Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Chef espanhol Sergi Arola vota no RESTAURANTE DA ADRAGA para a lista dos 50 melhores do mundo

por Raul Lufinha, em 11.10.12

Fotografia: Ricardo Silva / Público

 

Regra geral, quando um chef de alta cozinha tem que sugerir um restaurante e opta por não indicar o de um amigo, acaba por aconselhar um restaurante de produto.

 

Koschina tem o frango da Guia, Avillez o marisco do RAMIRO, Aimé o coelho da CASA ESTÊVÃO... e Sergi Arola o peixe da Adraga.

 

No passado, o chef espanhol já tinha referido o seu alto apreço pelo peixe e pelo marisco da Adraga. E agora, em entrevista à Time Out desta semana, Sergi Arola vai mais longe e acrescenta que um dos seus votos para a eleição dos 50 melhores restaurantes do mundo pela revista Restaurant irá para o RESTAURANTE DA ADRAGA.

"Tem algum restaurante favorito em Lisboa?

 

Tenho muitos e são de pessoas muito amigas. Mas há um, que não é da elite gastronómica, que é um dos melhores a nível mundial. Este ano até vou votar nele como um dos melhores, para os 50 melhores restaurantes do San Pellegrino, que é o da Praia da Adraga. É o melhor restaurante de praia de peixe do mundo. É maravilhoso. É boa gente, tratam as pessoas bem. E quando os meus amigos me pedem conselhos, além de indicar uns quantos em Lisboa, digo sempre para irem à Adraga."

 

RESTAURANTE DA ADRAGA | Praia da Adraga, Sintra, Portugal

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Henrique Mouro recebe o prémio Cucharón del Buen Guiso Marinero 2012

por Raul Lufinha, em 09.10.12

Pedro Martino (NAGUAR), Henrique Mouro (ASSINATURA), Vicente Quintanilla (Cofradía Buena Mesa de la Mar) e Dani García (CALIMA)  Fotografia: Naguar Oviedo

 

Sedeada em Salinas, nas Astúrias, a confraria espanhola Buena Mesa de la Mar atribuiu ao chef português Henrique Mouro, do ASSINATURA, o prémio Cucharón del Buen Guiso Marinero de 2012, na categoria internacional. A distinção regional foi para o chef Pedro Martino do NAGUAR, em Oviedo, e na categoria nacional foi premiado o chef Dani García do CALIMA, em Marbella (2 ** Michelin 2012).

 

Esta foi a XXVII edição do evento que já levou a Salinas nomes como Ferran Adrià, Juan Mari Arzak, Martín Berasategui, Santi Santamaría, Quique Dacosta, Joan Roca, Sergi Arola ou José Andrés.

 

No jantar de entrega dos prémios esteve ainda presente o crítico gastronómico espanhol Carlos Maribona, que descreve a visita às Astúrias no mais recente post do seu blog.

 

Fotografia: ASSINATURA

  

ASSINATURA | Rua do Vale Pereiro, 19, Lisboa, Portugal | Chef Henrique Mouro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:49

Sergi Arola: “Acho que o melhor restaurante de praia do mundo é o da praia da Adraga”

por Raul Lufinha, em 29.06.12

 

 

 

Fotografias: RESTAURANTE DA ADRAGA

 

Sergi Arola, o chef catalão do SERGI AROLA GASTRO, 2 ** Michelin em Madrid, contou à Fugas do jornal Público de 23 de Junho de 2012 ser um grande apreciador do RESTAURANTE DA PRAIA DA ADRAGA, onde gosta imenso de comer “percebes, aos quilos” – "sempre que lá vou é uma ocasião super-especial":

“Gosto muito de experimentar restaurantes de praia, petiscos, picar. Acho que o melhor restaurante de praia do mundo é o da praia da Adraga. É maravilhoso.”

RESTAURANTE DA ADRAGA | Praia da Adraga, Sintra, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:56

Carlos Maribona e as estrelas Michelin de Portugal

por Raul Lufinha, em 16.06.12

Continuando a acompanhar de perto a realidade gastronómica portuguesa, o crítico do jornal espanhol ABC dedica um novo post a Portugal. Desta vez, Carlos Maribona foi à ilha da Madeira conhecer o IL GALLO D’ORO (1 * Michelin) e também ao Algarve visitar o OCEAN (2 ** Michelin) aproveitando ainda para reflectir sobre as estrelas atribuídas em 2012 pelo guia Michelin aos restaurantes portugueses.

 

A sensação com que se fica, conjugando também com este post e com este, é a de que quanto mais o espanhol Carlos Maribona conhece a cozinha e os restaurantes portugueses mais chega à conclusão de que efectivamente o guia Michelin Portugal ainda não valoriza devidamente a cozinha portuguesa e os chefes nacionais:

“Lo que más llama la atención de estos restaurantes estrellados es que la gran mayoría pertenecen a hoteles. Nada menos que ocho de los doce están en establecimientos hoteleros. Y un detalle más, una gran parte de estos restaurantes galardonados tienen como chef a un extranjero. Nada menos que siete de los doce. Dos datos que indican claramente que los establecimientos con nivel en Portugal (al menos los establecimientos con nivel para los inspectores de la guía roja) están estrechamente vinculados con el turismo. Pero en el país vecino, como en España, los criterios de Michelin son insondables.

(…)

Da la impresión de que la guía roja en Portugal está orientada sobre todo a los turistas europeos que visitan el país. Por eso hay más estrellas en el Algarve que en Lisboa o en Oporto. Por eso se valoran cocinas de corte internacional y con una cierta tendencia al barroquismo. No digo que ocurra en todos los casos, especialmente porque aún no he visitado los doce estrellados, pero de los que conozco, que son bastantes, esa es una norma que se repite bastante.”

 

IL GALLO D’ORO | Hotel The Cliff Bay, Estrada Monumental, 147, Funchal, Madeira, Portugal | Chef Benoît Sinthon

 

OCEAN | Vila Vita Parc Hotel, Rua Anneliese Pohl, Alporchinhos, Porches, Portugal | Chef Hans Neuner

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:06

Fank Bruni: “CANTINHO DO AVILLEZ is a convivial delight”

por Raul Lufinha, em 03.06.12

Fotografia: CANTINHO DO AVILLEZ

 

No seu périplo por Lisboa, o prestigiado antigo crítico gastronómico do New York Times Frank Bruni esteve ainda no CANTINHO DO AVILLEZ:

“Mr. Avillez’s other, much more casual new restaurant, CANTINHO DO AVILLEZ, is just blocks away, only a few months older and a convivial delight.

 

It features a succinct menu of hearty Portuguese bistro fare that departs from the Lisbon norm by paying a bit more attention to fowl, organ meats and African and Asian spices, which underscore ethnic bridges built in Portugal’s colonial past.”

CANTINHO DO AVILLEZ | Rua dos Duques de Bragança, 7, Lisboa, Portugal | Chef José Avillez

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:20

Frank Bruni e a 1300 TABERNA: “Appealing food that puts Portuguese staples through mildly inventive paces”

por Raul Lufinha, em 01.06.12

Fotografia: 1300 TABERNA

 

Outros dos restaurantes destacados pelo antigo crítico gastronómico do New York Times Frank Bruni na sua visita a Lisboa foi a 1300 TABERNA:

“There are more and more lookers on the Lisbon restaurant scene, like 1300 TABERNA, sprawling and stunning, with flamboyant lighting fixtures, fanciful plates and cutlery and — most important — appealing food that puts Portuguese staples through mildly inventive paces.”

1300 TABERNA | Lx Factory, Rua Rodrigues Faria, 103, Edifício H, Lisboa, Portugal | Chef Nuno Barros

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:02

Frank Bruni: “CERVEJARIA DA ESQUINA has a menu with a more diverse selection of clams, saltwater snails and even barnacles than I’d ever encountered before”

por Raul Lufinha, em 31.05.12

O marisco da CERVEJARIA DA ESQUINA  Fotografia: João Pedro Marnoto for The New York Times

 

Na visita de Frank Bruni a Lisboa, um dos restaurantes elogiados pelo ex-crítico gastronómico do New York Times foi a CERVEJARIA DA ESQUINA, na qual destacou em especial a variedade da oferta de marisco, a qualidade do camarão e a sapateira recheada:

“CERVEJARIA [DA ESQUINA], in the elegant residential neighborhood of Campo de Ourique, to which few tourists venture, has a menu with a more diverse selection of clams, saltwater snails and even barnacles than I’d ever encountered before.

 

Its shrimp were phenomenal, as was its version of a popular Portuguese crab dish that presents strands of crab meat mixed with salty roe, thickened with one or more condiments — mustard, for example — and tucked into the cavity of a big red crab shell. You spread the crab mixture on bread or, at CERVEJARIA [DA ESQUINA], something that’s more like Melba toast.

 

CERVEJARIA [DA ESQUINA] improves on the typical look of a restaurant of its kind with the lavish use of sleek, pale, handsome wood and tidy displays of its seafood in bins, along with a gargantuan tank that divides two rooms.”

CERVEJARIA DA ESQUINA | Rua Correia Teles, 56, Lisboa, Portugal | Chef Vítor Sobral

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:20

Frank Bruni no BELCANTO: “The best meal I’ve eaten in 2012”

por Raul Lufinha, em 28.05.12

Raia Jackson Pollock, um dos pratos do BELCANTO destacados por Frank Bruni  Fotografia: João Pedro Marnoto for The New York Times

 

José Avillez continua a percorrer o caminho do reconhecimento internacional. Agora foi Frank Bruni a elogiar o BELCANTO.

 

O conceituado antigo crítico gastronómico do New York Times, jornal que é a referência da cidade na avaliação de restaurantes, fez uma reportagem sobre Lisboa para o caderno Travel do New York Times deste domingo – conforme anuncia no Twiter “I fell hard for Lisbon, and this is my love letter to it”. E naturalmente também fala de restaurantes, destacando o BELCANTO (“My long lunch there was perhaps the best meal I’ve eaten in 2012 so far”) e José Avillez (“a rising young star on the Portuguese food scene and a big reason Lisbon is such a culinary joy, especially these days”).

 

São ainda elogiados o CANTINHO DO AVILLEZ, a CERVEJARIA DA ESQUINA e a 1300 TABERNA.

 

BELCANTO | Largo de São Carlos, 10, Lisboa, Portugal | Chef José Avillez

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:04

Alentejano Poliphonia Signature 2008 vence concurso mundial de vinhos para melhor tinto

por Raul Lufinha, em 15.05.12

 

O Poliphonia Signature 2008 foi considerado o melhor vinho tinto de 2012 pelos jurados do Concurso Mundial de Bruxelas. Originário de vinhas em Reguengos de Monsaraz e São Mansos, no concelho de Évora, é produzido a partir das castas Alicante Bouschet e Syrah pela Granadeiro Vinhos, de Henrique Granadeiro, tendo como enólogo Pedro Baptista. Mais informação aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:32

Anthony Bourdain em Lisboa: já estreou

por Raul Lufinha, em 02.05.12

Uma ginjinha para Anthony Bourdain  Fotografia: Travel Channel

 

Estreou dia 30 nos EUA o episódio de No Reservations sobre Lisboa gravado em Dezembro passado. No site do Travel Channel já estão disponíveis vários vídeos.

 

A GINJINHA | Largo de São Domingos, 8, ao Rossio, Lisboa, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:01


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Marta Felino

    Mais uma experiência espetacular e memorável no mu...

  • Marta Felino

    Que surpresa, Chef Miguel Paulino! Foi um grande m...

  • NINI

    Espectacular o " Famoso Leitão do Mugasa ( bairrad...

  • Susana Coelho

    Sem dúvida, que este Chef Leonel Pereira é único e...

  • Marta Felino

    Muitos, muitos, parabéns, Chef Leonel Pereira!Mais...

  • Duartecalf

    Obrigado pelo esclarecimento!

  • Raul Lufinha

    Cronologicamente, Duarte, é ao contrário – o Samue...

  • Duartecalf

    Olá Raul,Este restaurante não está/esteve ligado a...

  • Dacosta

    A DACOSTA - comércio e distribuição de bebidas (ww...

  • ana araujo

    Já provei alguns sabores e gostei muito. Recomendo



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D