Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A finalização do atum-patudo

por Raul Lufinha, em 16.01.14
Chef Frederico Guerreiro
Na cozinha do PEDRO E O LOBO... o atum-patudo está a ser finalizado sob o olhar atento de Frederico Guerreiro.

O prato é um dos destaques da nova carta... e o reflexo das viagens do chef ao Oriente – Frederico Guerreiro esteve a trabalhar em Tóquio e Hong-kong.

Com efeito, o atum-patudo, apenas ligeiramente selado de modo a ficar cru por dentro, desfaz-se na boca em lascas e é de uma macieza inacreditável.

Sendo acompanhado por um aveludado e intenso puré de batata-doce... com gengibre!

E também por chips igualmente de batata-doce... bem como por duas qualidades de batata-doce cozida e selada, em que se destacava a roxa.

Existindo ainda um delicioso pickle... de sementes de mostarda-branca e mostarda-preta!

"Atum-Patudo, Batata-doce, Mostarda & Gengibre"

 

Ver também:

Ostras, Gin & Algas

Frederico Guerreiro, o cordeiro e as ervas picantes

Frederico Guerreiro e a sua tarte merengue de limão

Frederico Guerreiro e a sobremesa de chocolate do PEDRO E O LOBO

A equipa de Frederico Guerreiro no PEDRO E O LOBO

 

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

PEDRO E O LOBO | Rua do Salitre, 169, Lisboa, Portugal | Chef Frederico Guerreiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:29

GUSTO: (VI) LA PERGOLA no Algarve…

por Raul Lufinha, em 02.09.13

"Tonno Tonnato"

Sendo o GUSTO “by Heinz Beck”, teria necessariamente que haver pontos de contacto entre o restaurante mais gastronómico do Conrad Algarve e o LA PERGOLA de Roma, com três estrelas Michelin, onde o chef que assina a carta do GUSTO trabalha diariamente.

Pois foi logo no primeiro prato do menu de degustação...

É que neste Verão o “Tonno Tonnato” também está a ser servido… na capital italiana!

Ou seja, atum trabalhado em três texturas diferentes: marinado em vinagre balsâmico branco; numa inacreditável gelatina de atum; e num pó frio de sabor muito intenso a atum.

Só que – ao contrário do que sucede no LA PERGOLA – no GUSTO o crocante (castanho escuro) é de sardinha…!

(continua)

Fotografias: Marta Felino / Flash Food

GUSTO by Heinz Beck | Hotel Conrad Algarve, Estrada da Quinta do Lago, Almancil, Portugal | Chef Heinz Beck, Chef Executivo Mike Bräutigam

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:13

LE BERNARDIN: (II) Quase cru

por Raul Lufinha, em 12.02.13

ATUM: "Layers of Thinly Pounded Yellowfin Tuna; Foie Gras and Toasted Baguette, Chives and Extra Virgin Olive Oil"

Da secção “Almost Raw”, um clássico do LE BERNARDIN criado por Eric Ripert: carpaccio de atum com foie gras. São várias camadas de umas finíssimas fatias de atum – levemente batidas e temperadas com azeite, cebolinho e limão – a cobrir o escondido foie gras que, por sua vez, se encontra sobre uma igualmente finíssima baguete, torrada e crocante.

O que é curioso é que a versão inicial deste prato, da autoria do primeiro chef do LE BERNARDIN e co-proprietário Gilbert Le Coze, falecido em 1994, era ainda mais simples: apenas carpaccio de atum. O qual rapidamente se tornou um signature dish da casa – tendo aliás o LE BERNARDIN, inaugurado em 1986, sido o primeiro restaurante dos EUA a servir carpaccio de atum, muito antes da moda dos restaurantes japoneses e de fusão.

Só mais tarde – conforme Eric Ripert conta no seu livro “On the Line” de 2008 que inclui esta receita – quando o chef se deparou com um prato de carpaccio de veado com foie gras, numa viagem à Suécia, é que Eric Ripert se lembrou de usar o foie gras com o atum... e tentar juntar dois produtos à primeira vista incompatíveis, pelo facto de serem ambos ingredientes gordos. Mas, devido às fatias extremamente finas e aos temperos intensos, bem como à harmonia da conjugação dos sabores de ambos os produtos, o prato resulta e é absolutamente inesquecível.

Livro "On The Line" 

Fotografia: Marta Felino / Flash Food

(continua)

LE BERNARDIN |155 West 51st Street, New York, EUA | Chef Eric Ripert

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:29

Vítor Sobral e o atum

por Raul Lufinha, em 22.08.12

Fotografia: Vítor Sobral

 

O chef Vítor Sobral a desmanchar um atum durante o evento "Peixe em Lisboa", em 2010.

 

TASCA DA ESQUINA | Lisboa - Portugal e São Paulo - Brasil | Chef Vítor Sobral

 

CERVEJARIA DA ESQUINA | Lisboa - Portugal | Chef Vítor Sobral

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:41

Peixe em Lisboa: 100 MANEIRAS: 1) Wrapp de Tártaro de Atum com Sementes de Sésamo & Wasabi; 2) Lollypop de Camarão Crocante com Pesto de Ervilhas; e 3) Hamburger de Salmão com Algas Wakame e Kisami

por Raul Lufinha, em 14.04.12

Fotografia: 100 MANEIRAS

 

Peixe em Lisboa | Pátio da Galé - Terreiro do Paço, Lisboa, Portugal | 12 - 22 Abril 2012

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:21

Não há só robalo e cherne (I)

por Raul Lufinha, em 20.02.12

"Aproveitamos bem a oferta da nossa costa ou há peixes que desvalorizamos?"

 

"Acho que ainda há muito por explorar. A nossa costa não se resume ao robalo e ao cherne. Há o lírio, o goraz, o alfonsim ou o encharéu, por exemplo. Peixes que estão agora a começar a ser usados.

 

No meu caso, uso muito o peixe-porco, o lírio, o carapau, o encharéu e o atum.

 

No caso do atum, trabalho com o de Olhão. Há até uma empresa composta por capital japonês, sedeada no Algarve, que tem um cercado exclusivo para a pesca do atum, e que só vende para o Japão. Mas como nesta altura o mar é mais violento, eles desmontam o cercado e têm especialistas japoneses a escolher o atum dentro dos barcos."

 

PAULO MORAIS, Chef do UMAI, in Time Out Lisboa, 15-21 Fev. 2012

 

UMAI | Rua da Cruz dos Poiais, 89, Lisboa, Portugal | Chef Paulo Morais

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • NINI

    Adoro LAMPREIA !!!!! Recordações dos tempos em Coi...

  • Raul Lufinha

    Obrigado, Nuno! :-)

  • Raul Lufinha

    Pois Nini, o René Redzepi não tem nenhum casaco de...

  • Nuno Pombo

    Relato maravilhoso. Já inscrevi essa experiência n...

  • NINI

    O CASACO DE PELES DO MAGNUS " , abriu-me o " OLHO ...

  • Raul Lufinha

    Sim Nini, ir ao FÄVIKEN é uma peregrinação que fic...

  • Raul Lufinha

    Obrigado, Ana! É fascinante como num lugar tão rem...

  • Marta Felino

    Sem dúvida, Nini! Absolutamente memorável e emocio...

  • Marta Felino

    Ana, fico contente por estar a gostar! :)Foi, de f...

  • NINI

    MARAVILHA de CENÁRIO !!!! É DAQUELAS EXPERÊNCIAS ,...



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




subscrever feeds