Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Francisco Pavão… e a prova comentada dos azeites do Douro Superior

por Raul Lufinha, em 02.11.14

Francisco Pavão .JPG

Francisco Pavão

Ouvir Francisco Pavão falar apaixonadamente de azeite é um autêntico espectáculo – são só ‘frutados’ e ‘maduros’… ‘picantes’ e ‘amargos’… ‘nariz’ e ‘boca’… e também toda uma incrível panóplia de descritores… ‘maçã madura’, ‘folha de oliveira’, ‘casca de amêndoa’, ‘casca de banana’, ‘couve’, ‘tomateira’ (a rama do tomateiro), ‘erva cortada’, ‘relva’… Até parece que o azeite é mais complexo do que o vinho...!

Na memória ficou ainda o ensinamento de que, ao contrário do que muita gente pensa e também do que sucede com o vinho, o ser humano não é capaz de detectar a acidez do azeite – só laboratorialmente.

Bem como o conselho para que o azeite seja consumido o mais cedo possível – dois anos, no máximo.

Azeites .JPG

Os azeites virgem extra provados e comentados no Festival do Vinho do Douro Superior:

Casa Grande - Freixo de Numão, Biológico, D.O.P. Trás-os-Montes

Quinta do Vale Meão, Biológico, Douro

Chousas Nostras, Douro Superior

Mapa, Douro

Quinta do Couquinho Premium, D.O.P. Trás-os-Montes

Painova Premium, Douro

Quinta do Crasto Premium, Douro

CARM Praemium, D.O.P. Trás-os-Montes

 

Ver também:

Os copos de prova de azeite

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:51

Mapa: (III) A prova dos vinhos… e do azeite

por Raul Lufinha, em 21.09.14

Mapa… o vinho de Pedro Garcias

Depois da visita às vinhas do Mapa, no topo da aldeia de Muxagata e a 500 metros de altitude, em pleno Douro Superior, Cristina e Pedro Garcias apresentaram as últimas colheitas… do vinho e também do azeite.

… Mapa, vinho autêntico

E se há uma palavra que defina o vinho Mapa… é autenticidade!

Pedro Garcias faz tudo para que o seu vinho seja o mais representativo possível do local.

Há apenas um branco e um tinto por colheita.

Sendo usadas apenas castas portuguesas… e que sejam representativas do terroir: no branco, Rabigato – embora também haja Viosinho, Arinto, Gouveio, Síria, Códega do Larinho…; e no tinto Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinto Cão e Sousão.

E com o lote final dos brancos e dos tintos a ser sempre feito na vinha – e não na adega…!

… fermentando depois em conjunto todas as uvas das diferentes castas de cada um dos lotes!

Mapa branco 2013

Felizes os que encontram o Mapa...

Mapa Azeite Virgem Extra 2013

Mapa tinto 2012

... vinhos autênticos, com imensa frescura… e muito bons!

 

(fim)

Ver também:

Douro Superior, uma sub-região a afirmar a sua identidade

 

Mapa | Muxagata, Vila Nova de Foz Côa, Douro Superior, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:47

Mapa: (II) Safari pelas vinhas de montanha do Douro Superior

por Raul Lufinha, em 20.09.14

Pedro Garcias

Para a visita ao terroir dos vinhos Mapa, projecto familiar do jornalista do Público Pedro Garcias e da sua mulher Cristina…

… Pedro Garcias organizou um autêntico safari pelas suas vinhas de montanha no Douro Superior!

Tendo depois a visita terminado com uma prova dos vinhos e azeites Mapa.

 

(continua)

Ver também:

Douro Superior, uma sub-região a afirmar a sua identidade

 

Mapa | Muxagata, Vila Nova de Foz Côa, Douro Superior, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:11

Mapa: (I) Os vinhos e azeites de Cristina e Pedro Garcias

por Raul Lufinha, em 19.09.14

Cristina e Pedro Garcias

Em pleno Douro Superior, junto à Muxagata, nasce o vinho e o azeite Mapa…

… projecto pessoal do jornalista do Público Pedro Garcias e da sua mulher Cristina.

Vinho Mapa

(continua)

Ver também:

Douro Superior, uma sub-região a afirmar a sua identidade

 

Mapa | Muxagata, Vila Nova de Foz Côa, Douro Superior, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:45

Nuno Oliveira Garcia… numa viagem pelos brancos do Douro Superior

por Raul Lufinha, em 08.06.14

Nuno Oliveira Garcia

Na prova comentada dos brancos que decorreu no Festival do Vinho do Douro Superior de 2014, o blogger, jornalista e crítico da Revista de Vinhos Nuno Oliveira Garcia começou por apresentar as três principais razões que, no seu entendimento, justificam o facto de a sub-região do Douro Superior ser distinta do resto do resto da Região Demarcada do Douro.

Desde logo, a muito maior disparidade de temperaturas – que permite fazer vinhos mais vibrantes no Douro Superior.

Depois, a circunstância de as castas da região – por exemplo, Viosinho, Rabigato, Códega – adaptarem-se melhor às características do Douro Superior, permitindo, nomeadamente, um maior equilíbrio acidez/açúcar.

E finalmente o factor humano – a maior dificuldade em fazer vinho no Douro Superior obrigou a um maior aperfeiçoamento técnico… que depois acabou necessariamente por provocar um aumento da qualidade dos vinhos aqui produzidos.

… na prova comentada dos vinhos brancos do Douro Superior

Depois Nuno Oliveira Garcia propôs que a sua prova comentada dos brancos do Douro Superior fosse não apenas uma viagem por vários produtores… mas também por vários anos do mesmo produtor – para poder mostrar melhor as características da sub-região.

Tendo começado pelos brancos de 2011, 2012 e 2013 da Quinta da Sequeira – com muito encepamento de Malvasia Fina, que lhes confere um lado meloso e doce – para depois os comparar com os Rabigato 2011 e 2013 do mesmo produtor, já com maior frescura. Quinta da Sequeira aliás cujo Grande Reserva 2011 foi o melhor branco no 2º Concurso de Vinhos do Douro Superior, realizado em 2013… e cuja visita no ano passado está documentada aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

Da direita para a esquerda:

Quinta da Sequeira branco 2011

Quinta da Sequeira branco 2012

Quinta da Sequeira branco 2013

Quinta da Sequeira Rabigato branco 2011

Quinta da Sequeira Rabigato branco 2013

Já da Quinta da Terrincha foi provado apenas o gastronómico branco de 2013.

Tendo-se seguido uma comparação entre dois anos de Mapa – o elegante 2012 e o mais fresco 2013 – a qual contou com os comentários do produtor, porquanto Pedro Garcias também estava na sala a fazer a prova.

E depois dois vinhos Dona Berta produzidos por Hernâni Verdelho na Quinta do Carrenho a partir de Rabigato, uma casta clássica no Douro: o Reserva 2011 e o Garrafeira 2010.

Da direita para a esquerda:

Quinta da Terrincha branco 2013

Mapa branco 2012

Mapa branco 2013

Dona Berta Vinhas Velhas Rabigato Reserva branco 2011

Dona Berta Rabigato Garrafeira branco 2010

Finalmente, três anos de Conceito: o 2008, o quente 2009 e o novamente mais fresco 2010. Tendo aliás este último ano permitido à enóloga e produtora Rita Marques vencer, na categoria dos brancos, a 1ª edição do Concurso de Vinhos do Douro Superior, realizada em 2012.

Da direita para a esquerda:

Conceito branco 2008

Conceito branco 2009

Conceito branco 2010

Pelo que foram 13 os vinhos provados e comentados...

... para mostrar que o Douro Superior também é vinho branco!

Os 13 vinhos da prova comentada dos brancos do Douro Superior

 

Ver também:

Douro Superior, uma sub-região a afirmar a sua  identidade

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:31


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Marta Felino

    Mais uma experiência espetacular e memorável no mu...

  • Marta Felino

    Que surpresa, Chef Miguel Paulino! Foi um grande m...

  • NINI

    Espectacular o " Famoso Leitão do Mugasa ( bairrad...

  • Susana Coelho

    Sem dúvida, que este Chef Leonel Pereira é único e...

  • Marta Felino

    Muitos, muitos, parabéns, Chef Leonel Pereira!Mais...

  • Duartecalf

    Obrigado pelo esclarecimento!

  • Raul Lufinha

    Cronologicamente, Duarte, é ao contrário – o Samue...

  • Duartecalf

    Olá Raul,Este restaurante não está/esteve ligado a...

  • Dacosta

    A DACOSTA - comércio e distribuição de bebidas (ww...

  • ana araujo

    Já provei alguns sabores e gostei muito. Recomendo



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




subscrever feeds