Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Começar o ano com George Mendes… no LUPULO

por Raul Lufinha, em 04.01.16

George Mendes

George Mendes

A fascinante cozinha de George Mendes é marcada por três elementos que, conjugados na mesma pessoa, lhe dão uma forte personalidade e a tornam única:

1) Cultura americana – Nascido e criado nos Estados Unidos, em Danbury, no Connecticut, Georges Mendes tem a vivência e os valores da sociedade norte-americana;

2) Portugalidade – Lusodescendente, filho de pais portugueses, desde criança que em casa do jovem George se apreciavam os produtos oriundos de Portugal e as receitas tradicionais portuguesas; e

3) Sólida formação clássica – Não apenas teórica, mas também prática, tendo trabalhado e aprendido com nomes como David Bouley (BOULEY), Alain Passard (ARPEGE), Sandro Gamba (LESPINASSE), Roger Vergé (LE MOULIN DE MOUGINS), Alain Ducasse (LA BASTIDE DE MOUSTIERS) e Martín Berasategui (no seu restaurante homónimo), o que depois lhe permitiu abrir o seu próprio espaço de fine dining em Manhattan, o ALDEA, que desde 2012 tem uma estrela Michelin.

Símbolos da Portugalidade: Nossa Senhora de Fátima, Galo de Barcelos, Azulejos

Símbolos da Portugalidade: Nossa Senhora de Fátima, Galo de Barcelos, Azulejos

Tendo George Mendes aberto em 2015 o seu segundo restaurante na cidade de Nova Iorque, o LUPULO.

Inspirado nas cervejarias portuguesas – e também nas tabernas – é um projeto mais informal, em que George Mendes prescinde da vertente da alta cozinha trabalhada no ALDEA e, sempre sob os seus olhos americanos, reforça a componente portuguesa do menu…

... e também da decoração!

Menu de Fim de Ano no LUPULO

Menu de Fim de Ano: 3 pratos

De tal forma que…

… numa mesa cujo tampo está forrado de azulejos portugueses…

… o que começa por chegar é pão e azeite!

Pão & Azeite

Pão & Azeite

Depois, o primeiro prato é paradigmático da cozinha de George Mendes.

São Pastéis de Bacalhau…

… mas recriados pelo chef do LUPULO.

Que desde logo lhes dá o nome de ‘Bolinhos de Bacalhau’, como no norte de Portugal (conforme refere a Isabel na caixa de comentários) e também no Brasil…

… explicando depois na carta que são ‘salt cod croquettes’.

Sabem imenso a bacalhau e vêm sequinhos, fritos na perfeição.

Contudo, George Mendes acrescenta-lhes ainda mais dois elementos:

i) Limão – os pastéis têm subtis notas cítricas, sendo depois possível à mesa espremer a gosto um pouco mais de limão; e

ii) Maionese com piripíri – ou, como vem na carta, ‘piri piri mayo’ – que lhes dá cremosidade e também um ligeiro picante.

Muito bons…

… não são os Pastéis de Bacalhau tradicionais!

São Pastéis de Bacalhau…

… vistos pelos olhos de George Mendes!

Bolinhos de Bacalhau

'Bolinhos de Bacalhau'

A seguir…

… umas apimentadas couves-de-Bruxelas al dente.

Com puré de maçã assada, agridoce…

… e ainda o salgado do presunto!

Brussels Sprouts

'Brussels Sprouts'

Depois…

… um delicioso prato que na carta em língua inglesa tinha o portuguesíssimo nome de…

… ‘Polvo Assado com Grãos’!

Para além do polvo assado, tenríssimo…

… grão-de-bico e feijão-frade, juntos!

Bem como salsa…

… e um avinagrado creme de cenoura, simultaneamente doce e ácido.

Sendo tudo regado…

… com bastante azeite!

Muito bom!

Polvo Assado com Grãos

'Polvo Assado com Grãos'

A acompanhar o jantar...

… um tinto português, claro!

O atraente Esporão Reserva de 2012, produzido no Alentejo a partir de uvas da Herdade do Esporão das variedades Aragonês (40%), Alicante Bouschet (30%), Trincadeira (20%) e Cabernet Sauvignon (10%), com um estágio de 12 meses em barricas de carvalho americano (70%) e francês (30%), tendo sido engarrafado em Março de 2014.

Curiosamente, a ligação entre George Mendes e o Esporão não é de agora.

Já no fim de ano de 2012 tínhamos bebido no ALDEA o Esporão Reserva tinto

… mas de 2009!

Esporão Reserva tinto 2012

Esporão Reserva tinto 2012

Em Nova Iorque, não é só Dominique Ansel que faz híbridos!

Sob o nome de ‘Filhoses’...

... George Mendes tem na carta de sobremesas do LUPULO…

… uns gulosos ‘portuguese doughnuts’!

Com o toque americano de os podermos passar…

… por dois cremes – um, mais ácido, de maracujá; e outro, muito bom, de caramelo salgado!

Filhoses

'Filhoses'

Por fim, o jantar termina com um excelente…

… salame de chocolate!

Recheado de ‘portuguese butter cookies’…

… distinguia-se pela elegância da sua textura, extremamente cremosa e aveludada!

Tendo sido acompanhado por lemon curd...

... por um crumble, doce e salgado...

... e ainda por um magnífico gelado de banana, não apenas doce mas também pleno de acidez!

Salame de Chocolate

'Salame de Chocolate'

Para brindar ao Ano Novo…

… espumante da Bairrada!

O frutado Sidónio de Sousa…

... Branco Brut Nature.

Espumante Sidónio de Sousa Branco Brut Nature

Espumante Sidónio de Sousa Branco Brut Nature

Inaugurado em 2015…

… o exótico LUPULO foi, com toda a justiça, considerado pela crítica norte-americana…

… um dos restaurantes do ano em Nova Iorque!

Happy New Year

Feliz Ano Novo!

Sendo George Mendes visto nos Estados Unidos como um embaixador de Portugal…

… e dos produtos portugueses!

LUPULO

A porta do LUPULO

Esperemos então que George Mendes concretize em 2016…

… os planos que tem para regressar ao nosso país!

E que este ano venha...

... cozinhar a Portugal!

 

Fotografias: Raul Lufinha / Marta Felino

LUPULO | 835 6th Avenue, Nova Iorque, EUA | Chef George Mendes

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:36

Fim de ano no ALDEA: (XIII) George Mendes em crescendo

por Raul Lufinha, em 15.01.13

George Mendes, norte-americano filho de Pais portugueses 

 

E pronto, foi o fim do menu de degustação preparado pelo chef George Mendes para a última noite do ano, que consistiu numa viagem pela carta do ALDEA – todos os pratos servidos na versão de degustação também podem ser escolhidos à carta.

 

Para além do elevado nível das escolhas feitas por George Mendes, merece ainda destaque o facto de ter utilizado ingredientes nobres, como a ostra, o foie gras ou a trufa.

 

E bem assim a circunstância de ter apresentado clássicos seus (como o “Shrimp Alhinho”) e também pratos novos, com influências que vão para além da matriz portuguesa e ibérica do restaurante (por exemplo, o salmão, pleno de referências da cozinha asiática).

 

Uma nota ainda para o serviço, sempre delicado, atencioso e conhecedor.

 

Dá pois gosto sentir que o ALDEA de George Mendes é um restaurante em crescendo, cada vez mais consolidado.

 

E no qual existe a possibilidade adicional de se assistir ao autêntico espectáculo que é ver uma cozinha em acção – num dos seis lugares do Balcão do Chef ("Chef's Counter"), os mais procurados do ALDEA.

 

 

Em breve a parede da cozinha do ALDEA irá receber a estrela de 2013

 

Daí que não seja surpresa a renovação da estrela Michelin para 2013 – é o terceiro ano consecutivo que o ALDEA a recebe.

 

Na verdade, conforme refere o Guia Michelin da cidade de Nova York para 2013:

"The kitchen's talent in presenting refined cooking with local, seasonal, and Mediterranean sensibilities is great; its ability to highlight single ingredients with complex flavors that never overpower is extraordinary."

 

George Mendes está a preparar a edição do seu primeiro livro

 

Fiquemos então a aguardar mais novidades de George Mendes. Incluindo sobre o livro que o chef está a preparar!

 

Já se sabe que terá muitas fotografias. E que Georges Mendes pretende abordar as suas origens culinárias e as influências que recebeu da cozinha portuguesa.

 

Estando prevista para os próximos meses uma visita de trabalho a Portugal…

 

(fim)

 

Fim de ano 2012 no ALDEA:

  1. A cozinha vista do balcão
  2. Amuse-Bouche: “Mojito Macaron”
  3. Amuse-Bouche: “Beet pickled egg”
  4. Amuse-Bouche: Ostra, “croqueta” de bacalhau e sopa de mexilhão
  5. “Foie Gras”
  6. “Shrimp Alhinho”
  7. “Pacific Steelhead Salmon”
  8. “Venison Loin”
  9. “Gallego Cheese”
  10. Pré-sobremesa
  11. “Pear Shortcake”
  12. Mignardises
  13. George Mendes em crescendo 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

 

ALDEA | 31 West 17th Street, Nova York, EUA | Chef George Mendes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:05

Fim de ano no ALDEA: (XII) Mignardises

por Raul Lufinha, em 14.01.13

Mignardises 

 

Para as mignardises, chocolate – um financier de chocolate com flor de sal.

 

E ainda um “spicy ginger crisp”.

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

 

(continua)

 

ALDEA | 31 West 17th Street, Nova York, EUA | Chef George Mendes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02

Fim de ano no ALDEA: (XI) “Pear Shortcake”

por Raul Lufinha, em 13.01.13

"Pear Shortcake"

 

A sobremesa era uma composição à base de pêra.

 

Com efeito, a fruta estava presente no bolo, no delicado gelado de pêra com pimenta rosa e ainda em três fatias de pickle de pêra adocicado com mel, o que lhe dava um sabor simultaneamente ácido e doce.

 

Fazia ainda parte da sobremesa um chantilly preparado com leite condensado, um óptimo requeijão de cabra e duas nozes inteiras trabalhadas com açúcar.

 

 

Para acompanhar este momento e encerrar a refeição, uma nova sugestão portuguesa de grande qualidade, o Charleston Sercial – que, precisamente por ser feito a partir da casta Sercial, é o mais seco da aclamada série especial de vinhos da Madeira denominada “Historic Series Madeira”, produzida pelos Vinhos Barbeito para a The Rare Wine Company.

 

Charleston Sercial 

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

 

(continua)

 

ALDEA | 31 West 17th Street, Nova York, EUA | Chef George Mendes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:08

Fim de ano no ALDEA: (X) Pré-sobremesa

por Raul Lufinha, em 12.01.13

Pré-sobremesa

 

Foi apresentada como sendo uma pré-sobremesa mas era tão refrescante que cumpriu também a função de um limpa-palato.

 

Consistiu num copo com baunilha (na base), gelado de manga, sorvete de hortelã e quatro mini-merengues de baunilha.

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

 

(continua)

 

ALDEA | 31 West 17th Street, Nova York, EUA | Chef George Mendes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:36

Fim de ano no ALDEA: (IX) “Gallego Cheese”

por Raul Lufinha, em 11.01.13

"Gallego Cheese"

 

George Mendes faz questão de ter queijo no menu de degustação.

 

Contudo – conforme explicou num português perfeito, com sotaque americano – devido a uma dificuldade no fornecimento não conseguiu apresentar o habitual queijo da Serra da Estrela com sabor a zimbro de que tanto gosta.

 

Pelo que, desta vez, recorreu a um queijo de vaca da Galiza, servido com uma cracker de trigo e compota de figo.

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

 

Para harmonizar, o escolhido foi um vinho de aperitivo italiano da região de Asti chamado Cocchi Americano, que tem um sabor herbal e está na moda nos EUA.

 

(continua)

 

ALDEA | 31 West 17th Street, Nova York, EUA | Chef George Mendes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:18

Fim de ano no ALDEA: (VIII) “Venison Loin”

por Raul Lufinha, em 09.01.13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

George Mendes a empratar o lombo de veado

 

Num menu só com pontos altos, o prato de carne também brilhou.

 

Era uma fatia tenríssima de lombo de veado ainda em sangue, com um apurado jus que, contou George Mendes, incluía pimenta preta, vinho tinto e cognac.

 

Acompanhado de couve roxa, castanhas, cogumelos maitake e trufa negra.

 

E ainda com um finíssimo “papel de castanha” que, de facto, tinha um intenso sabor a castanha.

 

Uma grande criação, com os seus sabores a terra, quentes e envolventes, a reconfortarem o corpo e a alma antes do regresso ao invernoso frio da noite.

 

 

 

 

"Venison Loin" 

 

O wine pairing foi novamente com vinho português, desta vez o alentejano Esporão Reserva 2009 tinto, feito a partir das castas Aragonês, Trincadeira, Cabernet Sauvignon e Alicante Bouschet. Que serviu igualmente para brindar ao novo ano – o matching era tão bom que a cava oferecida à meia-noite na sala e na cozinha para assinalar a chegada de 2013 ficou em repouso até ao fim do prato…

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

 

(continua)

 

ALDEA | 31 West 17th Street, Nova York, EUA | Chef George Mendes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:19

Fim de ano no ALDEA: (VII) “Pacific Steelhead Salmon”

por Raul Lufinha, em 07.01.13

 

 

"Pacific Steelhead Salmon" 

 

Para prato de peixe, George Mendes escolheu uma nova criação, resultante da viagem de três semanas que fez ao Japão no final de 2012.

 

Salmão das águas salgadas do Oceano Pacífico (Pacific Steelhead Salmon), preparado com vidrado de lima, cogumelos, tomate com basílico, batatas e mini couve chinesa (baby bok choy).

 

E com um saboroso caldo de kombu servido à parte, o qual, para além da alga kombu, tinha dashi e ainda óleo de bonito – um peixe – que lhe dava um intenso sabor a fumado.

 

O qual foi harmonizado com um branco do Dão, o Munda 2006, da casta Encruzado.

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

 

(continua)

 

ALDEA | 31 West 17th Street, Nova York, EUA | Chef George Mendes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55

Fim de ano no ALDEA: (VI) “Shrimp Alhinho”

por Raul Lufinha, em 07.01.13

 

Chef George Mendes finalizando o prato 

 

O prato seguinte é um clássico de George Mendes: “Shrimp Alhinho”. Assim mesmo, com o nome – metade em inglês, metade em português – a deixar antever as origens do prato... e do chef.

 

São camarões levemente fritos, tendo um molho muito apurado, intenso e complexo, preparado com as próprias cabeças dos camarões, tostadas e integralmente prensadas, bem como com bastante alho, coentros, colorau (também conhecido por paprika ou, em Espanha, por pimentón, sendo este último o nome escolhido para designar o ingrediente no menu) e açafrão.

 

 

 

"Shrimp Alhinho" 

 

A sugestão do vinho recaiu num branco francês da casta Gewurztraminer, o Domaine Joseph Cattin 2010, da Alsácia.

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

 

(continua)

 

ALDEA | 31 West 17th Street, Nova York, EUA | Chef George Mendes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:22

Fim de ano no ALDEA: (V) “Foie Gras”

por Raul Lufinha, em 06.01.13

 

 

 

 

 

O primeiro prato propriamente dito foi foie gras, acompanhado de compota de cranberry (oxicoco ou mirtilo vermelho, em português) e baunilha – em que sobressaía o sabor forte da canela –, de marmelo braseado e de uma fatia de brioche caseiro.

 

Tendo sido empratado na bancada da cozinha virada para o balcão, permitindo que se fosse assistindo aos sucessivos passos até à sua finalização.

 

E harmonizado com espumante português, o Quinta da Murta, Super Reserva Bruto, 100% Arinto, de Bucelas.

 

Foie gras, compota de cranberry-baunilha e marmelo braseado...

 

... com brioche caseiro

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

 

(continua)

 

ALDEA | 31 West 17th Street, Nova York, EUA | Chef George Mendes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:23


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Marta Felino

    Mais uma experiência espetacular e memorável no mu...

  • Marta Felino

    Que surpresa, Chef Miguel Paulino! Foi um grande m...

  • NINI

    Espectacular o " Famoso Leitão do Mugasa ( bairrad...

  • Susana Coelho

    Sem dúvida, que este Chef Leonel Pereira é único e...

  • Marta Felino

    Muitos, muitos, parabéns, Chef Leonel Pereira!Mais...

  • Duartecalf

    Obrigado pelo esclarecimento!

  • Raul Lufinha

    Cronologicamente, Duarte, é ao contrário – o Samue...

  • Duartecalf

    Olá Raul,Este restaurante não está/esteve ligado a...

  • Dacosta

    A DACOSTA - comércio e distribuição de bebidas (ww...

  • ana araujo

    Já provei alguns sabores e gostei muito. Recomendo



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D