Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A cozinha Libanesa de Joe Barza… no Conrad Algarve

por Raul Lufinha, em 04.11.16

Joe Barza

Joe Barza

Figura pública do mundo da cozinha e da televisão no Médio Oriente, Joe Barza é um celebrity chef libanês que se assume como embaixador da gastronomia e da cultura do seu país.

Dedicado à consultoria, é responsável pelo conceito de inúmeros restaurantes no mundo árabe. Incluindo o MARJAN, no Waldorf Astoria Ras al Khaimah, a uma hora de carro da cidade do Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. E também o OAK GRILL by Joe Barza do Conrad Cairo, no Egito, cuja assinatura é precisamente “modern lebanese cuisine”.

No Gourmet Culinary Extravaganza, do Conrad Algarve, para um almoço de churrasco no DADO Q, o BBQ do DADO, restaurante chefiado por Osvalde Silva e que fica no jardim, junto à segunda piscina do hotel, Joe Barza trouxe os sabores fortes da sua colorida cozinha libanesa, simultaneamente mediterrânica e árabe.

Destacando-se o atum, braseado e servido com especiarias shawarma, a trilogia de húmus e ainda o saboroso tabbouleh que Joe Barza segura na primeira fotografia deste post, um prato vegetariano com muitos legumes e ao qual o chef libanês acrescenta também a leveza da quinoa.

Nas sobremesas, a maior novidade eram umas bolachas tradicionais libanesas chamadas Maamoul, delicadas e saborosas, que se escondiam no fundo de um copo com gelado de baunilha, algodão doce e pistácio em pó.

Já a seleção vínica ficou por conta dos escanções António Lopes, Head Sommelier do Conrad Algarve, e Nuno Jorge, dos chocolates de vinho Cacao di Vine, que escolheram um espumante (Campolargo Bruto, feito na Bairrada com Bical, Arinto e Cerceal), três brancos (o Sauvignon Blanc Três Bagos 2015, num registo Novo Mundo, da Lavradores de Feitoria; o fresco Avesso 2013, da Covela; e o mineral e complexo Redoma Reserva 2015, da Niepoort), três tintos do Douro (o Quinta da Costa das Aguaneiras 2013, da Lavradores de Feitoria, cheio de fruta vermelha; o jovem e elegante Redoma 2014, da Niepoort; e o poderoso Quinta dos Murças Reserva 2010, do Esporão) e ainda dois licorosos, um Porto (o versátil Tawny Reserve da Quinta das Tecedeiras) e um Madeira (o Barbeito Boal Reserva Velha 10 anos, meio-doce mas com excelente acidez).

Joe Barza, Joachim Hartl (General Manager do Conrad Algarve), Osvalde Silva (chef do DADO)

Joe Barza, Joachim Hartl (General Manager do Conrad Algarve), Osvalde Silva (chef do DADO)

BBQ no DADO Q

BBQ no DADO Q

Sobremesas

Pudim de laranja, com a imagem de marca de Joe Barza / Maamoul

António Lopes e Nuno Jorge

António Lopes e Nuno Jorge

Os vinhos do almoço

Os vinhos do almoço

Nos jardins do Conrad, António Lopes e o Barbeito Boal Reserva Velha10 Anos

Nos jardins do Conrad, António Lopes e o Barbeito Boal Reserva Velha 10 Anos

 

Ver também:

Heinz Beck extravagante no Conrad Algarve

 

Joe Barza Culinary Consultancy

 

DADO

Hotel Conrad Algarve, Estrada da Quinta do Lago, Portugal

Chef Osvalde Silva

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:44

Tubos… de vinho

por Raul Lufinha, em 17.09.14

Tubos de 100 ml

No vinho, a diferenciação também se faz pela embalagem.

O Três Bagos Sauvignon Blanc da colheita de 2013 da Lavradores de Feitoria está disponível nas habituais garrafas de 750 ml…

... e em tubos de 100 ml!

Três Bagos Sauvignon Blanc branco 2013 

Fotografias: Marta Felino

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:43

Lavradores de Feitoria faz Riesling no Douro… para o chef Rui Paula

por Raul Lufinha, em 06.07.14

Olga Martins, CEO da Lavradores de Feitoria

É um projecto experimental.

E uma boa nova para Rui Paula, prestes a abrir o seu novo restaurante na Casa de Chá desenhada pelo então jovem arquitecto Siza Vieira em Leça da Palmeira.

Produzido no Douro a partir de vinhas da Casa de Mateus, são apenas 1300 garrafas de um monocasta de Riesling da colheita de 2012…

… que a Lavradores de Feitoria fez em exclusivo para o chef – não vai estar à venda senão no DOC, DOP e BOA NOVA!

Um vinho gastronómico, que pede comida!

Rui Paula Riesling branco 2012

 

Fotografias: Marta Felino 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:35

Live cooking de mexilhões & Lavradores de Feitoria, no BEBEL BISTRO: (VII) Nova sessão, 19 de Setembro

por Raul Lufinha, em 15.09.13

Esta sessão de live cooking de mexilhões e harmonização com os vinhos da Lavradores de Feitoria irá realizar-se novamente no dia 19 de Setembro, às 18h30, para os clientes do restaurante – a belga Nele Duportail, proprietária e cozinheira do BEBEL BISTRO, confeccionará ao vivo os molhos dos mexilhões e Tatyana Comper, enóloga do produtor duriense, conduzirá a harmonização vínica.

 

Live cooking de mexilhões & Vinhos Lavradores de Feitoria, Setembro 2013:

  1. Aperitivos e apresentações
  2. “Moules Marinière”
  3. “Moules et Frites à Nele Duportail”
  4. “Moules a la Provençale”
  5. Batatas fritas & Maionese
  6. Nele Duportail
  7. Nova sessão, 19 de Setembro

(fim)

BEBEL BISTRO | Rua de São Bento, 107, Lisboa, Portugal | Chef Nele Duportail

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:23

Live cooking de mexilhões & Lavradores de Feitoria, no BEBEL BISTRO: (VI) Nele Duportail

por Raul Lufinha, em 15.09.13

Nele Duportail

Belga flamenga, Nele Duportail está em Portugal desde os 14 anos, sendo a proprietária e cozinheira do BEBEL BISTRO – “bistro” escrito assim mesmo, “à belga” – um café-restaurante de inspiração belga, com esplanada virada para a Assembleia da República e decoração vintage, feita a partir de peças da casa da proprietária ou compradas nos antiquários ali da zona de São Bento.

(continua)

BEBEL BISTRO | Rua de São Bento, 107, Lisboa, Portugal | Chef Nele Duportail

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Live cooking de mexilhões & Lavradores de Feitoria, no BEBEL BISTRO: (V) Batatas fritas & Maionese

por Raul Lufinha, em 14.09.13

Batatas fritas

Os mexilhões são o prato nacional da Bélgica.

E, qualquer que seja a receita, são sempre servidos com batatas fritas e maionese – tal como sucede no BEBEL BISTRO.

Maionese

(continua)

BEBEL BISTRO | Rua de São Bento, 107, Lisboa, Portugal | Chef Nele Duportail

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02

Live cooking de mexilhões & Lavradores de Feitoria, no BEBEL BISTRO: (IV) “Moules a la Provençale”

por Raul Lufinha, em 13.09.13

Nele Duportail

Para o fim, ficou o prato de sabores mais intensos e complexos – e curiosamente aquele em que foi utilizado o maior número de ingredientes.

Com efeito, a última receita de mexilhões apresentada ao vivo no BEBEL BISTRO foram os tradicionais “Moules a la Provençale”, embora numa versão revista pela belga Nele Duportail.

Assim, sobre uma base de azeite, a proprietário e cozinheira do BEBEL BISTRO utilizou bacon (que não consta da receita original), cebola, alho, louro, tomilho, pimento vermelho, malaguetas verdes (que tornam o prato picante!), curgete, ervas de Provence, vinho branco (neste caso, o Três Bagos 2011, da Lavradores de Feitoria), tomate (seco e em molho), açúcar (pouco, só para cortar a acidez do tomate), pimenta preta e pistou caseiro (emulsão de manjericão com azeite, típica da Provence, e que é uma espécie de “pesto sem pinhões”, sendo o pistou servido igualmente numa tosta).

Sabores quentes e fortes, em que prevalecia o picante da malagueta.

"Moules a la Provençale"

Para acompanhar os últimos mexilhões, foi escolhido o Três Bagos Sauvignon Blanc 2012, um branco intenso e de final persistente que conjuga a frescura e acidez das vinhas de altitude do Douro com as nuances tropicais características do Sauvignon.

Três Bagos Sauvignon Blanc branco 2012

Depois de provado e saboreado o branco, Olga Martins, a CEO da Lavradores de Feitoria, tinha preparada uma surpresa: testar os Mexilhões à Provençal... também com um tinto, só para ver como funcionaria!

E apresentou o Três Bagos 2010, um blend de Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz com os aromas e sabores do Douro.

O qual – sem dúvida e para surpresa de parte da sala – funcionou ainda melhor do que o Sauvignon Blanc, com os taninos a darem luta ao picante e ao bacon.

Quem disse que marisco é (sempre) com vinho branco?

Três Bagos tinto 2010

(continua)

BEBEL BISTRO | Rua de São Bento, 107, Lisboa, Portugal | Chef Nele Duportail

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Live cooking de mexilhões & Lavradores de Feitoria, no BEBEL BISTRO: (III) “Moules et Frites à Nele Duportail”

por Raul Lufinha, em 12.09.13

Nele Duportail

A segunda receita de mexilhões é uma criação da própria Nele Duportail, que se transformou na maior especialidade do BEBEL BISTRO.

Inclui manteiga, cebola, louro, alho (com casca!) e orégãos.

Mas o que merece especial destaque nesta receita única é o tomate (essencial para dar cor ao caldo), bem como o leve sabor a anis (obtido directamente da erva-doce ou então, como foi o caso, do Ricard) e o toque ligeiramente aveludado que as natas conferem ao saboroso caldo.

Ingredientes

Tomate, Ricard e Natas

A base do caldo

"Moules et Frites à Nele Duportail"

Tendo sido harmonizados com o novo rosé da Lavradores de Feitoria – 100% Touriga Nacional e com uma edição limitada a 7000 garrafas, foi a novidade deste Verão do produtor duriense.

Lavradores de Feitoria rosé 2012

(continua)

BEBEL BISTRO | Rua de São Bento, 107, Lisboa, Portugal | Chef Nele Duportail

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Live cooking de mexilhões & Lavradores de Feitoria, no BEBEL BISTRO: (II) “Moules Marinière”

por Raul Lufinha, em 11.09.13

Nele Duportail preparando os "Mexilhões à Marinheiro"

A primeira receita apresentada por Nele Duportail foram os tradicionais “Moules Marinière”.

Mexilhões à marinheiro, são preparados com manteiga, cebola, louro, aipo, tomilho, pimenta preta e vinho branco.

"Moules Marinière"

Tendo sido harmonizados com o Três Bagos branco 2011, vinho aliás que a chef do BEBEL BISTRO utilizou nos três pratos de mexilhões apresentados – muito bom para acompanhar (e confeccionar!) marisco, é um branco com madeira que já ganhou complexidade e em que se sente a evolução em garrafa.

Três Bagos branco 2011

(continua)

BEBEL BISTRO | Rua de São Bento, 107, Lisboa, Portugal | Chef Nele Duportail

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Live cooking de mexilhões & Lavradores de Feitoria, no BEBEL BISTRO: (I) Aperitivos e apresentações

por Raul Lufinha, em 10.09.13

A duriense Lavradores de Feitoria veio a Lisboa apresentar os seus vinhos mais frescos numa sessão de live cooking de mexilhões no BEBEL BISTRO, em frente às escadarias da Assembleia da República.

Como aperitivo, foi servido primeiro o Lavradores de Feitoria branco 2012, muito fresco e frutado.

E depois o Três Bagos branco 2012, já com madeira e potencial de evolução em garrafa.

Os vinhos foram apresentados por Olga Martins, administradora-delegada da Lavradores de Feitoria.

Olga Martins, CEO da Lavradores de Feitoria

E a cozinhar esteve a belga Nele Duportail, proprietária do BEBEL BISTRO...

Nele Duportail, chef do BEBEL BISTRO

... que confeccionou ao vivo três receitas diferentes de mexilhões.

(continua)

BEBEL BISTRO | Rua de São Bento, 107, Lisboa, Portugal | Chef Nele Duportail

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Raul Lufinha

    Não, acabou de me ser confirmado que efetivamente ...

  • Carlos Alexandre

    Este menu só está disponível na Peixaria da esquin...

  • Tiago Marques

    Parece muito delicioso! Gostava de experimentar......

  • Marta Felino

    Mais uma experiência espetacular e memorável no mu...

  • Marta Felino

    Que surpresa, Chef Miguel Paulino! Foi um grande m...

  • NINI

    Espectacular o " Famoso Leitão do Mugasa ( bairrad...

  • Susana Coelho

    Sem dúvida, que este Chef Leonel Pereira é único e...

  • Marta Felino

    Muitos, muitos, parabéns, Chef Leonel Pereira!Mais...

  • Duartecalf

    Obrigado pelo esclarecimento!

  • Raul Lufinha

    Cronologicamente, Duarte, é ao contrário – o Samue...


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D