Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Entre Tantos tinto 2013, o vinho de homenagem a Rui Nabeiro

por Raul Lufinha, em 14.05.19

Entre Tantos tinto 2013Entre Tantos tinto 2013


Chama-se "Entre Tantos" o vinho de homenagem da família a Rui Nabeiro.


Já era um projeto antigo, possivelmente com mais de uma década.


Entretanto, o enólogo Rui Reguinga começou a colaborar com a Adega Mayor no final de 2012.


E, pelo menos desde então, começou a ser efetivamente preparada uma honenagem a Rui Nabeiro em forma de vinho – um vinho único e singular; uma edição especial que não se repetisse, do mesmo modo que há pessoas que não se repetem.


Claro que já tinha havido a homenagem ao arquiteto da adega, com o vinho Siza.


Mas agora era diferente, era uma homenagem ao próprio fundador do Grupo Nabeiro.

 

Tinha que ser ainda mais especial!


E tinha naturalmente que ser um vinho acima do topo de gama da casa, acima do Pai Chão – era esse o desafio para a equipa de enologia, só assim fazia sentido a homenagem a Rui Nabeiro: acima do topo de gama!


Pelo que o vinho começou a ser desenhado e pensado de raiz na vinha.


Só depois chegaria a vindima de 2013, a primeira de Rui Reguinga para a Adega Mayor.


Um ano extraordinário, em que foi possível fazer o topo de gama Pai Chão e também o Reserva do Comendador.


E em que Rui Reguinga, das 600 barricas de Alicante Bouschet, selecionou ainda as 12 melhores para fazer um varietal que, se tudo corresse como previsto, seria o tal vinho-tributo que Rita Nabeiro e a família lhe tinham pedido.


Após três anos de madeira e outros tantos de garrafa, o vinho foi finalmente apresentado na homenagem que a família prestou a Rui Nabeiro no dia nove de maio deste ano.


Tendo-se confirmado ser um vinho Mayor.

 

100% Alicante Boushchet, a casta que conquistou o Alentejo. E de uma vinha já madura, com 20 anos.


Denso, com uma cor granada profunda.


Nariz muito complexo – fruta preta madura, balsâmicos, fumados, chocolate preto.


Depois, na boca, mostra excelente volume e estrutura, tendo taninos finos e muito elegantes.


Terminando com um final longo, muito persistente.


E sendo um daqueles vinhos em que se sente que existe um enorme potencial de evolução.


Porém, com uma característica agradavelmente muito presente nos vinhos de Rui Reguinga e que nem sempre encontramos nos topos de gama, por vezes ainda muito fechados – é que pode ser apreciado desde já!

 

 

Entre Tantos tinto 2013"Entre tantos, há sempre um"

 

Ver também:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:59

A páginas tantas, o vinho de homenagem a Rui Nabeiro também virou livro

por Raul Lufinha, em 13.05.19

Rita NabeiroRita Nabeiro foi a voz da família...

Adega Mayor... no jantar que decorreu na sala de barricas da Adega Mayor...

Rui Nabeiro... de homenagem a Rui Nabeiro...

Vítor Sobral... e cujo menu teve a assinatura do chef Vítor Sobral.

Vítor SobralO vinho de homenagem da família ao fundador do Grupo Nabeiro transformou-se também num livro...

Campo Maior... que começou com a sua terra, Campo Maior.

Campo MaiorDepois, passando a página, chega o capítulo da adega...

Vítor Sobral... obra Mayor do arquitecto Siza Vieira.

Carlos Rodrigues e Rui ReguingaCom os enólogos Carlos Rodrigues e Rui Reguinga a explicarem como fizeram o vinho da noite...

Adega Mayor
... prestes a ser apresentado.

Adega MayorSendo então a família a subir ao palco para virar a página...

Entre Tantos... do Entre Tantos...

Adega Mayor... o vinho de homenagem a...

Rui Nabeiro... Rui Nabeiro!

Rui NabeiroQue depois recebeu um brinde de toda a sala...

Entre Tantos tinto 2013... com o novo e muito especial Entre Tantos tinto 2013.

Entre Tantos tinto 20132800 garrafas que são...

Adega Mayor... a mais recente página a ser virada na extraordinária vida de Rui Nabeiro!

 

Ver também:

 

Adega Mayor
Herdade das Argamassas, Campo Maior, Alentejo, Portugal

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:37

BY THE WINE, também em Azeitão

por Raul Lufinha, em 12.05.19

BY THE WINE AZEITÃOBY THE WINE AZEITÃO

 

A José Maria da Fonseca já tinha um restaurante e wine bar no Chiado, em Lisboa – o BY THE WINE.


E agora acaba de inaugurar a sua segunda flagship store.


Chama-se BY THE WINE AZEITÃO.


Fica na própria Casa-Museu José Maria da Fonseca, em Vila Nogueira de Azeitão.


Tem entrada directa pela rua.


E é um espaço informal e descontraído, onde se pode fazer uma refeição, e também petiscar, na companhia dos vinhos José Maria da Fonseca, à garrafa ou a copo.

 

BY THE WINE AZEITÃO

BY THE WINE AZEITÃO

BY THE WINE AZEITÃO


BY THE WINE AZEITÃO
Rua José Augusto Coelho, n.º 1, Azeitão, Portugal

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:22

O Jantar do Ano – Henrique Sá Pessoa & Henrique Fogaça

por Raul Lufinha, em 09.05.19

Henrique Sá Pessoa e Henrique Fogaça

Sá Pessoa e Fogaça

Henrique Sá Pessoa e Henrique Fogaça

Os dois Henriques...

Henrique Sá Pessoa e Henrique Fogaça

... cozinharam juntos...

Henrique Sá Pessoa e Henrique Fogaça

... n'O Jantar do Ano
 
Henrique Sá Pessoa e Henrique Fogaça foram os dois últimos cozinheiros a subir ao palco d'O Jantar do Ano, por onde passaram antes João Rodrigues, Thiago Castanho, Justa Nobre e Vítor Sobral.
 
Nesta noite, o chef do ALMA já tinha assinado a pasta de tremoço com praprika fumada do couvert.
 
E depois, perante mil pessoas, apresentou o prato de carne do jantar, cozinhado a meias com Henrique Fogaça.
 
À primeira vista, parecia um hambúrguer.
 
Mas, na verdade, eram umas deliciosas bochechas de porco preto!
 
Às quais o jurado do Masterchef Brasil juntou batata-roxa em puré e farofa.
 
Tendo o prato sido harmonizado com a cerveja Estrella Damm e com o alentejano Dizeres Tinto de 2017 da Adega Mayor.
 
 

O Jantar do Ano

O Jantar do Ano

Cerveja Estrella Damm

Cerveja Estrella Damm

Adega Mayor Dizeres Tinto 2017

Adega Mayor Dizeres Tinto 2017

Bochechas de Porco Preto com Puré de Batata Roxa e Farofa

Bochechas de Porco Preto com Puré de Batata Roxa e Farofa
 
Fotografias: Marta Felino e Raul Lufinha
 
Ver também:
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:11

O Jantar do Ano – Vítor Sobral

por Raul Lufinha, em 08.05.19

Vítor Sobral

N'O Jantar do Ano...

Vítor Sobral

... a moqueca de polvo de Vítor Sobral...

Vítor Sobral

... estava deliciosa
 
Na anterior edição d'O Jantar do Ano, Vítor Sobral tinha servido uma ótima tomatada de bacalhau com farofa de trigo e batata-doce.
 
Pelo que, desta vez, o chef da TASCA DA ESQUINA acabou por não trazer bacalhau.
 
Tendo antes apresentado uma complexa e envolvente moqueca de polvo, com molho pimenta, que fez a ponte com o outro lado do Atlântico.
 
Estava deliciosa!
 
Vinha acompanhada por umas migas soltas de coentros.
 
E foi harmonizada com o Seleção Branco da Adega Mayor já da colheita de 2018, um lote maioritariamente de Verdelho, com um terço de Viognier e um pouco de Arinto, em que sobressaem as notas tropicais.
 
Antes, Vítor Sobral já tinha também assinado os dois pães do couvert, um de tucupi negro e outro de mandioca.
 
 

O Jantar do Ano

O Jantar do Ano

Adega Mayor Seleção Branco 2018

Adega Mayor Seleção Branco 2018

Moqueca de Polvo, Molho Pimenta e Migas Soltas de Coentros

Moqueca de Polvo, Molho Pimenta e Migas Soltas de Coentros
 
Fotografias: Marta Felino e Raul Lufinha
 
Ver também:
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:58

O Jantar do Ano – Justa Nobre

por Raul Lufinha, em 07.05.19

Justa Nobre

Justa Nobre...

Justa Nobre

... n'O Jantar do Ano
 
Justa Nobre marcou mais uma vez presença n'O Jantar do Ano.
 
Tendo trazido a este evento para mil pessoas os dois elementos essenciais da sua cozinha.
 
A alma transmontana.
 
E um coração aberto para o mundo – neste caso, para o Brasil, que o tema do evento era a selva amazónica.
 
De modo que, logo no couvert, a chefe assinou as duas manteigas da noite, uma com raspas de lima, a outra com castanha do Pará e com presunto de Trás-os-Montes.
 
E depois, naquele que foi um dos grandes momentos do jantar, Justa Nobre serviu, numa abóbora, os maravilhosos cuscos transmontanos bem apurados e levemente picantes, aos quais juntou ainda camarão e castanha de cajú!
 
Prato que foi harmonizado com o Dizeres Branco de 2018 da Adega Mayor, um jovem lote de Antão Vaz e Arinto.
 
 

O Jantar do Ano

O Jantar do Ano

Adega Mayor Dizeres Branco 2018

Adega Mayor Dizeres Branco 2018

Camarão na Abóbora, Cuscos Transmontanos e Castanha de Cajú

Camarão na Abóbora, Cuscos Transmontanos e Castanha de Cajú
 
Fotografias: Marta Felino e Raul Lufinha
 
Ver também:
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:30

O Jantar do Ano – João Rodrigues & Thiago Castanho

por Raul Lufinha, em 06.05.19

João Rodrigues & Thiago CastanhoJoão Rodrigues & Thiago Castanho...

João Rodrigues & Thiago Castanho... cozinharam juntos n'O Jantar do Ano

João RodriguesJoão Rodrigues trouxe o atum rabilho...

Thiago Castanho... e Thiago Castanho o caldo de tucupi

 

"O Jantar do Ano" decorreu este fim de semana num armazém em Marvila, na zona oriental de Lisboa.


E, unindo os dois lados do Atlântico, a edição de 2019 abriu com uma entrada preparada a quatro mãos por João Rodrigues e Thiago Castanho.


Que, para além de deliciosa, teve ainda a felicidade de trazer à memória ótimas recordações de ambos os cozinheiros.


O chef do FEITORIA, no Altis Belém, em Lisboa, que já tinha assinado a pasta de atum, algas e azeitona do couvert, trouxe o seu falso tomate, recheado com atum rabilho marinado.


Um falso tomate, aliás, que, por exemplo, João Rodrigues já tinha levado em 2015 à Academia Time Out, no Mercado da Ribeira, e ao festival Tribute to Claudia do VILA JOYA.


E ao qual Thiago Castanho deu agora uma outra dimensão, juntando-lhe os seus sabores amazónicos.


Neste caso, tucupi, o denso e complexo caldo amarelo, cítrico e não só, de origem indígena, extraído da raiz da mandioca brava.


Uma especialidade amazónica que o chef dos restaurantes REMANSO DO BOSQUE e REMANSO DO PEIXE, em Belém do Pará, no Brasil, já tinha trazido a Portugal em 2012 quando esteve com o seu irmão Felipe Castanho a cozinhar no BELCANTO de José Avillez.

 

Tendo o conjunto sido aqui harmonizado com o Espumante Bruto da Adega Mayor.


Muito bom!

 

O Jantar do Ano

O Jantar do Ano

Espumante Bruto Adega Mayor 2017

Adega Mayor Espumante Bruto 2017

Atum Marinado, Tomate e Caldo de TucupiAtum Marinado, Tomate e Caldo de Tucupi

 

Fotografias: Marta Felino e Raul Lufinha

 

Ver também:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:11

Novos sabores no DIVINUS

por Raul Lufinha, em 02.05.19

Jorge Peças, Chefe Executivo do Convento do Espinheiro, e a Chefe de Pastelaria Carla ParreiraJorge Peças, Chefe Executivo do Convento do Espinheiro, e a Chefe de Pastelaria Carla Parreira


No DIVINUS, o restaurante gastronómico do Convento do Espinheiro, a mudança de estação, para além de novos sabores, traz também um novo chef.

 

Tendo sido já Jorge Peças a assinar a carta primavera/verão.

 

Que foi apresentada à comunicação social num almoço antecedido pela visita guiada ao histórico hotel de Évora instalado num antigo convento fundado no século XV.

 

DivinusRestaurante Divinus…

Divinus… outrora a adega dos monges

DivinusApresentação da nova carta primavera/verão

DivinusPão alentejano e azeite das oliveiras centenárias do Convento do Espinheiro, maioritariamente da variedade Galega


Para começar, “Aqueles Petiscos de Sempre”.

 

Um conjunto muito fresco e diversificado, em que se destacava o tártaro de novilho, trabalhado com Vinho do Porto.

 

DivinusCalamares em tempura de milho com salada fresca | Mexilhão fresco em escabeche | Croquete de pato com couve salteada e linguiça

DivinusGaspacho de morangos aromatizado com hortelã e vinagre balsâmico | Tártaro de vitela com redução de Vinho do Porto

 

Petiscos harmonizados com o espumante bruto do Convento do Espinheiro, assinado pela Ervideira.

 

DivinusConvento do Espinheiro Espumante Bruto 2016


Depois, frescura e elegância numa ótima entrada de Jorge Peças.

 

Com atum braseado e queijo fresco.

 

Ligados depois pelo sabor levemente doce da beterraba, que surgia trabalhada em diversos registos, incluindo nuns ravioli e em gaspacho.

 

Excelente!

 

Divinus

DivinusAtum braseado com queijo fresco para um gaspacho de beterraba


Acompanhado por um Viognier alentejano, pleno de notas florais e de fruta branca.

 

DivinusDona Maria Viognier branco 2017


Novamente muito bem o prato de peixe.

 

Mais uma vez, bastante leve e elegante.


E em que brilhava a curgete, especialmente no aveludado creme e também bem frita.

 

DivinusGaroupa, creme de curgete, cogumelo de S. Mamede e couve romanesca


Com a garoupa, o poderoso Marquês de Borba Vinhas Velhas Branco de 2017.


Um vinho, aliás, que João Portugal Ramos serviu recentemente na apresentação dos seus novos monocastas de Syrah e Touriga Nacional, dizendo que era o melhor Marquês de Borba branco... de sempre!

 

DivinusMarquês de Borba Vinhas Velhas Branco 2017


Entretanto, para cortar os sabores, um refrescante sorbet da chefe de pastelaria Carla Parreira.

 

DivinusMorangos, sabugueiro e cassis


A seguir, muito Alentejo!

 

Com Jorge Peças a juntar num único momento dois sabores tipicamente alentejanos.

 

A Carne de Porco à Alentejana.

 

E as Migas.

 

Bem como, ainda, as selvagens lambaças ou catacuzes, aquelas folhas verdes que se vêem no prato!

 

DivinusLombinho de porco preto com migas de batata e farinheira, amêijoa e catacuzes


Tudo harmonizado com um lote especial produzido pela Comenda Grande em exclusivo para o Convento do Espinheiro.

 

Um tinto marcante, simultaneamente fresco e carnudo.

 

E que foi servido decantado.

 

Divinus

DivinusConvento do Espinheiro Special Edition Trincadeira & Cabernet Sauvignon tinto 2012


Passando para o momento mais doce da carta, Carla Parreira apresentou duas sobremesas de grande nível.


Primeiro, sabores mais frescos, com notas tropicais.

 

Divinus

DivinusMaracujá, manga e amêndoa


Que foram acompanhados por uma edição especial para o Convento do Espinheiro do vindima tardia da Ervideira, 100% Antão Vaz de 2017.

 

Divinus

Espinheiro – Vinha d’Ervideira Vindima Tardia 2017


E, depois, um grande momento de chocolate!

 

Com uma sobremesa cheia de nuances e subtilezas escondidas...

 

... que se vão descobrindo a pouco e pouco!

 

Divinus

DivinusChocolate do equador e bagas silvestres


Harmonizada com o complexo e elegante Cartuxa 50 Anos Licoroso Tinto de 2008, elaborado a partir das castas Touriga Nacional e Aragonez, cuja fermentação alcoólica ocorreu em balseiros de carvalho francês e foi interrompida pela adição de aguardente vínica, tendo estagiado durante cinco anos em tonéis usados de madeira exótica e sido engarrafado em 2013.

 

DivinusCartuxa 50 Anos Licoroso Tinto 2008


Finalmente, com o café, chegaram ainda as derradeiras guloseimas do almoço.

 

Que vieram confirmar o grande nível da pastelaria – e dos chocolates – de Carla Parreira.

 

DivinusMignardises


Foi o final de um excelente menu.

 

O primeiro – e muito prometedor – com a assinatura do novo chefe Jorge Peças.

 

DivinusWine pairing

 


DIVINUS
Convento do Espinheiro – Historic Hotel & Spa, Évora, Alentejo, Portugal
Chefe Executivo Jorge Peças, Chefe de Pastelaria Carla Parreira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:46

Pág. 2/2



Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D



subscrever feeds