalho o peixe do rio há vários anos, é uma paixão minha, e todas as iniciativas para o valorizar, bem como para valorizar outros produtos locais, são para mim momentos de orgulho e de motivação. O Chefs ao Tejo marca o início de uma série de eventos que vão acontecer na cidade ao longo do ano, e isso significa agitar as águas e mostrar que a região de Santarém tem um potencial enorme no panorama gastronómico, e uma riqueza na terra e no rio, que merece ser destacada” – realça o chef Rodrigo Castelo.

Este debate revela o empenho e preocupação do município em pôr o assunto na ordem do dia, alertar para a questão da sustentabilidade do rio, tema tão importante para a região, e o papel fundamental que a gastronomia desempenha neste contexto. Fala-se de inovação e de uma renovação, que vai do receituário tradicional às novas formas de preparar o peixe do rio - e o contributo dos chefes para as novas abordagens do produto local e sua valorização – passando pela transformação do produto. Este trabalho que envolve técnicas como a salmoura, as curas ou a fermentação, há vários anos desenvolvido pelo chef Rodrigo Castelo, em parceria com a ESAS, é agora reforçado por um grupo de investigação para o qual o chef foi convidado, e com o qual irá continuar a explorar a grande versatilidade do peixe do rio, e a mostrar a viabilidade deste se adaptar ao fine dining e aos novos tempos, que trazem novos desafios.

Mas a gastronomia não é o único foco. Esta discussão pretende integrar os vários campos presentes na Mesa Redonda, e no centro está a sustentabilidade, que toca todos as vertentes representadas pelos oradores. Claro que em evidência estará o setor da restauração local, que o município tem tido a preocupação de envolver nas suas iniciativas de carácter gastronómico, como forma de ajudar e dar ferramentas para que os restaurantes do concelho tenham um lugar de destaque no turismo da região, como já acontece com vários espaços de referência, entre eles o Ó BALCÃO do chef Rodrigo Castelo.

Neste âmbito, e porque o município está muito atento a esta questão, restaurantes da cidade fazem parte do programa, com apresentação de menus que homenageiam o peixe do rio. “Sabores do Tejo” vão ser servidos ao jantar na CASA LUSITANA (quinta-feira, dia 21), num menu de pura essência avieira, no restaurante OH! VARGAS (dia 22, sexta-feira), onde o chef Rui Santos apresenta um menu que alia o respeito pelo receituário tradicional a alguma irreverência, e no Ó BALCÃO (dia 22, sábado), num momento protagonizado por três chefes. Para estes momentos de celebração do produto que durante estes três dias vai animar a cidade, é possível reservar lugar diretamente com os restaurantes, para aproveitar esta oportunidade de saborear diferentes formas de o confecionar.

O jantar no restaurante Ó BALCÃO de Rodrigo Castelo, que encerra o programa, no último dia do “Chefs ao Tejo”, será preparado a seis mãos. Ao chef escalabitano juntam-se na cozinha Diego Gallegos e João Rodrigues, ficando a cargo de cada chef uma entrada e um prato, num menu de sete momentos complementado pela sobremesa preparada pelo chef pasteleiro do restaurante. À mesa de quem se quiser juntar a esta festa chegarão diferentes experiências gastronómicas, sempre tendo por base o produto que dá origem a toda a iniciativa, o peixe de rio.

A par desta aposta do plano “Santarém Capital da Gastronomia”, é importante apontar na agenda outros eventos já programados, uma vez que a Câmara Municipal de Santarém desenvolveu uma linha de atividades que ao longos dos próximos meses vão continuar a dar palco ao melhor da região. Em maio, há “Petiscos e Vinhos do Tejo”, em junho é a vez dos “Chefs à Lezíria”, e em julho, o “Food & Gin” vai juntar provas de gin e iguarias da restauração local. Como já mencionado, em outubro está confirmada a 41.ª edição do tradicional Festival Nacional de Gastronomia.

Toda esta programação demonstra bem a aposta do município na promoção e valorização da gastronomia local, à qual estão intrinsecamente ligados os produtores locais e regionais, e todo um empenho em elevar o concelho no panorama gastronómico português».

Chefs ao Tejo_programa

 

Contactos para reservas:

CASA LUSITANA:
Telefone: +351 243 154 175
Email: casalusitana2019@gmail.com
Av. Afonso Henriques, n.º 71, 2000-231 Santarém

 

OH! VARGAS:
Telefone: +351 910 260 743
Email: geral@ohvargas.pt
Estrada Nacional 3, n.º 28diego, 2005-357 Santarém

 

Ó BALCÃO:
Telefone: +243 055 883
Email - tabernaobalcao@gmail.com
Rua Pedro de Santarém, n.º 73, 2000-223 Santarém

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:57


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D



subscrever feeds