Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Novas viagens de Vasco Lello no CAFÉ PRÍNCIPE REAL

por Raul Lufinha, em 17.07.18

Vasco Lello

Vasco Lello

O CAFÉ PRÍNCIPE REAL é o restaurante do Memmo Príncipe Real, discreto boutique hotel, no topo da colina, ao qual se acede por um pequeno e estreito túnel que vai dar a um inesperado miradouro, tendo uma deslumbrante vista panorâmica sobre a cidade de Lisboa.

À frente da cozinha está Vasco Lello, chefe que nos apresenta uma deliciosa celebração da lusofonia e das viagens dos portugueses pelos sabores da América do Sul, de África e da Ásia, num registo sofisticado e contemporâneo.

Sendo também sempre uma grande alegria reencontrar na carta do CAFÉ PRÍNCIPE REAL os tão emblemáticos quanto extraordinários arrozes de Vasco Lello – o caldoso Carolino de Bulhão Pato, que nesta noite acompanhou o salmonete, estava épico!

Igualmente notável é o facto de continuar a ser o próprio chefe a assinar as sobremesas.

Tudo fazendo do acolhedor CAFÉ PRÍNCIPE REAL uma grande experiência, que merecia, aliás, também poder ser apreciada num menu de degustação!

Pisco Real

No Terraço do CAFÉ PRÍNCIPE REAL, um Pisco Real, cocktail preparado com Pisco 1615 e dois sumos, um de toranja, outro de alfazema

CAFÉ PRÍNCIPE REAL

Já no restaurante, requinte e informalidade

Couvert

No couvert, com a seleção de pães, duas manteigas – uma clássica, outra com tinta de choco –, azeite com flor de sal, chips de mandioca e moqueca de camarão

Ostra Asiática

Ostra Asiática – com molho de soja, caviar de yuzu e um maravilhoso creme de cogumelos shitake

Mini tacos de tártaro de atum e de salmão

Dois mini tacos de tártaro, um de Atum com kimchi e amendoim, outro de salmão com wasabi, abacate e ovas…

Mini taco de tártaro de salmão

… este é o de salmão

Pastéis de massa tenra

Pastéis de massa tenra com um delicioso recheio de rabo de boi, acompanhados por molho mineiro e por chutney de abacaxi

Chamuça de vegetais, com chutney de tamarindo

Chamuça de vegetais, com chutney de tamarindo

Tataki de atum

Tataki de atum, com puré de tupinambo, rábano e pistácios

Salada fria de bacalhau

Salada fria de bacalhau, puré de beringela, sésamo, algas e massa de arroz

Salmonete e carolino de Bulhão Pato

Salmonete e carolino de Bulhão Pato, com lingueirão, berbigão, mexilhão, coentros e limão

Caril de garoupa e camarão

Caril de garoupa e camarão, arroz basmati, paparis e chutney de manga

Tamboril na brasa

Tamboril na brasa com funge de milho, molho de calulu e peixe seco

Pato asiático

Pato asiático – pato assado e molho hoisin, acompanhado por noodles com legumes

Churrasco brasileiro de picanha e de secretos de porco preto

Churrasco brasileiro de picanha e de secretos de porco preto, com banana, puré de feijão preto, couve chinesa e caldo leve de feijoada

Vicentino Sauvignon Blanc branco 2017

Vicentino Sauvignon Blanc branco 2017

Suspiro com frutos tropicais

Suspiro com frutos tropicais, gelado de goiaba e pistácios tostados

Vasco Lello

Vasco Lello, o chef do CAFÉ PRÍCIPE REAL que também assina as sobremesas do restaurante

Abacaxi macerado em coentros

Abacaxi macerado em coentros, cremoso de coco e lima, coentros e gelado de fava tonka

Quinta do Vallado Porto Tawny Reserva

Quinta do Vallado Porto Tawny Reserva

Trufas de chocolate

Trufas de chocolate… para molhar em azeite e passar por flor de sal

CAFÉ PRÍNCIPE REAL

Ao final da noite, a bonita e luminosa sala, depois de ter estado completamente lotada, começa a ser preparada para o dia seguinte

 

CAFÉ PRÍNCIPE REAL

Memmo Príncipe Real, Rua D. Pedro V, 56 J, Lisboa, Portugal

Chef Vasco Lello

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:41

Com o Entrecôte da BRASSERIE… um branco seco e salino

por Raul Lufinha, em 13.07.18

LA BRASSERIE DE L’ENTRECÔTE

Casal Sta. Maria Branco 2016 com o Entrecôte, uma harmonização mais refrescante

LA BRASSERIE DE L’ENTRECÔTE é essencialmente um restaurante de prato único – o emblemático e suculento Entrecôte, batatas fritas sempre quentes e um tão complexo quanto apurado molho, que nos dizem ter mais de 18 ingredientes e é um segredo da casa.

Porém, apesar de o prato ser sempre o mesmo, a experiência não tem que ser sempre igual.

Daí a importância do vinho, cujas diversas harmonizações nos permitem levar a refeição por caminhos completamente diferentes.

E mais ainda se for um branco!

De modo que, este verão, a equipa de vinhos da LA BRASSERIE DE L’ENTRECÔTE desafiou o Casal Sta. Maria a apresentar um branco que pudesse reforçar a carta de vinhos das quatro unidades do restaurante – Chiado, Amoreiras, Parque das Nações e Marina de Cascais.

Tendo o produtor de Colares com as vinhas mais ocidentais da Europa continental proposto o Casal Sta. Maria Branco de 2016.

Um vinho de lote, desenhado pela dupla de enólogos Jorge Rosa Santos e António Figueiredo, que junta a mineralidade e frescura da casta Arinto, a untuosidade e corpo da casta Chardonnay e ainda a salinidade da Malvasia de Colares.

Resultando num branco seco, mineral e salino – nada frutado e com boa estrutura – que dá luta à carne e corta a untuosidade do molho.

Proporcionando uma experiência de verão da BRASSERIE muito diferente da que resulta da habitual harmonização do Entrecôte com um tinto – bastante mais refrescante!

Casal Sta. Maria Branco 2016

Casal Sta. Maria Branco 2016

 

LA BRASSERIE DE L’ENTRECÔTE

Chiado, Amoreiras Shopping Center, Parque das Nações e Marina de Cascais

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:03

EMO reinventa-se na Algarve Chefs Week

por Raul Lufinha, em 07.07.18

Na garrafeira do EMO, o Wine Guru Bruno Cunha e o Chef Executivo Bruno Viegas

Na garrafeira do EMO, o Wine Guru Bruno Cunha e o Chef Executivo Bruno Viegas

Para a mais recente edição da Algarve Chefs Week, o chef executivo do Anantara Vilamoura, Bruno Viegas, criou no EMO um menu único e exclusivo, inspirado nos sabores algarvios.

Tendo a harmonização vínica ficado a cargo do novo Wine Guru do resort, Bruno Cunha.

EMO, um restaurante com vista para o campo de golf

EMO, um restaurante com vista para o campo de golf

Do Algarve, o azeite Monterosa – neste caso, produzido a partir de azeitonas da variedade Picual – e a flor de sal Salmarim

Do Algarve, o azeite Monterosa – neste caso, produzido a partir de azeitonas da variedade Picual – e a flor de sal Salmarim…

A seleção de pães do EMO

… para acompanhar a seleção de pães do EMO: pão de trigo simples; com tomate seco e manjericão; e ainda uma focaccia com alecrim

Amuse-bouche

Amuse-bouche – Magret de pato marinado em citrinos, chutney de manga e crocante de ervas

MARMELETE

MARMELETE – Presunto serrano algarvio, figos do Algarve em picle, duas qualidades de queijo de cabra, um fresco, o outro cremoso, ambos fumados, e tostas com sementes de abóbora

Espumante Luís Pato Bairrada DOC Bruto 1995

Espumante Luís Pato Bairrada DOC Bruto 1995

CAMARÃO COM CHOCOS

CAMARÃO COM CHOCOS – Hamburger de camarão, compota tépida de salada algarvia, coulis de pimentos encarnados e pão com tinta de choco

Casal Sta. Maria Malvasia branco 2014

Casal Sta. Maria Malvasia branco 2014

IMG_2492.JPG

AÇORDA ALGARVIA – Pão, coentros, alho, ovo de codorniz, salicórnias e marisco

Casal Figueira Branco-Tradition 2006

Casal Figueira Branco-Tradition 2006

“TEMOS A BURRA NAS COUVES”

“TEMOS A BURRA NAS COUVES” – Bochechas de porco alentejano assadas, couves, milhos aferventados à moda de Monchique, tomatada e jus de Pedro Ximénez

João Clara Negra Mole tinto 2014

João Clara Negra Mole tinto 2014, um elegante varietal da casta tinta mais tradicional do Algarve, em que sobressaem as notas de fruta preta, nomeadamente ginja

CAROLINO

CAROLINO – Arroz-doce crocante com açúcar e canela

Espumante CSR (Casa Senhorial do Reguengo) Blanc de Noirs, Bruto Velha Reserva, 2011,Vinho Verde DOC

Espumante CSR (Casa Senhorial do Reguengo) Blanc de Noirs, Bruto Velha Reserva, 2011, Vinho Verde DOC

ABALADIÇA

ABALADIÇA – Leite-creme de laranja e aguardente de Medronho

Cossart Gordon Colheita Malmsey Madeira 1989

Cossart Gordon Colheita Malmsey Madeira 1989

Mignardises

Mignardises

 

Fotografias: Marta Felino e Raul Lufinha

 

EMO

Anantara Vilamoura Algarve Resort, Portugal

Chef Bruno Viegas, Wine Guru Bruno Cunha

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:36

Tranquilidade e requinte no Convento do Espinheiro

por Raul Lufinha, em 05.07.18

Hugo Silva, chef executivo do Convento do Espinheiro

Hugo Silva, chef executivo do Convento do Espinheiro

O Convento do Espinheiro, às portas de Évora, é um espaço de uma enorme paz e tranquilidade.

E à mesa do seu principal restaurante – o DIVINUS, na antiga adega dos frades jerónimos – é possível descobrirmos os sabores do Alentejo na elegante cozinha de Hugo Silva.

Um chef cujo trabalho já temos o gosto de acompanhar desde os seus tempos de Cascais – aqui e aqui.

E que, também no Alentejo, continua a tratar muito bem os vegetais!

Convento do Espinheiro

A entrada do Convento do Espinheiro

Convento do Espinheiro

Receção

Restaurante DIVINUS

O longo corredor que atravessa…

Restaurante DIVINUS

… a sala do restaurante DIVINUS

Restaurante DIVINUS

Requinte e elegância num registo sóbrio e minimalista

Vinha d’Ervideira Espumante Bruto DOC Alentejo 2015

Vinha d’Ervideira Espumante Bruto DOC Alentejo 2015

Pão e azeite do Alentejo

Pão e azeite do Alentejo

Gaspacho com mexilhão e camarão

Gaspacho com mexilhão e camarão

Gaspacho com mexilhão e camarão

Salmão e lagostim braseados com variações de ervilhas e maçã

Salmão e lagostim braseados com variações de ervilha e maçã

Corvina com batata-doce, beringela e lulinhas

Corvina com batata-doce, beringela e lulinhas

Rubrica branco 2015

Rubrica branco 2015 – Antão Vaz, Verdelho e Viognier do Alentejo, com seis meses de estágio em barricas de carvalho francês

Sorbet de iogurte com pepino

Sorbet de iogurte com pepino

Borrego com ervilhas, cenoura e batata-doce

Borrego com ervilhas, cenoura e batata-doce

Herdade do Sobroso Cellar Selection tinto Syrah & Alicante Bouschet Alentejo DOC 2015

Herdade do Sobroso Cellar Selection tinto Syrah & Alicante Bouschet Alentejo DOC 2015

Sopa fria de morangos com gelado de mascarpone

Sopa fria de morangos com gelado de mascarpone

Sopa fria de morangos com gelado de mascarpone

Figo, chocolate negro e avelã

Figo, chocolate negro e avelã

Edição especial, para o Convento do Espinheiro, do Vinha d’Ervideira Vindima Tardia DOC Alentejo 2016, 100% Antão Vaz

Vinha d’Ervideira Vindima Tardia DOC Alentejo 2016, 100% Antão Vaz – edição especial para o Convento do Espinheiro

Petits fours

Petits fours – trufas, sericaia, encharcada e tarte de amêndoa

Convento do Espinheiro

À saída, uma passagem pelos claustros do Convento do Espinheiro

Convento do Espinheiro

Até breve!

 

DIVINUS

Convento do Espinheiro, Évora, Portugal

Chef Hugo Silva

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:31

A cozinha amazónica de Anderson Sousa

por Raul Lufinha, em 04.07.18

Anderson Sousa, chef do EMPÓRIO TUTTAPANNA

Anderson Sousa, chef do EMPÓRIO TUTTAPANNA

Há cada vez mais Amazónia na cozinha de Anderson Sousa!

Aberto já fez dois anos, o EMPÓRIO TUTTAPANNA, no centro de Vilamoura, no Algarve, sempre cruzou influências europeias, asiáticas e da América Latina com as referências da infância do chef, passada em Marabá, na Amazónia.

Pelo que, desde o início, nunca faltaram os deliciosos “estufadinhos”!

Bem como muita mandioca!

E até cachaça de jambu!

De tal forma, aliás, que no ano seguinte – o ano passado – o grande destaque foi a moqueca, mas preparada como a avó índia de Anderson Sousa fazia no Pará, em plena floresta amazónica!

Pelo que, entusiasmado com o regresso às origens, este verão o chef continuou a incorporar na carta do EMPÓRIO TUTTAPANNA cada vez mais produtos e sabores da Amazónia.

Como o aviú, um micro camarão.

Ou o sempre raro tucupi, complexo caldo amarelo, cítrico e não só, de origem indígena, extraído da raiz da mandioca brava e que é cozido durante largas horas, dias mesmo. O qual já tinha sido um dos destaques do jantar que os irmãos Thiago e Felipe Castanho serviram em 2012 no BELCANTO de José Avillez. E que Pablo Oazen também já tinha trazido em 2014 ao VIA GRAÇA de João Bandeira.

Outra referência direta de Anderson Sousa à cozinha paraense é igualmente o cozinhar o peixe embrulhado numa folha de bananeira.

E há mais surpresas na calha!

Com efeito, o objetivo de Anderson Sousa é efetivamente transformar o restaurante numa bandeira da Amazónia!

Anderson Sousa

Anderson Sousa e as suas recordações da Amazónia…

EMPÓRIO TUTTAPANNA

… à mesa…

EMPÓRIO TUTTAPANNA

… do EMPÓRIO TUTTAPANNA

Bolinhos de mandioca, bacalhau (o peixe mais parecido com o pirarucu da Amazónia) e aviú (micro camarão)

Bolinhos de mandioca, bacalhau (o peixe mais parecido com o pirarucu da Amazónia) e aviú (micro camarão)

Aviú

Aviú

Entretanto, Anderson Sousa trouxe à mesa uma taça de aviús, para mostrar como este camarão amazónico é mesmo mínimo, mais pequeno do que a nossa camarinha

Robalo assado em folha de bananeira

Robalo assado em folha de bananeira

Robalo assado em folha de bananeira

Batata-doce

Batata-doce, em duas texturas e temperaturas: frita, ainda quente; e trabalhada com tomate num complexo puré, que Anderson Sousa serve agradavelmente frio

Pato no Tucupi

O extraordinário Pato no Tucupi de Anderson Sousa, prato típico da cozinha de Belém do Pará, na Amazónia, que o chef do EMPÓRIO serve com puré de mandioca, espinafres, coentros e flores de jambu (que deixam a boca levemente dormente)

Tucupi

Entretanto, Anderson Sousa veio à sala mostrar o tucupi que usou no pato, ou seja, o caldo amarelo, de origem indígena, extraído da raiz da mandioca brava amazónica

Mandioca frita

Mandioca frita

Barranco Longo Private Selection tinto 2015

Barranco Longo Private Selection tinto 2015, Aragonez e Cabernet Sauvignon do Algarve

A cozinha aberta do EMPÓRIO TUTTAPANNA

A cozinha aberta do EMPÓRIO TUTTAPANNA…

Fofoqueiras do Pará

… e as Fofoqueiras do Pará

 

Ver também:

 

Fotografias: Marta Felino e Raul Lufinha

 

EMPÓRIO TUTTAPANNA

Av. Tivoli, Ed. Mourapraia, Loja 2, Vilamoura, Portugal

Chef Anderson Sousa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05

Rodrigo Castelo inaugura O MARISCADOR

por Raul Lufinha, em 03.07.18

Rodrigo Castelo

Rodrigo Castelo na inauguração d’O MARISCADOR

Rodrigo Castelo já inaugurou O MARISCADOR.

Fica na Praça de Touros do Campo Pequeno, em Lisboa.

E é uma marisqueira, que se distribui por dois pisos e tem ainda esplanada.

Sendo o primeiro restaurante na capital do chefe da TABERNA Ó BALCÃO, de Santarém.

Pretendendo Rodrigo Castelo, neste novo espaço, unir o marisco – de mar e de rio – aos melhores produtos do Ribatejo!

 

Ver também:

 

O MARISCADOR

Praça de Touros do Campo Pequeno, Lisboa, Portugal

Chefe Rodrigo Castelo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:48

PEPPER’S, muito mais do que uma steakhouse

por Raul Lufinha, em 02.07.18

André Basto, chef executivo do Tivoli Marina Vilamoura, junto à Mesa do Chef do PEPPER’S STEAKHOUSE

André Basto, chef executivo do Tivoli Marina Vilamoura, junto à Mesa do Chef do PEPPER’S STEAKHOUSE, no Tivoli Marina Vilamoura

Liderado por André Basto, chef executivo do Tivoli Marina Vilamoura, o PEPPER’S STEAKHOUSE, com uma vista privilegiada sobre a Marina de Vilamoura, é o restaurante do resort algarvio especializado em carne.

Aliás, o rigor que André Basto desde logo coloca na seleção das diversas carnes é tal que cada corte tem o seu próprio fornecedor, não existindo, depois, fornecedores a entregar mais do que um corte.

Contudo, o PEPPER’S é muito mais do que uma tradicional steakhouse.

Com efeito, para além do destaque dado à carne e à celebração dos vinhos, André Basto também trabalha, de forma superior, o peixe e o marisco.

De que é exemplo a excelente entrada de vieiras com couve-flor!

Tivoli Marina Vilamoura

Tivoli Marina Vilamoura

IMG_2216.JPG

PEPPER’S STEAKHOUSE

Couvert

Couvert

Vieiras, creme de couve-flor e redução de bisque com lima

Vieiras, creme de couve-flor, redução de bisque com lima e alcaparras fritas

Barranco Longo Grande Escolha branco 2017, Arinto e Chardonnay do Algarve

Barranco Longo Grande Escolha branco 2017, Arinto e Chardonnay do Algarve

Partilha e degustação de três carnes bovinas – costeleta Mirandesa, filet mignon Mertolengo e acém Black Angus com 21 dias de maturação

Partilha e degustação de três carnes bovinas – costeleta Mirandesa, filet mignon Mertolengo e acém Black Angus com 21 dias de maturação

Quinta do Francês tinto 2014, lote de Trincadeira, Aragonês, Cabernet Sauvignon e Syrah do Algarve, que Eduardo Amaral abriu com tenaz e decantou

Quinta do Francês tinto 2014, lote de Trincadeira, Aragonês, Cabernet Sauvignon e Syrah do Algarve, que Eduardo Amaral abriu com tenaz e decantou

Quinta do Francês tinto 2014, lote de Trincadeira, Aragonês, Cabernet Sauvignon e Syrah do Algarve, que Eduardo Amaral abriu com tenaz e decantou

Quinta do Francês tinto 2014, lote de Trincadeira, Aragonês, Cabernet Sauvignon e Syrah do Algarve, que Eduardo Amaral abriu com tenaz e decantou

Quinta do Francês tinto 2014, lote de Trincadeira, Aragonês, Cabernet Sauvignon e Syrah do Algarve, que Eduardo Amaral abriu com tenaz e decantou

Quinta do Francês tinto 2014, lote de Trincadeira, Aragonês, Cabernet Sauvignon e Syrah do Algarve, que Eduardo Amaral abriu com tenaz e decantou

Quinta do Francês tinto 2014, lote de Trincadeira, Aragonês, Cabernet Sauvignon e Syrah do Algarve, que Eduardo Amaral abriu com tenaz e decantou

Quinta do Francês tinto 2014, lote de Trincadeira, Aragonês, Cabernet Sauvignon e Syrah do Algarve, que Eduardo Amaral abriu com tenaz e decantou

IMG_2297.JPG

Quinta do Francês tinto 2014, lote de Trincadeira, Aragonês, Cabernet Sauvignon e Syrah do Algarve, que Eduardo Amaral abriu com tenaz e decantou

Crème brûlée de Earl Grey

Crème brûlée de Earl Grey

Niepoort Porto Colheita 1997 (engarrafado em 2017)

Niepoort Porto Colheita 1997 (engarrafado em 2017)

Mignardises individuais

Mignardises individuais

PEPPER’S STEAKHOUSE

PEPPER’S STEAKHOUSE

 

Fotografias: Marta Felino e Raul Lufinha

 

PEPPER’S STEAKHOUSE

Tivoli Marina Vilamoura Algarve Resort, Portugal

Chef André Basto

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:17

Do Chile, Sauvignon Blanc e Carménère

por Raul Lufinha, em 01.07.18

Casas del Bosque Sauvignon Blanc Reserva branco 2017

Casas del Bosque Sauvignon Blanc Reserva branco 2017

Para quem gosta de conhecer outros vinhos que não apenas os portugueses, há cada vez mais sugestões de qualidade.

Da Europa. E não só.

Como os Casas del Bosque.

Com efeito, à conquista do mundo, os vinhos chilenos Casas del Bosque – que exportam 80% da sua produção anual, a qual ronda 1,2 milhões de garrafas – também já chegaram a Portugal.

Destacando-se, na gama de entrada, um branco e um tinto, ambos varietais e da colheita de 2017 – o Sauvignon Blanc Reserva e o Carménère Reserva.

O Sauvignon Blanc, proveniente de uma zona fresca, o Valle de Casablanca, a 70 km de Santiago do Chile, está muito equilibrado e harmonioso, ultrapassando a dicotomia entre o velho e o novo mundo – tem essencialmente acidez e frescura, mas tendo também um toque vegetal e, ainda, um lado tropical, embora muito discreto e contido, sendo perfeito para acompanhar pratos de verão, como ostras, marisco, ceviche, sushi e peixe fresco.

Do mesmo modo, também o (raro em Portugal) Carménère, apesar da sua juventude, é um vinho muito equilibrado, já completamente pronto e redondo, sem arestas, sendo produzido com uvas de uma região mais quente, o Valle de Rapel, e funcionando, pois, bastante bem com pratos de carne vermelha.

Sendo estas, assim, duas boas sugestões para a descoberta, neste verão, de vinhos do outro lado do mundo… numa mesa portuguesa.

IMG_4184.JPG

Casas del Bosque Carménère Reserva tinto 2017

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:59

Fernando Cardoso, Chefe Cozinheiro do Ano 2018

por Raul Lufinha, em 29.06.18

Fernando Cardoso

Fernando Cardoso, CCA 2018

Fernando Cardoso, da equipa de cozinha de João Rodrigues, no FEITORIA, do Altis Belém Hotel & Spa, em Lisboa, foi o vencedor do concurso Chefe Cozinheiro do Ano de 2018.

Já na sua 29.ª edição, esta é a mais antiga e relevante prova de cozinha para profissionais em Portugal.

Sendo uma competição que permite mudar a vida de quem a ganha.

Basta ver que ao longo destas quase três décadas foram Chefe Cozinheiro do Ano nomes como Fausto Airoldi (1990), Henrique Mouro (2001), Vítor Matos (2003), Henrique Sá Pessoa (2005), João Rodrigues (2007), Tiago Bonito (2011) ou Louis Anjos (2012) – o ano passado a vitória sorriu a Luís Gaspar, de quem, após a abertura do CASA LISBOA, se esperam para breve notícias sobre a nova SALA DE CORTE.

Quanto ao menu, Fernando Cardoso apresentou, na Final Nacional, açorda de ovos, coentros e cebolas em curtume (entrada); ervilhas, bivalves e pregado (peixe); borrego, queijo de Seia e batatas assadas (carne); sonhos de abóbora (sobremesa que lhe permitiu igualmente arrecadar o prémio Helmut Ziebell, para o prato mais criativo); e ainda caldeirada de cherne (prato tradicional em tacho/forno).

O 2º lugar foi para Carlos Gonçalves, chefe do Corinthia Hotel Lisbon.

E na 3.ª posição ficou Jorge Fernandes, do Hotel Iberostar Lisboa.

Os restantes finalistas foram Pedro Pinto, do Vila Vita Parc, em Porches; Tony Martins, do Douro Palace Hotel Resort & Spa, em Baião; e Vítor Adão, do 100 MANEIRAS.

Sinal do relevo do concurso é também a composição do júri: Alexandre Silva (LOCO), António Bóia (JNcQUOI), Leonel Pereira (SÃO GABRIEL), Pedro Lemos (restaurante PEDRO LEMOS) e Ricardo Costa (THE YEATMAN), bem como Orlando Esteves, que integrou o júri honorário.

Para o próximo ano serão os 30 anos do CCA – um marco histórico.

Mas entretanto, e como já vem sendo tradição, ficamos na expectativa de que também o Altis Belém encontre uma forma de servir (e celebrar) o menu vencedor – o ano passado correu muito bem.Carlos Gonçalves (2.º), Fernando Cardoso (1.º), Jorge Fernandes (3.º)

Carlos Gonçalves (2.º), Fernando Cardoso (1.º), Jorge Fernandes (3.º)

Paulo Amado, diretor do concurso Chefe Cozinheiro do Ano

Paulo Amado, diretor do concurso Chefe Cozinheiro do Ano

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:13

No ATELIER com Henrique Sá Pessoa, Rui Paula, Vítor Sobral e Telmo Moutinho

por Raul Lufinha, em 28.06.18

Vítor Sobral, Henrique Sá Pessoa, Telmo Moutinho e Rui Paula

Vítor Sobral, Henrique Sá Pessoa, Telmo Moutinho, Rui Paula

Para apresentar o projeto “Insider” – uma seleção das melhores mesas na app e no site do TheFork – a aplicação líder de reservas on-line de restaurantes na Europa reuniu para um jantar único, no ATELIER HENRIQUE SÁ PESSOA, três chefes TheFork Insider: Henrique Sá Pessoa (ALMA e ATELIER), Vítor Sobral(TASCA DA ESQUINA e PEIXARIA DA ESQUINA) e Rui Paula (CASA DE CHÁ DA BOA NOVA), aos quais também se juntaram o chef pasteleiro Telmo Moutinho e o escanção Nelson Guerreiro, ambos do ALMA.

A cozinha aberta do ATELIER HENRIQUE SÁ PESSOA

A cozinha aberta do ATELIER HENRIQUE SÁ PESSOA…

Mesa única, para doze pessoas

… e a mesa única, para doze pessoas

No ATELIER HENRIQUE SÁ PESSOA, o chef do ALMA usa toalha

No ATELIER HENRIQUE SÁ PESSOA, hoje o chef do ALMA usou toalha

O garfo

O garfo

Pão e manteiga de vaca com flor de sal

Pão e manteiga de vaca com flor de sal

Robalo marinado em citrinos (Vítor Sobral)

Robalo marinado em citrinos (Vítor Sobral)

Champagne Perrier-Jouët Grand Brut

Champagne Perrier-Jouët Grand Brut

Lagostim envolto em wagyu e caldo de kimchi (Rui Paula)

Lagostim envolto em wagyu e caldo de kimchi (Rui Paula)

Lagostim envolto em wagyu e caldo de kimchi (Rui Paula)

Corvina, manga e maracujá (Rui Paula)

Corvina, manga e maracujá (Rui Paula)

Corvina, manga e maracujá (Rui Paula)

Vítor Sobral, o bacalhau e o azeite Oliveira da Serra

Vítor Sobral, o bacalhau e o azeite Oliveira da Serra

Bacalhau, vieiras, espargos, emulsão de salsa e farofa de pistácio e toucinho (Vítor Sobral)

Bacalhau, vieiras, espargos, emulsão de salsa e farofa de pistácio e toucinho (Vítor Sobral)

Casal Sta. Maria Sauvignon Blanc branco 2016

Casal Sta. Maria Sauvignon Blanc branco 2016

Presa alentejana, favinhas e chanterelles (Henrique Sá Pessoa)

Presa alentejana, favinhas e chanterelles (Henrique Sá Pessoa)

Fita Preta tinto 2016

Fita Preta tinto 2016

Frutos Vermelhos e hibiscos (Telmo Moutinho)

Frutos Vermelhos e hibiscos (Telmo Moutinho)

Niepoort LBV 2103 (engarrafado 2018)

Niepoort LBV 2103 (engarrafado 2018)

Chocolate e banana (Telmo Moutinho)

Chocolate e banana (Telmo Moutinho)

Vítor Sobral, Rui Paula, Henrique Sá Pessoa

Vítor Sobral, Rui Paula, Henrique Sá Pessoa

ATELIER HENRIQUE SÁ PESSOA

ATELIER HENRIQUE SÁ PESSOA

 

Ver também:

 

ATELIER HENRIQUE SÁ PESSOA

Rua Fernando Palha, 49-A, Marvila, Lisboa, Portugal

Chef Henrique Sá Pessoa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Raul Lufinha

    Sim, num vinho tão novo, a rolha não era seguramen...

  • Anónimo

    Qual a utilidade em abrir dessa forma um vinho de ...

  • Anónimo

    Eu que agradeço pelo carinho e amor. Obrigado Obri...

  • Anónimo

    O melhor Restaurante de VILAMOURA e um dos melhore...

  • Anónimo

    Chamo-me Francisco Pôla, tal como você. é possivel...

  • Raul Lufinha

    Para memória futura: hoje, dia 05-02-2018, o SAPO ...

  • Raul Lufinha

    Entretanto, para memória futura, a 31-01-2018 já u...

  • Raul Lufinha

    Agradeço a informação, Pedro. Embora só possa lame...

  • Pedro Neves

    Caro Raul,peço desculpa pelo meu comentário não es...

  • Raul Lufinha

    Obrigado Duarte. Acho que vais gostar, vai ser uma...



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




subscrever feeds