Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



COZINHA DA CLARA, o restaurante da Quinta de la Rosa

por Raul Lufinha, em 12.06.17

Claire Feuerheerd Bergqvist (1907-1972) e Pedro Cardoso

Claire Feuerheerd Bergqvist (1907-1972) e o chefe Pedro Cardoso

Deslumbrante varanda sobre o Rio Douro, junto ao Pinhão, a Quinta de la Rosa acaba de acrescentar à sua oferta de enoturismo… um restaurante!

Chama-se COZINHA DA CLARA e é liderado por Pedro Cardoso.

Um chefe que tem a desafiante missão de criar uma proposta única a partir da junção e valorização de três elementos essenciais:

     1. Desde logo, o Douro – privilegiando os produtos locais e sazonais;

     2. Depois, a própria Quinta de la Rosa e, em especial, os seus conceituados vinhos – desde 2002 da responsabilidade do enólogo Jorge Moreira, são aqui não apenas servidos à mesa mas também trabalhados na cozinha por Pedro Cardoso, que utiliza igualmente todos os outros produtos com a marca da quinta, como o azeite e o vinagre;

     3. E, por último mas não menos importante, a herança gastronómica da família proprietária da Quinta de la Rosa, em especial a da lendária Claire Feuerheerd, avó da gestora da La Rosa, Sofia Bergqvist, e que dá o nome ao restaurante, reforçando a imagem da quinta como produtora familiar de vinhos do Porto e do Douro.

Tudo isto num antigo armazém de vinhos, logo à entrada da Quinta de la Rosa e com uma vista esmagadora para o Douro, que o arquiteto Belém Lima transformou num luminoso e acolhedor espaço de restauração utilizando matérias-primas locais, como o xisto e a madeira.

Com a mais-valia de a sala ser chefiada pelo experiente Pedro Esteves, um extraordinário anfitrião que nos faz sentir em casa.

E em que, sinalizando a qualidade do projeto, a loiça é Costa Nova, os talheres Vista Alegre e os copos Riedel.

Ou seja, aberto há menos de um mês, o COZINHA DA CLARA é um restaurante que – à semelhança dos vinhos da Quinta de la Rosa – tem tudo para se tornar uma referência do Douro!

 

Cerveja La Rosa

Cerveja La Rosa

Cerveja La Rosa | A abrir o jantar, uma grande surpresa! Com efeito, no restaurante de um produtor de vinho, o aperitivo foi… cerveja! Isto porque a Quinta de la Rosa está a começar a produzir a sua própria cerveja! Um projeto desenvolvido pelo enólogo da casa, Jorge Moreira, com a ajuda de Richard Naisby, especialista em cervejas que utiliza o Vinho do Porto da Quinta de la Rosa na sua Stout Marcus Aurelius. Existindo, pois, já duas cervejas La Rosa, ambas feitas de forma artesanal, produzidas em pequenos lotes e apresentadas em garrafas de meio litro: uma Lager; e esta sedutora IPA, em boa hora servida pelo chefe de sala Pedro Esteves e que estagiou parcialmente em barricas antigas de vinho branco da Quinta de la Rosa, apresentando complexos aromas e sabores a lúpulo… e a vinho branco!

 

Pão de Covas do Douro

Pão e Azeite Quinta de la Rosa

Pão e Azeite | Com o pão regional de Covas do Douro, o azeite virgem extra da Quinta de la Rosa.

 

Carta de Vinhos

Carta de Vinhos | No COZINHA DA CLARA a carta de vinhos foi desenhada pelo próprio enólogo da Quinta da la Rosa. Com Jorge Moreira a centrar-se naturalmente nos vinhos da quinta, mas a incluir também os seus vinhos pessoais (Poeira) e os vinhos que faz em conjunto com Sophia Bergqvist no Douro Superior (Passagem), estando ainda prevista para breve a inclusão na carta de outras referências bastante especiais para o enólogo da casa.

 

Leitão

Leitão | O primeiro momento de Pedro Cardoso foi uma deliciosa terrina de leitão, a desfazer-se na boca, com cogumelos salteados, gomos de laranja e um saboroso jus.

 

La Rosa rosé 2016

La Rosa rosé 2016 | Para fazer companhia ao leitão, Pedro Esteves escolheu o novo e refrescante rosé da Quinta de la Rosa, já da colheita de 2016.

 

Beterraba

Beterraba | Gaspacho de beterraba – a qual também surge laminada e em cubos – com queijo de cabra e laranja.

 

Sardinha

Sardinha | Uma leve e crocante chamuça de sardinha, acabada de fritar e ainda quente. Que Pedro Cardoso depois conjuga com uma deliciosa compota de pimentos, que também surgem num coulis. E à qual ainda junta duas variedades de alface da horta da Quinta de la Rosa.

 

La Rosa Reserva branco 2015

La Rosa Reserva branco 2015 | Para dar luta à sardinha e aos pimentos, Pedro Esteves escolheu o elegante e complexo La Rosa Reserva branco de 2015. Feito maioritariamente de Viosinho – sendo os remanescentes 40% provenientes de vinhas velhas em que predominam Rabigato, Códega do Larinho e Gouveio – metade do lote fermentou e estagiou em barricas de carvalho francês e os restantes 50% em cubas de inox. Resultando num vinho bastante gastronómico, que conjuga muito bem a fruta madura com a acidez.

 

Polvo

Polvo | Servido no xisto do Douro, um muito tenro e saboroso polvo grelhado, acompanhado de umas ótimas migas de brócolos com feijão-frade e de um molho de pimentos levemente avinagrado.

 

DouRosa vs. La Rosa

DouRosa vs. La Rosa | Fazendo jus ao facto de o COZINHA DA CLARA ser um restaurante integrado numa quinta produtora de vinhos, Pedro Esteves propôs o sempre estimulante desafio de harmonizar a comida com mais do que um vinho. Pelo que foram dois os tintos, ambos de 2015, que fizeram companhia ao polvo de Pedro Cardoso: o DouRosa, sem madeira, mais leve e mais vivo, ligando muito bem com os aromas fortes da grelha e do fumo; e o La Rosa, mais redondo e completo.

 

Porco

Porco | Lombelo de porco, selado no sauté e assado no forno. E milhos transmontanos – num registo deliciosamente cremoso, com grelos e enchidos locais; e também fritos, bastante estaladiços. Com a sofisticação dos cogumelos enoki. E um ótimo jus.

 

Pedro Esteves e o La Rosa Reserva tinto 2014

La Rosa Reserva tinto 2014 | Para acompanhar os sabores intensos do lombelo de porco, Pedro Esteves propôs o La Rosa Reserva tinto de 2014, um vinho potente e elegante feito com Touriga Nacional (60%) e com uma mistura de castas provenientes de Vinhas Velhas (40%).

 

Três sobremesas

Três sobremesas | Para finalizar o jantar no COZINHA DE CLARA, o chefe Pedro Cardoso propôs uma degustação das três sobremesas que – para além da fruta e da tábua de queijos e compotas regionais – compõem a secção final da carta do restaurante da Quinta de la Rosa: pudim de laranja, com citrinos macerados, para cortar a doçura do pudim, e gelado de tangerina; parfait de leite creme queimado, acompanhado de duas groselhas e de uma amora da quinta, sobre uma base de chocolate; e torta de abóbora, com os sabores lácteos de uma pasta de queijo fresco e com um gelado de noz.

 

Pedro Esteves e dois clássicos Vinhos do Porto da Quinta de la Rosa

Dois clássicos | Para harmonizar com as três sobremesas, o chefe de sala Pedro Esteves propôs dois clássicos Vinhos do Porto da Quinta de la Rosa: o Vintage de 2005 e o Tawny 20 anos.

 

O pairing do jantar, 100% La Rosa

La Rosa pairing | Na Quinta de la Rosa, um pairing exclusivamente La Rosa: uma cerveja, um rosé, um branco, três tintos e dois Vinhos do Porto.

 

Pedro Cardoso e Pedro Esteves

Pedro Cardoso e Pedro Esteves | Na sala do COZINHA DA CLARA, o chefe da cozinha e o chefe da sala.

 

Ver também:

 

Fotografias: Marta Felino e Raul Lufinha

 

COZINHA DA CLARA

Quinta de la Rosa, 215, Pinhão, Portugal

Chefe Pedro Cardoso

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:28



Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • NINI

    " Os OLHOS , também COMEM " !!!Excelente Brunch ....

  • Isabel Barbedo

    Fui por duas vezes à taberna do Avillez ...Escolh...

  • NINI

    " A Moqueca do Chef Anderson Sousa " , é mesmo exc...

  • NINI

    Parabéns PADARIA PORTUGUESA !!!!!DESAFIO e CONVIDO...

  • NINI

    O Palácio de Seteais , é um Clássico desde o SEC. ...

  • NINI

    FANTÁSTICO !!!! Fico muito contente.....!!!! Ser "...

  • Marta Felino

    Brutal! Ambos na mesma cidade! NY tem agora o melh...

  • NINI

    Adoro LAMPREIA !!!!! Recordações dos tempos em Coi...

  • Raul Lufinha

    Obrigado, Nuno! :-)

  • Raul Lufinha

    Pois Nini, o René Redzepi não tem nenhum casaco de...



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D