Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Por que é que os salgados hão de ser frios?

por Raul Lufinha, em 31.10.13

"Pastel Lisboa", sempre frito na hora

Raros são os sítios que servem salgados quentes – umas das excepções é GAMBRINUS, cujos croquetes são sempre fritos no momento.

E agora também o CAFÉ LISBOA, de José Avillez.

Com efeito, a especialidade mais emblemática deste novo espaço é um magnífico pastel de massa tenra, a que o chef chama “Pastel Lisboa”, em que a finíssima massa é muito leve (leva aguardente!) e o generoso recheio é feito de carne estufada picada com a faca, o que faz toda a diferença.

Chegando à mesa sempre quente, acabado de fritar – é que José Avillez não percebe por que razão em Portugal os salgados são servidos sempre frios… quando são muito melhores quentes!

Deste modo, para poder apresentar o “Pastel Lisboa” quente, José Avillez tem permanentemente uma pessoa na cozinha do CAFÉ LISBOA para esticar a massa, fazer o pastel e fritá-lo – congelado, perdia qualidade.

O qual é depois servido sozinho, como entrada. Ou então como prato principal, acompanhado de arroz de grelos. Mas sempre estaladiço… e quente!

Fotografia: Marta Felino / Flash Food

CAFÉ LISBOA | Teatro Nacional de São Carlos, Largo de São Carlos, 23, Lisboa, Portugal | Chef José Avillez

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:28

Pastéis de nata... quentinhos

por Raul Lufinha, em 06.10.13

O que comemos não é apenas sabor e textura – a temperatura também é muito importante.

Por exemplo, no recém-inaugurado CAFÉ LISBOA de José Avillez, os estaladiços pastéis de nata são sempre servidos... bem quentinhos!

 

Fotografia: Marta Felino / Flash Food

CAFÉ LISBOA | Teatro Nacional de São Carlos, Largo de São Carlos, 23, Lisboa, Portugal | Chef José Avillez

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:02

Ir ao CAFÉ LISBOA… e encontrar o chef do BELCANTO

por Raul Lufinha, em 17.09.13

José Avillez no seu novo CAFÉ LISBOA

Depois do CANTINHO DO AVILLEZ, do BELCANTO e da PIZZARIA LISBOA, o novo projecto de José Avillez recupera o espírito dos antigos cafés da capital em que se comiam bons bifes.

Integrado no Teatro de São Carlos, o CAFÉ LISBOA dá para o mesmo largo do principal restaurante do chef – não sendo pois de estranhar se José Avillez por lá aparecer num intervalo do BELCANTO…

 

P.S.: Ainda um obrigado especial à Sara Avelino – não é só a cozinha que faz uma casa, é também quem na sala recebe os clientes com uma alegria contagiante.

Fotografia: Marta Felino / Flash Food

CAFÉ LISBOA | Teatro Nacional de São Carlos, Largo de São Carlos, 23, Lisboa, Portugal | Chef José Avillez

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:12


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Marta Felino

    Mais uma experiência espetacular e memorável no mu...

  • Marta Felino

    Que surpresa, Chef Miguel Paulino! Foi um grande m...

  • NINI

    Espectacular o " Famoso Leitão do Mugasa ( bairrad...

  • Susana Coelho

    Sem dúvida, que este Chef Leonel Pereira é único e...

  • Marta Felino

    Muitos, muitos, parabéns, Chef Leonel Pereira!Mais...

  • Duartecalf

    Obrigado pelo esclarecimento!

  • Raul Lufinha

    Cronologicamente, Duarte, é ao contrário – o Samue...

  • Duartecalf

    Olá Raul,Este restaurante não está/esteve ligado a...

  • Dacosta

    A DACOSTA - comércio e distribuição de bebidas (ww...

  • ana araujo

    Já provei alguns sabores e gostei muito. Recomendo


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D