Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Também no Facebook

por Raul Lufinha, em 23.07.16

O blog Mesa do Chef agora também no Facebook

Facebook

A partir de hoje, o Mesa do Chef também pode ser acompanhado no Facebook.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:42

Lotar… azeite

por Raul Lufinha, em 26.03.16

O lote feito pelo blog Mesa do Chef

O lote feito pelo blog Mesa do Chef

Cada vez mais, a linguagem vínica está a ser adotada por outras indústrias.

Por exemplo, no café temos os ‘grands crus’, os copos de cristal ou até os ‘sommeliers de café’.

E no azeite já se fala dos ‘primeira colheita’…

… bem como dos ‘monovarietais’, por contraponto aos azeites ‘de lote’.

As garrafas ainda vazias

As garrafas ainda vazias

Sendo precisamente um exercício deveras interessante...

... fazer de ‘enólogo de azeite’, salvo seja…

… e construir um lote, juntando variedades muito diferentes de azeitonas!

Amostra da variedade Arbosana

Amostra da variedade Arbosana

Amostra da variedade Koroneiki

Amostra da variedade Koroneiki

Amostra da variedade Arbequina

Amostra da variedade Arbequina

O que aconteceu...

... no Lagar do Marmelo, da Oliveira da Serra, em Ferreira do Alentejo.

Onde foi possível provar três azeites varietais bastante distintos entre si – Arbosana, Koroneiki e Arbequina.

E construir, numa garrafa...

... a partir da recolha de cada um deles no respetivo depósito...

... e, depois, da mistura deles os três nessa mesma garrafa...

... um lote único – o lote Mesa do Chef.

Mesa do Chef Oliveira da Serra Azeite Virgem Extra 2015/2016 (garrafa única)

Mesa do Chef Oliveira da Serra Azeite Virgem Extra 2015/2016 (garrafa única)

 

Ver também:

Da azeitona ao azeite

Primeira Colheita, um azeite fresco

8 chefs... em busca do azeite novo

A mota do chef Vítor Sobral

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:45

Subscrever o Mesa do Chef

por Raul Lufinha, em 07.03.16

Já é possível receber e-mail com os alertas dos posts do blog Mesa do Chef

O SAPO continua a inovar!

A partir de hoje é possível subscrever o blog Mesa do Chef (no topo da coluna lateral) e passar a receber, no máximo, um e-mail por dia alertando para os posts publicados nas últimas 24 horas.

Sendo a subscrição anónima – basta inserir um e-mail, ao qual o autor do blog não tem acesso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:13

I don't walk a dog, I feed a blog

por Raul Lufinha, em 10.01.16

Não é fácil fotografar chefes de cozinha

Não é fácil ser blogger-fotógrafo, há muitos chefs que não gostam de ser fotografados

Faz hoje quatro anos que o lema de vida Too much is not enough acabou por derivar para um mais singelo I don’t walk a dog, I feed a blog.

Depois do jantar, enquanto alguns vão passear o bicho, todos os caminhos passaram a ir dar ao computador…

Pelo que aqui ficam três agradecimentos muitos especiais:

1) Desde logo, à Marta, com quem a maior parte destas aventuras foram vividas – e com quem são analisadas e discutidas, antes de serem passadas à escrita.

2) Depois, à sempre entusiasta Nini, a principal comentadora do Mesa do Chef – um blog também se escreve na caixa de comentários!

3) E ainda ao SAPO (a melhor plataforma para se ter um blog em língua portuguesa) e a toda a equipa, em particular ao incansável Pedro Neves.

Foram – e são – três ajudas essenciais.

É que ter um blog significa fazer literalmente tudo. Ser o diretor e o estagiário. O redator e o revisor. O fotógrafo e o assistente de produção. O secretário, o motorista e o estafeta. O informático e o relações públicas. E hoje também o ilustrador…!

Por último, o meu muito obrigado a quem, ao longo destes quatro anos, tem tido o gosto de visitar o Mesa do Chef – um blog não é de quem o escreve, é de quem o lê. 

 

Ver também:

Um ano

Dois anos

Três anos

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:45

Sobremesa do Ano: Flor Surpresa

por Raul Lufinha, em 31.12.15

'Flor Surpresa'... por Joaquim de Sousa

'Flor Surpresa'... por Joaquim de Sousa

'Flor Surpresa' por Joaquim de Sousa

O segredo foi o movimento!

Em 2015, Joaquim de Sousa, o chef pasteleiro do IPSYLON, no hotel The Oitavos…

… inspirado na clássica Floresta Negra…

… criou uma sobremesa…

… mas com movimento!

Com efeito, já na mesa, após o caldo ser servido no prato…

… as pétalas de chocolate começam a abrir!

Completamente viral, a sobremesa esteve em todo o lado…

… e foi também apresentada no Congresso dos Cozinheiros.

Sendo naturalmente a Sobremesa do Ano…

… para o Mesa do Chef.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Prato de Carne do Ano: Falso Tutano

por Raul Lufinha, em 30.12.15

Falso Tutano... por Leonel Pereira

'Falso Tutano' por Leonel Pereira

Cada vez mais solto e criativo

… agora Leonel Pereira utiliza o foie gras que aprendeu a trabalhar com Alain Ducasse…

… para recriar a textura do tutano!

Na verdade, dentro do osso cortado na cozinha do SÃO GABRIEL…

… o que há é foie gras!

Bem como toucinho de porco bísaro, maçã, pera bêbada com canela…

… e gel de Vinho do Porto!

Tudo para comer à colher…

… com pão de alfarroba!

Sabores intensos e envolventes…

… num grande e inesperado momento de foie gras!

Que foi o Prato de Carne do Ano de 2015…

… para o Mesa do Chef.

 

Fotografia: Marta Felino

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:03

Prato de Peixe do Ano: Quinoto do Mar

por Raul Lufinha, em 29.12.15

'Quinoto do Mar'... por Kiko Martins

'Quinoto do Mar' por Kiko Martins

A CEVICHERIA não é só ceviche…!

Entre outras especialidades, conforme já contámos aqui

… inclui também um prato intenso e fabuloso em que, no fundo, Kiko Martins nos apresenta…

… o sabor do mar!

Para além de um peixe branco, que vai variando ao longo do ano…

… tem um cremoso risotto feito com quinoa, o tal ‘quinoto’…

… bem como marisco, nomeadamente camarão, berbigão e mexilhão…

… várias algas, incluindo kombu…

… e ainda uma magnífica espuma de ostra!

Mas o que é mais espetacular nesta criação de Kiko Martins…

… o que faz toda a diferença neste prato…

… é que, ligados pelo quinoto e pela espuma, todos estes elementos marítimos...

... acabam por se fundir num todo superior!

E, em vez de serem a mera soma de cada uma das suas parcelas…

… são algo ainda melhor!

São mesmo o mar!

São o sabor profundo e intenso do mar!

Pelo que o Prato de Peixe do Ano de 2015…

… para o Mesa do Chef…

… foi o Quinoto do Mar!

 

Fotografia: Marta Felino

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Ovo do Ano: Como um Bacalhau à Brás

por Raul Lufinha, em 28.12.15

Como um Bacalhau à Brás... por João Rodrigues

'Como um Bacalhau à Brás' por João Rodrigues

Aparentemente é um prato de bacalhau.

Até se chama 'Como um Bacalhau à Brás'...

... sendo do género Do It Yourself – os vários elementos do tradicional Bacalhau à Brás chegam num único prato mas separados, tendo que ser depois o cliente a ligar vigorosamente os vários ingredientes.

Contudo, o segredo é...

... não começar logo a misturar tudo assim que o prato chega à mesa!

Porque, na verdade...

... João Rodrigues não está apenas a entreter-nos com um prato lúdico e divertido, que precisa da nossa intervenção para ser concluído.

Está também a deixar-nos provar separadamente cada um dos elementos que compõem este seu Bacalhau à Brás!

Como se nos convidasse a ir à cozinha provar um prato que ainda está a ser confecionado – só que a ação decorre na sala. 

E é nesse momento…

… ao saborearmos individualmente cada um dos ingredientes que depois farão pleno sentido quando estiverem todos misturados…

… que nos apercebemos de que o que mais brilha no prato, para além do inebriante e multifacetado bacalhau, é o ovo – um ovo fabuloso!

Claro que o bacalhau estava excelente – vinha confitado, havendo ainda um estufado de sames e uma saborosa emulsão igualmente de bacalhau.

Assim como estavam ótimas as batatas-palha, bem fritas e crocantes.

Mas era a gema de ovo líquida e crocante (!) – cozinhada a baixa temperatura, sendo depois panada com pó de azeitona verde – que era do outro mundo!

E depois de termos misturado tudo e começarmos a comer o Bacalhau à Brás…

… iniciado por João Rodrigues na cozinha do FEITORIA, no Altis Belém, e finalizado por nós à mesa…

… o que vem à memória é aquele sabor inicial do ovo…

... envolvente e interminável...

… que agora liga sedosamente todo o prato!

Descoberto num jantar que celebrava a duplicidade e os alter egos...

... e apresentado também por João Rodrigues no Congresso dos Cozinheiros...

... foi o Ovo do Ano de 2015…

… para o Mesa do Chef.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02

Sopa do Ano: Consommé de Ouriço-do-Mar

por Raul Lufinha, em 27.12.15

António Alexandre e o Consommé de Ouriço-do-Mar

Consommé de Ouriço-do-Mar

Consommé de Ouriço-do-Mar

Consommé de Ouriço-do-Mar

'Ravioli de Ouriço e Algas do Mar num Consommé' por António Alexandre

A sopa é uma grande instituição.

Embora muitas vezes comer fora de casa seja sinónimo de se prescindir da costumeira sopa.

Contudo, a culpa não é da sopa – não há pratos banais; há é formas banais de os fazer.

Pelo que uma grande sopa – muitas vezes, em menus de degustação – é sempre algo memorável.

E, para o Mesa do Chef, a mais marcante sopa deste ano foi um absolutamente brutal...

... consommé de ouriço-do-mar!

António Alexandre, o chef executivo do Lisbon Marriott Hotel, apresentou-o no restaurante SUL, no jantar de abertura do 1.º Festival Internacional do Ouriço-do-Mar, que decorreu em Abril, na Ericeira.

Tendo contado com a ajuda da equipa do chef anfitrião Paulo Rodrigues para servir, num prato de sopa, uns finos e delicados ravioli de ouriço-do-mar e algas…

… sobre os quais era depois servido à mesa um quente e intenso caldo de ouriço-do-mar!

Foi de tal forma intenso…

… que ainda hoje está presente o sabor puro e límpido do ouriço-do-mar do consommé de António Alexandre!

Sem dúvida, a Sopa do Ano de 2015…

... para o Mesa do Chef.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02

Entrada do Ano: Flores de Fava

por Raul Lufinha, em 26.12.15

Flores de Fava por Leonardo Pereira

'Flores de Fava' por Leonardo Pereira

Foi o restaurante mais radical do ano – tão radical, aliás, que Leonardo Pereira não chegou a completar um ano à frente do AREIAS DO SEIXO.

Basicamente, o que Leonardo Pereira fazia era aplicar aos produtos portugueses a linguagem e a estética do NOMA, onde esteve quase 5 anos (testemunhados aqui e aqui). Incluindo o frenesim inicial dos sucessivos snacks, todos eles muito marcantes.

Pelo que o primeiro momento de um jantar contado aqui foi absolutamente avassalador.

Com efeito, o que chega da cozinha é um pequeno prato (da ceramista Cátia Pessoa) que é colocado no centro da mesa – e que mais parece um arranjo de flores.

Mas depois vem a explicação…!

As flores, que estão cruas, são flores de fava…

… comestíveis!

E o prato está barrado com uma aparentemente impercetível pasta de miso!

Pelo que é necessário pegar à mão nas flores…

… e depois passá-las pela apurada pasta de miso que lhes intensifica o sabor!

Tendo como resultado a sensação de que estamos a comer…

… as nossas portuguesíssimas favinhas!

Foi a Entrada do Ano de 2015...

... para o Mesa do Chef.

 

Fotografia: Marta Felino

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:10


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Marta Felino

    Mais uma experiência espetacular e memorável no mu...

  • Marta Felino

    Que surpresa, Chef Miguel Paulino! Foi um grande m...

  • NINI

    Espectacular o " Famoso Leitão do Mugasa ( bairrad...

  • Susana Coelho

    Sem dúvida, que este Chef Leonel Pereira é único e...

  • Marta Felino

    Muitos, muitos, parabéns, Chef Leonel Pereira!Mais...

  • Duartecalf

    Obrigado pelo esclarecimento!

  • Raul Lufinha

    Cronologicamente, Duarte, é ao contrário – o Samue...

  • Duartecalf

    Olá Raul,Este restaurante não está/esteve ligado a...

  • Dacosta

    A DACOSTA - comércio e distribuição de bebidas (ww...

  • ana araujo

    Já provei alguns sabores e gostei muito. Recomendo



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D