Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Continuam as filas para o Cronut

por Raul Lufinha, em 08.01.18

Um tabuleiro de Cronuts e a fila já dentro da loja

Um tabuleiro de Cronuts e a fila já dentro da loja

À porta da DOMINIQUE ANSEL BAKERY, no Soho, em Nova Iorque, continua a loucura diária pelo Cronut, o híbrido de Croissant e Doughnut, que também faz lembrar Bolas de Berlim e Farturas, criado em 2013 pelo antigo chef pasteleiro do FAUCHON e, depois, do DANIEL de Daniel Boulud, que agora na última edição dos prémios dos World’s 50 Best Restaurants foi eleito The World’s Best Pastry Chef de 2017.

Cronuts finalizados ao vivo

Cronuts finalizados ao vivo

Em dezembro, o sabor do Cronut da loja de Manhattan era Eggnog Caramel – “Cronut filled with Eggnog Ganache, Gooey Caramel and finished with Nutmeg Sugar outside”.

Cronut

Cronut

Cronut

O Cronut continua na moda, todos os meses um novo sabor

Um Cronut maravilhoso, a fazer lembrar as gemadas da infância – porém, enquanto Dominique Ansel utilizou rum, o meu Pai fazia-as com Vinho do Porto...!

Já este mês, o sabor é de Pera e Camomila – “Ripe Pear Jam and Chamomile Ganache, with Lemon Zest Sugar in the outside”.

Entretanto, para além do Cronut, regressar à bakery do chef francês é sempre também uma excelente oportunidade para provar outras especialidades de Dominique Ansel.

Desta vez, foi um delicioso Cannelé de Bordeaux: “Crunchy Caramelized Shell, Soft Flan-Like Center with Hints of Vanilla and Rum”!

Cannelé de Bordeaux

Cannelé de Bordeaux

Cannelé de Bordeaux

Cannelé de Bordeaux

 

Fotografias: Raul Lufinha e Marta Felino

 

Ver também:

 

DOMINIQUE ANSEL BAKERY

189 Spring Street (between Sullivan and Thompson), Nova Iorque, EUA

Chef Dominique Ansel

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:16

Livros #30: O primeiro livro de Dominique Ansel… já tem capa

por Raul Lufinha, em 19.04.14

“Dominique Ansel: The Secret Recipes” é o primeiro livro de cozinha do chef pasteleiro criador do Cronut.

Vai ser lançado em Outubro de 2014, já tem site… e já tem capa!

 

Ver também:

A loucura da fila para o Cronut

Dominique Ansel e o Cronut

O Magic Soufflé… de Dominique Ansel 

 

DOMINIQUE ANSEL BAKERY | 189 Spring Street, SoHo, Nova York, EUA | Chef Dominique Ansel

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:37

O Magic Soufflé… de Dominique Ansel

por Raul Lufinha, em 06.03.14

Depois de lançar a loucura do Cronut em Maio de 2013, Dominque Ansel estreou em Setembro uma nova criação: The Magic Soufflé.

Que na verdade são dois bolos num bolo:

… escondido no interior, um soufflé de chocolate extremamente leve, com uma textura ligeiramente húmida e esponjosa, que foi inicialmente trabalhado no sifão e a seguir levado ao forno apenas alguns minutos…

… sendo depois retirado, envolvido num brioche de flor de laranjeira com um toque de Grand Marnier e levado novamente a cozer.

Ou seja, a clássica e infalível ligação do chocolate com a laranja.

Sugerindo Dominique Ansel que o Magic Soufflé seja aberto ao meio, não com talheres mas à mão…

… e seja comido de imediato, ainda quente e sem ser reaquecido ou refrigerado, de modo a que o chocolate conserve a sua textura derretida e não se transforme num normal bolo de chocolate.

Chef Dominique Ansel

 

Ver também:

A loucura da fila para o Cronut

Dominique Ansel e o Cronut

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

 

DOMINIQUE ANSEL BAKERY | 189 Spring Street, SoHo, Nova York, EUA | Chef Dominique Ansel

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:16

A febre dos híbridos

por Raul Lufinha, em 11.01.14

"Crumbnuts", uma imitação do "Cronuts"

Como dizia Coco Chanel, “Imitation is the highest form of flattery”.

Ora, a maior prova do sucesso de Dominique Ansel está no facto de, imediatamente após ter criado o seu bolo meio-croissant, meio-doughnut em Maio de 2013, terem começado a surgir inúmeras imitações… instalando-se a febre dos híbridos.

Quem levou mais longe a tentativa de apanhar a onda de popularidade do “Cronut” foi a cadeia americana CRUMBS, especializada em cupcakes, que lançou com grande alarido a sua própria versão de bolo croissant/doughnut, ao qual deu o nome de… “Crumbnuts”...!

Existindo 4 qualidades diferentes, consoante o recheio: apple pie, bavarian cream, powdered sugar e canela.

Realmente, provar as imitações só reforça a genialidade de Dominique Ansel. Este bolo nada tem que ver com o original. Não é um doughnut e não chega a ser um croissant, não sendo definitivamente um “Cronut”.

É o problema dos híbridos. Ou são mesmo muito bons – como o “Cronut” – ou então o mais provável é ficarem a meio caminho, não sendo nem uma coisa, nem outra…

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

Ver também:

A loucura da fila para o Cronut

Dominique Ansel e o Cronut

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:08

Dominique Ansel e o Cronut

por Raul Lufinha, em 06.01.14

Chef Dominique Ansel

Nos Estados Unidos, o fenómeno gastronómico do ano foi… um bolo!

A caixa dos Cronuts

Tendo sido criado pelo chef pasteleiro francês Dominique Ansel, que, depois de 7 anos no parisiense FAUCHON e mais 6 em Nova York no DANIEL acompanhando a subida do seu conterrâneo Daniel Boulud ao olimpo da restauração mundial, abriu em 2011 a sua própria Bakery, no SoHo.

Dois Cronuts...

Chama-se Cronut e é um híbrido delicioso, meio-croissant, meio-doughnut, que também faz lembrar um pouco as nossas farturas, uma vez que é frito e envolvido em açúcar.

Sendo feito a partir de uma receita original de Dominique Ansel que demora três dias a ser concluída.

 

... com sabor a “Valrhona Chocolate Champagne”

Por mês, há apenas um sabor – em Dezembro era “Valrhona Chocolate Champagne”; para quem lá for em Janeiro será “Peanut Butter Rum Caramel”…

A loja abre às 8 em ponto e todos os dias Dominique Ansel – que tem fama de se levantar às 4 da manhã – faz 300 a 400 Cronuts, que esgotam em 3 horas.

Desde o lançamento do Cronut, a 10 de Maio de 2013, que as filas à porta da Bakery têm sido uma loucura de gente. E continuam em 2014…

 

Ver também:

A loucura da fila para o Cronut

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

DOMINIQUE ANSEL BAKERY | 189 Spring Street, SoHo, Nova York, EUA | Chef Dominique Ansel

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:31

A loucura da fila para o Cronut

por Raul Lufinha, em 05.01.14

Desde Maio que todos os dias é assim.

Ao final da madrugada começa a formar-se uma fila interminável de gente…

… à porta da Bakery do chef pasteleiro Dominique Ansel, no SoHo, em Nova York...

... dando a volta ao quarteirão.

Diariamente centenas de pessoas ao calor, à chuva, à neve ou ao frio…

… em busca dos 300 a 400 Cronuts que o chef francês faz por dia.

Esperando em média quase três horas de pé por um bolo meio-croissant, meio-doughnut.

A fila é tão grande que de tempos a tempos os funcionários da padaria têm que vir à rua re-ordenar as pessoas e fazer um ponto da situação do tempo de espera previsto.

E por vezes também as pasteleiras vêm ao exterior da loja... para oferecer, às pessoas em fila, bolos acabados de sair do forno!

Neste dia, eram umas magníficas mini madalenas com sabor a limão, que pareciam iguaizinhas às que Dominique Ansel fazia no DANIEL e chegavam à mesa no final da refeição como petits fours, dentro de um saco de pano, ainda quentes.

 

A entrada na Bakery é depois feita sempre em pequenos grupos de 15 a 20 pessoas de cada vez...

... só entrando o grupo seguinte quando o anterior está atendido.

E assim sucessivamente… até se esgotarem os Cronuts!

 

Ver também:

Dominique Ansel e o Cronut

 

DOMINIQUE ANSEL BAKERY | 189 Spring Street, SoHo, Nova York, EUA | Chef Dominique Ansel

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:40


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Raul Lufinha

    Para memória futura: hoje, dia 05-02-2018, o SAPO ...

  • Raul Lufinha

    Entretanto, para memória futura, a 31-01-2018 já u...

  • Raul Lufinha

    Agradeço a informação, Pedro. Embora só possa lame...

  • Pedro

    Caro Raul,peço desculpa pelo meu comentário não es...

  • Raul Lufinha

    Obrigado Duarte. Acho que vais gostar, vai ser uma...

  • Duartecalf

    Parabéns pela reportagem.Confesso que nunca foi um...

  • Anónimo

    Fico muito feliz, em saber do selo Vegano! Havia p...

  • Anónimo

    Para além de alguns sitios mais "canalhas" na Baix...

  • Carlos Alexandre

    Quando estive na Tasca, há dois dias garantiram-me...

  • Raul Lufinha

    Não, acabou de me ser confirmado que efetivamente ...



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D