Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Francisco Pavão… e a prova comentada dos azeites do Douro Superior

por Raul Lufinha, em 02.11.14

Francisco Pavão .JPG

Francisco Pavão

Ouvir Francisco Pavão falar apaixonadamente de azeite é um autêntico espectáculo – são só ‘frutados’ e ‘maduros’… ‘picantes’ e ‘amargos’… ‘nariz’ e ‘boca’… e também toda uma incrível panóplia de descritores… ‘maçã madura’, ‘folha de oliveira’, ‘casca de amêndoa’, ‘casca de banana’, ‘couve’, ‘tomateira’ (a rama do tomateiro), ‘erva cortada’, ‘relva’… Até parece que o azeite é mais complexo do que o vinho...!

Na memória ficou ainda o ensinamento de que, ao contrário do que muita gente pensa e também do que sucede com o vinho, o ser humano não é capaz de detectar a acidez do azeite – só laboratorialmente.

Bem como o conselho para que o azeite seja consumido o mais cedo possível – dois anos, no máximo.

Azeites .JPG

Os azeites virgem extra provados e comentados no Festival do Vinho do Douro Superior:

Casa Grande - Freixo de Numão, Biológico, D.O.P. Trás-os-Montes

Quinta do Vale Meão, Biológico, Douro

Chousas Nostras, Douro Superior

Mapa, Douro

Quinta do Couquinho Premium, D.O.P. Trás-os-Montes

Painova Premium, Douro

Quinta do Crasto Premium, Douro

CARM Praemium, D.O.P. Trás-os-Montes

 

Ver também:

Os copos de prova de azeite

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:51

Jantar na Casa Rosada

por Raul Lufinha, em 03.04.14

Um peixe chamado Baila

Cebolas & Batatas Doces

Camarões…

… cozidos pelo Joli

Butarga (ovas de atum secas)…

… numa salada

Andrew e os salmonetes

A prova de que o vinho precisa de água

Maria de Lourdes CARM branco 2011…

… aberta pelo Wine & Food Activist

Espetadas de atum…

… na pedra de sal…

… pelo Rupert, um dos anfitriões

Joli e o CARM Reserva tinto 2011

Rupert e o bolo de chocolate com Flor de Sal…

… com a ajuda da Patrícia “Mutante” Serrado

E no final, a visita surpresa do chef do LA PUERTA ANCHA Fabio Zerbo e de Clíodhna Browne

 

Ver também:

Na Casa Rosada de Castro Marim

 

Casa Rosada | Rua Dr. Silvestre Falcão, 6, 8 e 10, Castro Marim, Algarve, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:23

Visita à Quinta das Marvalhas (CARM): a adega de vinificação

por Raul Lufinha, em 05.07.13

Após o lagar de azeite, a visita à Quinta das Marvalhas prosseguiu para a adega de vinificação da CARM.

Construída no ano de 2004 em pleno Douro Superior, é aqui na Quinta das Marvalhas que a CARM produz, estagia e engarrafa os vinhos de todas as suas quintas…

… os quais são produzidos de acordo com o modo produção biológico.

A prova das especialidades da CARM começou depois pelos seus produtos da linha gourmet, nomeadamente azeitonas, corações de alcachofras, pimentos com atum, pimentos com queijo e tomates secos, bem como cremes, pastas e patês. E também azeites.

Quanto aos vinhos, no brancos foram provados o CARM branco 2012, o CARM Rabigato 2012 e – grande novidade deste ano! – o fabuloso branco 2012 sem sulfuroso adicionado; com efeito, já havia o tinto “SO2 free” e agora a CARM está a lançar o branco, um vinho autêntico, que sabe mesmo a vinho!

Nos tintos, destacaram-se precisamente a magnífica versão sem sulfuroso adicionado de 2011. E também o novo CARM Tito 2010.

CARM | Quinta das Marvalhas, Vila Nova de Foz Côa, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:28

Visita à Quinta das Marvalhas (CARM): o lagar de azeite

por Raul Lufinha, em 04.07.13

Pioneiro da olivicultura biológica em Portugal, foi o próprio Eng. Celso Madeira a receber o grupo de jornalistas e bloggers que acompanhou o 2.º Festival do Vinho do Douro Superior…

… tendo conduzido a visita ao moderno lagar de azeite da “CARM – Casa Agrícola Roboredo Madeira”, instalado na Quinta das Marvalhas, a cerca de 2 km da vila de Almendra, no concelho de Vila Nova de Foz Côa.

É neste sofisticado lagar ecológico que são produzidos e engarrafados todos os azeites CARM, o qual alia a mais moderna tecnologia com a tradição dos ancestrais moinhos de pedras, a fim de moer a azeitona do modo mais natural e suave possível, tal como se fazia antigamente.

E depois, dando cumprimento às melhores práticas ambientais, todos os resíduos do lagar são reciclados e reintroduzidos na natureza, melhorando a estrutura e a fertilidade dos solos dos olivais.

 

CARM | Quinta das Marvalhas, Vila Nova de Foz Côa, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:55


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • NINI

    FANTÁSTICO !!!! Fico muito contente.....!!!! Ser "...

  • Marta Felino

    Brutal! Ambos na mesma cidade! NY tem agora o melh...

  • NINI

    Adoro LAMPREIA !!!!! Recordações dos tempos em Coi...

  • Raul Lufinha

    Obrigado, Nuno! :-)

  • Raul Lufinha

    Pois Nini, o René Redzepi não tem nenhum casaco de...

  • Nuno Pombo

    Relato maravilhoso. Já inscrevi essa experiência n...

  • NINI

    O CASACO DE PELES DO MAGNUS " , abriu-me o " OLHO ...

  • Raul Lufinha

    Sim Nini, ir ao FÄVIKEN é uma peregrinação que fic...

  • Raul Lufinha

    Obrigado, Ana! É fascinante como num lugar tão rem...

  • Marta Felino

    Sem dúvida, Nini! Absolutamente memorável e emocio...


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




subscrever feeds