Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Álvaro Castro e o Dão da Serra da Estrela

por Raul Lufinha, em 30.08.14

Álvaro Castro

Produtor emblemático da Região Demarcada do Dão, Álvaro Castro sempre foi contra a massificação, fazendo questão de seguir o seu próprio caminho, muitas vezes contra a corrente, contra a opinião dominante – «somos o país da diversidade».

… e o Dão feito na encosta da Serra da Estrela

As suas propriedades – Quinta de Saes, Quinta da Pellada, Outeiro – ficam numa elevação junto a Vila Nova de Tazem...

... pertencendo à sub-região da Serra da Estrela.

E sendo precisamente a altitude a que as vinhas estão plantadas uma das características das quais Álvaro Castro tira partido para fazer a diferença e criar os seus «vinhos verdadeiros» e elegantes – ou, como gosta de dizer, «sem artifícios»!

Quinta de Saes Reserva branco 2010

Quinta da Pellada Jaen tinto 2010

Quinta da Pellada VV tinto 2013 (ainda não engarrafado, tirado de manhã da barrica)

Dente de Ouro tinto 2013 (ainda não engarrafado, tirado de manhã da barrica)

 

(Parte VI – Continua)

Ver também:

Vinhos de altitude: só quando o factor altitude faz a diferença

 

Workshop Vinhos de Altitude | Vila Nova de Tazem, Gouveia, Portugal | 18 Julho 2014

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Vinhos de altitude: só quando o factor altitude faz a diferença

por Raul Lufinha, em 18.07.14

Vinho de altitude não é aquele que é feito a partir de um determinado número de metros acima do nível do mar – o critério não é quantitativo.

Só estamos perante um vinho de altitude quando o factor altitude for capaz de introduzir diferenciação e tiver influência no produto final.

Como é sabido, existem inúmeros factores com influência no vinho: solo, clima, exposição solar, etc. E também altitude!

Ora, só quando este factor altitude marca a diferença é que temos um vinho de altitude – independentemente de tal suceder a 250, 500 ou 1000 metros de altitude!

Celso Pereira, Dirk Niepoort, Álvaro Castro, Rui Reguinga, Luís Lopes, Rui Roboredo Madeira, João Paulo Gouveia

 

(Parte I – Continua)

Ver também:

Parte I – Vinhos de altitude: só quando o factor altitude faz a diferença

Parte II – O factor altitude... influencia o vinho em quê?

Parte III – Beyra, os vinhos de altitude de Rui Roboredo Madeira... no planalto da Beira Interior

Parte IV – Rui Reguinga e o Alentejo da Serra de Portalegre

Parte V – Celso Pereira e a altitude do planalto de Alijó

Parte VI – Álvaro Castro e o Dão da Serra da Estrela

Parte VII – Dirk Niepoort... e a altitude como forma de obter a acidez

 

Workshop Vinhos de Altitude | Vila Nova de Tazem, Gouveia, Portugal | 18 Julho 2014

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:08


Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • Marta Felino

    Mais uma experiência espetacular e memorável no mu...

  • Marta Felino

    Que surpresa, Chef Miguel Paulino! Foi um grande m...

  • NINI

    Espectacular o " Famoso Leitão do Mugasa ( bairrad...

  • Susana Coelho

    Sem dúvida, que este Chef Leonel Pereira é único e...

  • Marta Felino

    Muitos, muitos, parabéns, Chef Leonel Pereira!Mais...

  • Duartecalf

    Obrigado pelo esclarecimento!

  • Raul Lufinha

    Cronologicamente, Duarte, é ao contrário – o Samue...

  • Duartecalf

    Olá Raul,Este restaurante não está/esteve ligado a...

  • Dacosta

    A DACOSTA - comércio e distribuição de bebidas (ww...

  • ana araujo

    Já provei alguns sabores e gostei muito. Recomendo



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D