Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Kevin Fehling trouxe ao Algarve… os sabores da viagem à Guatemala

por Raul Lufinha, em 15.11.16

Heinz Beck 3*** e Kevin Fehling 3***

Heinz Beck 3*** e Kevin Fehling 3***

Kevin Fehling é o chef do THE TABLE, restaurante com 3 estrelas Michelin na cidade alemã de Hamburgo.

E no início deste ano esteve na Guatemala com mais sete chefs de diferentes nacionalidades, numa experiência que o marcou profundamente, desde logo, do ponto de vista gastronómico.

Pelo que, para o Underground Culinary Extravaganza de Heinz Beck na garagem do Conrad Algarve, Kevin Fehling resolveu apresentar um carabineiro que é uma homenagem aos sabores fortes e intensos que descobriu na Guatemala.

Daí que lhe tenha chamado ‘Carabinero Guatemala’, assim mesmo, em espanhol.

Kevin Fehling explicando os dois momentos da sua composição (carabineiro + taco) ao anfitrião Heinz Beck…

Kevin Fehling explicando os dois momentos da sua composição (carabineiro + taco) ao anfitrião Heinz Beck…

… e também a Jacob Jan Boerma 3***

… e também a Jacob Jan Boerma 3***

A bancada onde foi preparado o taco

A bancada onde foi preparado o taco

Kevin Fehling iniciando o empratamento

Kevin Fehling iniciando o empratamento

Jacob Jan Boerma ajudando no empratamento de Kevin Fehling

Jacob Jan Boerma ajudando no empratamento de Kevin Fehling

Kevin Fehling e Daniele Pirillo, chef residente do GUSTO by Heinz Beck

Kevin Fehling e Daniele Pirillo, chef residente do GUSTO by Heinz Beck

Kevin Fehling e David Jesus, chef de cozinha do BELCANTO de José Avillez

Kevin Fehling e David Jesus, chef de cozinha do BELCANTO de José Avillez

Kevin Fehling e Jacob Jan Boerma, do DE LEEST

Kevin Fehling e Jacob Jan Boerma, do DE LEEST

Kevin Fehling colocando o carabineiro e Heinz Beck finalizando o prato com o molho picante

Kevin Fehling colocando o carabineiro e Heinz Beck finalizando o prato com o molho picante

A composição que Kevin Fehling trouxe ao Conrad Algarve estava dividida em dois momentos.

No prato, o carabineiro. Com o exotismo da pera-abacate e do tamarilho. E em que o molho picante contrabalançava a doçura e a acidez da fruta.

Havendo ainda, ao lado, um pequeno e delicioso taco igualmente picante – mas também cremoso e estaladiço – em que o sabor predominante era o do abacate.

Resultando tudo num conjunto muito harmonioso e bem conseguido, que remete de imediato para o imaginário da cozinha da América Central.

«Carabinero ‘Guatemala’»

«Carabinero ‘Guatemala’»

«Carabinero ‘Guatemala’ with Tamarillo, Avocado, Salsa & Taco»

«Carabinero ‘Guatemala’ with Tamarillo, Avocado, Salsa & Taco»

«Taco»

«Taco»

Carlos Monteiro, o escanção da CASA DE CHÁ DA BOA NOVA, de Rui Paula, em Leça da Palmeira, junto ao Porto, foi o convidado que o Head Sommelier do Conrad Algarve, António Lopes, encarregou da harmonização do prato de Kevin Fehling.

Ora, para compensar o lado marinho do prato e também o picante que estava sempre bastante presente, Carlos Monteiro escolheu o encantador e muito gastronómico Alvarinho produzido a partir das primeiras vinhas – as mais antigas – da Quinta de Soalheiro, de acordo com os princípios da agricultura biológica.

Da colheita de 2015, estando ainda muito jovem e bastante vivo, apresentou-se elegante e floral no nariz, revelando-se depois na boca muito fresco e encorpado, com uma enorme complexidade.

Uma excelente escolha!

Carlos Monteiro e o Soalheiro Primeiras Vinhas branco 2015

Carlos Monteiro e o Soalheiro Primeiras Vinhas branco 2015

 

Ver também:

A extravagância de jantar… na garagem do hotel

Heinz Beck extravagante no Conrad Algarve 

 

THE TABLE

Shanghaiallee 15, Hamburgo, Alemanha

Chef Kevin Fehling

 

GUSTO by Heinz Beck

Hotel Conrad Algarve, Estrada da Quinta do Lago, Portugal

Chef Heinz Beck, Chef Residente Daniele Pirillo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:41

A extravagância de jantar… na garagem do hotel

por Raul Lufinha, em 07.11.16

Kevin Fehling, Jacob Jan Boerma, José Avillez, Heinz Beck

Kevin Fehling 3***, Jacob Jan Boerma 3***, José Avillez 2**, Heinz Beck 3***

O ponto alto do festival gastronómico Gourmet Culinary Extravaganza, do Conrad Algarve, foi um jantar… na garagem do hotel!

Mas foi um jantar muito especial!

Denominado Underground Culinary Extravaganza, contou com a presença de oito chefes: o anfitrião Heinz Beck, do LA PERGOLA, 3*** Michelin, e também do GUSTO; Jacob Jan Boerma (DE LEEST, 3***); Kevin Fehling (THE TABLE, 3***); Sidney Schutte (LIBRIJE’S ZUSJE, 2**); José Avillez (BELCANTO, 2**); Roel Lintermans (LES SOLISTES by Pierre Gagnaire, 1*); Eddie Benghanem (GORDON RAMSAY AU TRIANON, 1*); e Matt Tebbutt (SCHPOONS & FORX).

Tendo a seleção de vinhos ficado a cargo de dez escanções portugueses: o anfitrião António Lopes, Head Sommelier no Conrad Algarve; André Figuinha (FEITORIA, 1*); Bruno Antunes (Wine Man); Carlos Monteiro (CASA DE CHÁ DA BOA NOVA); João Chambel (Garrafeira Estado d’Alma); Miguel Martins (VISTA e Garrafeira Sommelier); Nuno Jorge (chocolates de vinho Cacao di Vine); Ricardo Morais (Simplify Somm); Sérgio Antunes (LOCO); e Teresa Barbosa (João M. Barbosa Vinhos).

António Lopes e as boas-vindas dadas com Champagne

António Lopes e as boas-vindas dadas com Champagne

Estando o jantar organizado em três partes completamente distintas.

Com efeito, após as boas-vindas dadas por António Lopes com quatro Champagnes diferentes, os snacks foram servidos em pé, com a respetiva harmonização vínica, logo ao início da garagem do Conrad Algarve, em seis stations – cada uma com um chefe e um escanção – às quais os comensais se podiam dirigir livremente: Heinz Beck & Ricardo Morais; José Avillez & Teresa Barbosa; Jacob Jan Boerma & João Chambel; Roel Lintermans & Nuno Jorge; Matt Tebbutt & André Figuinha; e Sidney Schutte & Miguel Martins.

Heinz Beck, na garagem do Conrad Algarve

Heinz Beck, na garagem do Conrad Algarve

José Avillez

José Avillez

Jacob Jan Boerma

Jacob Jan Boerma

Roel Lintermans

Roel Lintermans

Roel Lintermans

Matt Tebbutt

Sidney Schutte

Sidney Schutte

A seguir, avançando para uma nova zona da garagem do Conrad Algarve, passou-se para os pratos principais.

Os quais foram apresentados pelos três chefes responsáveis por restaurantes com três estrelas Michelin que participaram no festival – Kevin Fehling (com o escanção Carlos Monteiro), Heinz Beck (com Sérgio Antunes) e Jacob Jan Boerma (com António Lopes) – e, ainda, por José Avillez (com Bruno Antunes).

Tendo sido empratados de frente para os comensais e servidos à mesa.

A boa disposição dos 3 chefs 3*** Michelin do Gourmet Culinary Gourmet Extravaganza: Heinz Beck, Jacob Jan Boerma e Kevin Fehling

A boa disposição dos 3 chefs 3*** Michelin do Gourmet Culinary Gourmet Extravaganza: Heinz Beck, Jacob Jan Boerma e Kevin Fehling

A boa disposição dos 3 chefs 3*** Michelin do Gourmet Culinary Gourmet Extravaganza: Heinz Beck, Jacob Jan Boerma e Kevin Fehling

A boa disposição dos 3 chefs 3*** Michelin do Gourmet Culinary Gourmet Extravaganza: Heinz Beck, Jacob Jan Boerma e Kevin Fehling

Kevin Fehling

Kevin Fehling

Heinz Beck

Heinz Beck

José Avillez

José Avillez

Jacob Jan Boerma

Jacob Jan Boerma

Por fim, chegaram sobremesas de Eddie Benghanem, servidas numa terceira zona da garagem em regime de self-service e harmonizadas com o Porto Vintage de 2003 da Quinta do Noval, escolhido por António Lopes.

Roel Lintermans, Matt Tebbutt, Heinz Beck, Eddie Benghanem

Roel Lintermans, Matt Tebbutt, Heinz Beck, Eddie Benghanem

Eddie Benghanem

Eddie Benghanem

António Lopes

António Lopes

 

Ver também:

Heinz Beck extravagante no Conrad Algarve

 

GUSTO by Heinz Beck

Hotel Conrad Algarve, Estrada da Quinta do Lago, Portugal

Chef Heinz Beck, Chef Residente Daniele Pirillo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:15

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: espargos, beterraba e romã

por Raul Lufinha, em 23.03.16

Espargos, beterraba e romã

Espargos, beterraba e romã

Por fim…

… a sobremesa do ‘Menu do Mar e da Terra’!

Que, aliás, a chef pasteleira Ana Cardoso estava finalizando...

... aquando da visita à cozinha.

Prolongamento do conceito da pré-sobremesa numa versão mais complexa…

… são igualmente sabores vegetais pouco doces, trabalhados em várias texturas!

Desde logo, os improváveis espargos – num crocante, numa panna cotta e também inteiros, numa calda de açúcar.

Depois, a beterraba – em gelado e num bolo esponja.

E também a romã – num cremoso e ao natural.

Havendo ainda uma mousse de iogurte…

… e uma deliciosa esferificação de pitaia!

Porto Messias LBV 2009

Porto Messias LBV 2009

Tendo a sobremesa sido acompanhada, por sugestão do escanção Carlos Monteiro…

… de um Porto, o Late Bottled Vintage das Caves Messias, de 2009.

 

(continua)

Ver também:

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: a alta cozinha de Rui Paula... e o traço genial de Siza Vieira

 

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA | Av. da Liberdade, Leça da Palmeira, Matosinhos, Portugal | Chef Rui Paula

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:52

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: cenoura e batata-doce roxa

por Raul Lufinha, em 22.03.16

'Da Terra'

'Da Terra'

Extra-menu…

… uma deliciosa e nada doce pré-sobremesa…

… apenas com dois ingredientes, trabalhados em diversas texturas – cenoura e batata-doce roxa!

Daí Rui Paula chamar-lhe…

… ‘Da Terra’!

Tendo sido acompanhada pelo Colheita Tardia de 2010 da Casa Borges, produzido a partir de Malvasia Fina e Encruzado da Quinta de São Simão da Aguieira, no Dão.

Borges Colheita Tardia 2010

Borges Colheita Tardia 2010

O pôr-do-sol no Atlântico

O pôr-do-sol no Atlântico

 

(continua)

Ver também:

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: a alta cozinha de Rui Paula... e o traço genial de Siza Vieira

 

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA | Av. da Liberdade, Leça da Palmeira, Matosinhos, Portugal | Chef Rui Paula

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:10

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: kitchen tour

por Raul Lufinha, em 20.03.16

Rita Neto e Rui Paula

Rita Neto e Rui Paula

A CASA DE CHÁ DA BOA NOVA, de Rui Paula, assume-se como um espaço essencialmente…

… gastronómico!

E na linha dos grandes restaurantes do mundo – seja o NOMA em Copenhaga ou o ELEVEN MADISON PARK em Nova Iorque, por exemplo – também proporciona aos seus clientes a inesquecível experiência…

… de uma visita guiada à cozinha!

É conduzida pelo chefe de sala Fernando Carrilho…

… e, para além de nos permitir entrar nos bastidores do restaurante e conhecer as áreas de acesso restrito da CASA DE CHÁ DA BOA NOVA…

… tem ainda a mais-valia adicional de nos possibilitar apreciar o outro lado do interior da extraordinária obra de arquitetura criada por Siza Vieira e classificada em 2011 como Monumento Nacional!

Uma surpresa na visita à cozinha da CASA DE CHÁ DA BOA NOVA

Uma surpresa na visita à cozinha

Contudo, Rui Paula vai mais além!

Na CASA DE CHÁ DA BOA NOVA a visita à cozinha não é apenas para ir espreitar os fogões, como por vezes sucede noutros espaços – não!

Aqui somos mesmo recebidos pela equipa que está a trabalhar nesse momento!

Fazendo ainda Rui Paula sempre questão de dar uma surpresa a provar!

Neste dia…

… para cortar os sabores intensos da feijoada à transmontana e antecipando as sobremesas que estavam para chegar…

… sobre umas explosivas peta zetas…

… a doçura do chocolate branco em contraponto a uma sedutora ganache, vegetal e agridoce, de morango e tomate!

Os grandes restaurantes definem-se pelos pormenores…

… e a visita guiada à cozinha da CASA DE CHÁ DA BOA NOVA é um deles!

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA

À esquerda, a secção de pastelaria… e, ao fundo, Mauro Silva

António Vito Mauro, o italiano que faz o pão da CASA DE CHÁ DA BOA NOVA

António Vito Mauro, o italiano que faz o pão… preparando as azeitonas

Rui Paula e os queijos

Rui Paula 'levantando o véu'… do carrinho de queijos

Chef pasteleira Ana Cardoso

Chef pasteleira Ana Cardoso… construindo as sobremesas

Chef executiva Catarina Correia

Em primeiro plano, a chef executiva Catarina Correia em ação

A cozinha da CASA DE CHÁ DA BOA NOVA

A cozinha, que Siza Vieira desenhou com um pé direito baixo (para a casa ficar bem integrada na paisagem) e muito comprida (ocupando toda a parte de trás do edifício, de uma ponta à outra da casa)

Rui Paula e o Josper

Rui Paula, o forno Josper… e o jantar da equipa

A garrafeira e o escanção Carlos Monteiro

Terminando a visita com uma passagem pela garrafeira, a cargo do escanção Carlos Monteiro

 

(continua)

Ver também:

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: a alta cozinha de Rui Paula... e o traço genial de Siza Vieira

 

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA | Av. da Liberdade, Leça da Palmeira, Matosinhos, Portugal | Chef Rui Paula

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:47

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: feijoada à transmontana

por Raul Lufinha, em 20.03.16

Feijoada à transmontana

O prato, ainda sem molho

Há uma frase de Rui Paula que marca a nossa experiência na CASA DE CHÁ DA BOA NOVA:

“A memória é a minha principal fonte de inspiração.”

Surge-nos assim que chegamos à mesa e abrimos a carta…

… mas, de facto, acompanha-nos ao longo de toda a refeição – a cada novo prato é impossível não relembrar essas palavras iniciais!

E, embora se perceba claramente que as recordações de Rui Paula estão bem presentes em momentos como o snack da feijoada de chocoa enguia ou a caldeirada

… é na extraordinária recriação da feijoada – uma feijoada à transmontana, como as raízes do chef – que atinge todo o seu esplendor a evocação, num registo fine dining, desses sabores de sempre que Rui Paula guarda na lembrança!

Feijoada à transmontana

Feijoada à transmontana

Feijoada à transmontana

O intenso e apurado molho… de feijoada

Juntando Rui Paula todas as carnes…

… e reunindo todos os ingredientes…

… para fazer uma feijoada aparentemente muito sofisticada…

… mas que, na realidade, é um regresso à essência…

… é um voltar aos sabores básicos e intensos das feijoadas à transmontana da infância de Rui Paula!

Feijoada à transmontana

Feijoada à transmontana

Tendo o escanção Carlos Monteiro sugerido por companhia o complexo e elegante Quinta da Leda, um tinto emblemático da Casa Ferreirinha e um dos grandes vinhos do Douro…

… cujo lote final da colheita de 2013 é composto maioritariamente por Touriga Franca (70%), à qual o enólogo Luís Sottomayor acrescenta Touriga Nacional (15%), Tinto Cão (10%) e Tinta Roriz (5%).

Escanção Carlos Monteiro

Escanção Carlos Monteiro

Quinta da Leda tinto 2013

Quinta da Leda tinto 2013

 

(continua)

Ver também:

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: a alta cozinha de Rui Paula... e o traço genial de Siza Vieira

 

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA | Av. da Liberdade, Leça da Palmeira, Matosinhos, Portugal | Chef Rui Paula

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:21

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: wagyu

por Raul Lufinha, em 18.03.16

Entre costela de wagyu

Entre costela de wagyu

Entre costela de wagyu

Entre costela de wagyu

Continuando no mesmo registo impecavelmente contido…

… de modo a deixar brilhar os produtos de grande qualidade que utiliza na CASA DE CHÁ DA BOA NOVA…

… Rui Paula apresenta a leve e saborosa carne de wagyu em dois apontamentos deliciosamente minimalistas: apenas levemente cozinhada e a desfazer-se na boca; e também num tártaro excelente!

Sendo somente acompanhada de cogumelos cantarelos…

… de couve-flor, trabalhada em várias texturas…

… e ainda de amaranto, disposto numa coluna central que atravessa todo o bonito prato!

E depois, já na mesa…

… é servido um jus excecional, intenso e poderoso, feito a partir da própria carne de wagyu!

Palacios Remondo La Vendimia tinto 2011

Palacios Remondo La Vendimia tinto 2011

Tendo o escanção Carlos Monteiro sugerido um tinto espanhol da Rioja…

… o Palacios Remondo La Vendimia, de 2011.

 

(continua)

Ver também:

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: a alta cozinha de Rui Paula... e o traço genial de Siza Vieira

 

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA | Av. da Liberdade, Leça da Palmeira, Matosinhos, Portugal | Chef Rui Paula

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:57

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: caldeirada

por Raul Lufinha, em 17.03.16

Caldeirada

Caldeirada

Caldeirada

Caldeirada

Depois…

… todo o sabor intenso e apurado da tradicional caldeirada!

Trabalhada com salmonete…

… lula recheada…

… e petinga!

Apresentando ainda Rui Paula os sucos da caldeirada…

… numa saborosa espuma…

… e num caldo que é servido já na mesa!

Pêra-Manca branco 2013

Pêra-Manca branco 2013

Tendo o escanção Carlos Monteiro sugerido que esta deliciosa caldeirada da CASA DE CHÁ DA BOA NOVA fosse harmonizada com o emblemático Pêra-Manca branco, da colheita de 2013…

… o qual tem por base uma seleção das castas Antão Vaz e Arinto plantadas nas vinhas da Fundação Eugénio de Almeida, em Évora, no Alentejo.

 

(continua)

Ver também:

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: a alta cozinha de Rui Paula... e o traço genial de Siza Vieira

 

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA | Av. da Liberdade, Leça da Palmeira, Matosinhos, Portugal | Chef Rui Paula

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:36

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: caril do mar

por Raul Lufinha, em 16.03.16

Caril do Mar

Caril do Mar

Caril do Mar

Caril do Mar

E ao terceiro momento do ‘Menu do Mar e da Terra’…

… caril!

O carabineiro…

… a vieira, não inteira mas antes trabalhada com recurso a diversas técnicas, surgindo inclusivamente picadinha e envolvida em três pequenos rolos…

… o mexilhão, com arroz tufado…

… e a lula…

… mais um delicioso e inebriante molho de caril, feito de forma perfeita – extremamente aromático mas apenas delicadamente picante – e que é servido já na mesa!

Casa da Passarella O Enólogo Encruzado branco 2013

Casa da Passarella O Enólogo Encruzado branco 2013

Acompanhado, por sugestão do escanção Carlos Monteiro…

… de um Encruzado do Dão, o Casa da Passarella O Enólogo, da colheita de 2013.

 

(continua)

Ver também:

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: a alta cozinha de Rui Paula... e o traço genial de Siza Vieira

 

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA | Av. da Liberdade, Leça da Palmeira, Matosinhos, Portugal | Chef Rui Paula

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: a enguia

por Raul Lufinha, em 15.03.16

Enguia

Enguia

Na CASA DE CHÁ DA BOA NOVA...

... Rui Paula abre o ‘Menu do Mar e da Terra’…

… com sabores fortes e intensos!

À deliciosa enguia fumada, junta o presunto ‘pata negra’ e o tutano…

… cortados pela beterraba, trabalhada de diversas formas...

... e pelo vinagre balsâmico, também em várias texturas, incluindo num fino e delicado crocante!

E depois, claro, um denso e fabuloso…

… jus de enguia e tutano!

Espumante Ninfa Blanc de Noirs Brut Nature 2010

Espumante Ninfa Blanc de Noirs Brut Nature 2010

Tendo o escanção Carlos Monteiro sugerido por companhia o espumante Ninfa, um Blanc de Noirs Brut Nature da colheita de 2010, feito exclusivamente da variedade Pinot Noir produzida nas encostas da Serra dos Candeeiros, junto às salinas de Rio Maior.

 

(continua)

Ver também:

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA: a alta cozinha de Rui Paula... e o traço genial de Siza Vieira

 

CASA DE CHÁ DA BOA NOVA | Av. da Liberdade, Leça da Palmeira, Matosinhos, Portugal | Chef Rui Paula

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:00


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • NINI

    FANTÁSTICO !!!! Fico muito contente.....!!!! Ser "...

  • Marta Felino

    Brutal! Ambos na mesma cidade! NY tem agora o melh...

  • NINI

    Adoro LAMPREIA !!!!! Recordações dos tempos em Coi...

  • Raul Lufinha

    Obrigado, Nuno! :-)

  • Raul Lufinha

    Pois Nini, o René Redzepi não tem nenhum casaco de...

  • Nuno Pombo

    Relato maravilhoso. Já inscrevi essa experiência n...

  • NINI

    O CASACO DE PELES DO MAGNUS " , abriu-me o " OLHO ...

  • Raul Lufinha

    Sim Nini, ir ao FÄVIKEN é uma peregrinação que fic...

  • Raul Lufinha

    Obrigado, Ana! É fascinante como num lugar tão rem...

  • Marta Felino

    Sem dúvida, Nini! Absolutamente memorável e emocio...


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D