Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



CASTA 85, o restaurante de João Simões… em Alenquer

por Raul Lufinha, em 08.03.15

João Simões

CASTA 85 – vinhos… e a cozinha de João Simões

Delicioso, o novo restaurante de João Simões é um regresso às origens.

Um regresso a Alenquer, acolhedora vila 35 km a norte de Lisboa…

… e também um regresso à essência da cozinha portuguesa – comida saborosa, muito bem feita, com produtos de grande qualidade.

Sem nada a esconder, a cozinha do CASTA 85 é aberta…

João Simões

João Simões

João Simões

João Simões

... com a roda... virada para a sala! 

João Simões

Dá gosto ir a Alenquer, para ver João Simões cozinhar e empratar…

… e, mais ainda, para provar a saborosa cozinha do jovem chef português nascido em 1985.

Com umas janelas enormes, rasgadas para a ‘vila alta’ e o edifício da Câmara...

CASTA 85

... o CASTA 85 fica junto ao Rio Alenquer, na antiga Albergaria do Espírito Santo.

CASTA 85

CASTA 85 – vinhos… e a cozinha de João Simões… em Alenquer.

Uma excelente sugestão, Luís Barros Mendes!

 

Fotografias: Marta Felino

CASTA 85 | Largo do Espírito Santo, 31, Alenquer, Portugal | Chef João Simões

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:59


13 comentários

De Só entre nós - he a 25.04.2015 às 08:33

Adorei, Raul! Obrigado pela sugestão.

De Raul Lufinha a 26.04.2015 às 00:29

Fico muito contente que tenham gostado!
Aliás, um aspecto muito curioso no CASTA 85 de João Simões é a quantidade de pessoas -- amigos e não só -- que me vem dizer que depois foram provar... e adoraram!!!

De Só entre nós - he a 26.04.2015 às 10:50

Não é de admirar. O espaço ficou muito engraçado, o serviço é impecável (fossem todos os restaurantes assim...) e a comida muito boa, para além de uma apresentação criativa e bonita. *****

De Raul Lufinha a 04.05.2015 às 19:54

Entretanto, li hoje o vosso post, está muito giro.
Foi bom saber que essa óptima experiência foi partilhada, não tendo ficado... "só entre vós"...! LOL
E fiquei ainda com mais vontade de regressar a Alenquer e ao CASTA 85...!

De Só entre nós - he a 04.05.2015 às 20:30

Obrigado Raul! Experiências destas têm mesmo de ser partilhadas!

De Rute Vieira a 02.05.2015 às 21:39

O espaço de fato é agradável algo diferente na zona. No entanto, deve ser apenas para "os amigos"... fomos para experimentar, primeira vez não tínhamos reserva.. disseram que esperássemos um pouco pois iria haver mesa. Ainda perguntámos se ia demorar muito ao que responderam que não. Estavamos sentados no banco a entrada e provavelmente chegaram "os amigos" sem reserva pois ouvimos e qual não é o espanto quando a mesma pessoa que nos recebeu veio informar que afinal já não iam ter mesa... para a primeira vez estão apresentados e não fico por aqui...

De Raul Lufinha a 02.05.2015 às 23:42

Olá Rute,
Seria fantástico que o João Simões tivesse assim tantos amigos -- o restaurante tem estado cheio, completamente lotado, dia após dia, ao almoço e ao jantar…
Mas já agora, que teve a amabilidade e a coragem, que muito lhe agradeço, de partilhar connosco a sua experiência, deixe-me que lhe diga que a primeira pessoa que tem o dever de defender o cliente… é o próprio cliente!
Se me permite… se queremos mesmo ir a um restaurante, naqueles restaurantes que não vendem bilhetes (como nos concertos ou no cinema, e que em Portugal são quase todos) a nossa melhor defesa, como cliente, é reservarmos mesa.
Só lhe posso dizer que não vou a único restaurante (excepto os que não aceitam reservas, claro) sem ter mesa reservada.
E, no caso do CASTA 85, nem sequer foi reservada por mim, nem estava em meu nome – mas havia uma mesa à nossa espera do nosso grupo.
Sendo certo que é um privilégio ter em Alenquer uma pessoa e um chef como o João Simões – que podia ter perfeitamente continuado na capital, em vez de regressar à sua terra e às suas gentes.
Só posso esperar que esta sua experiência não venha a afectar a percepção que tem (ou possa vir a ter) do trabalho do João Simões – e que é mesmo muito bom, de uma qualidade incrível.
Vá dando notícias!
Raul

De Rute Vieira a 03.05.2015 às 10:13

Caro Raúl aqui o que ficou muito mal mesmo foi a atitude! Que é sempre o que de fato conta. Nao coloquei em causa o local e muito menos a qualidade do trabalho e opções do chefe. E mesmo a atitude que caiu mesmo muito mal e não se faz. Quanto à questão do Cliente isso teríamos mais que um comentário.. obrigado pelo feedback.

De Raul Lufinha a 03.05.2015 às 11:01

Pois, Rute – a gestão das reservas (e especialmente das não-reservas) é um dos elementos críticos de um restaurante.
Tenho pena que tenha tido essa experiência – que naturalmente só acontece nos restaurantes bons e com procura; os restaurantes vazios não têm esse problema, está tudo livre e podemos escolher a mesa que queremos…
Só lhe posso dizer que a nossa melhor defesa, enquanto cliente, para não ficarmos dependentes desse género de contingências, que de uma forma ou de outra acabam sempre por acontecer, é reservar mesa.
E mesmo assim não é 100% garantido – como nada nesta vida, aliás…

De JC a 03.05.2015 às 12:17

Caro Raul, bom dia, pelo que da a entender nesta questão foi sim a atitude que tiveram... ao dizer que tinham mesa apenas teriam que esperar um pouco, o que veio a acontecer posteriormente foi que afinal já não tinham mesa.... estranho! isto depois de ter entrado algumas pessoas que não tinham reserva, mesmo estranho... não acha? O Sr. Raul tem estado sempre a defender o bom nome do chefe, o qual nunca esteve em causa... alias congratulo o mesmo por propocionar ao Concelho de Alenquer um espaço que sem duvida é de eleição, só tenho que dar os parabens! Acho que um pedido de desculpas ficaria bem... não é dessa opinão? as desculpas evitam-se... portanto a atitude realmente não foi a melhor, concerteza que para a proxima faremos reserva de mesa e poderemos então sim apreciar a arte do Chef João Simões... bem haja.

De Raul Lufinha a 04.05.2015 às 02:55

Agradeço o seu comentário, JC.
Mas sabe, o que eu acho mesmo estranho é que se perca tempo com sentimentos negativos.
A vida é tão curta!
Por que é que as pessoas perdem tempo com amarguras... em vez de celebrarem as alegrias que a vida lhes dá?

De Anónimo a 09.05.2015 às 15:42

Bom ambiente e acolhimento. Comida bem confeccionada e com a quantidade necessária. Garrafeira um pouco limitada a região mas com boas escolhas

De Raul Lufinha a 11.05.2015 às 00:18

Sim, o focarem-se no vinho da região é um objectivo assumido desde o início!

Comentar post



Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • NINI

    FANTÁSTICO !!!! Fico muito contente.....!!!! Ser "...

  • Marta Felino

    Brutal! Ambos na mesma cidade! NY tem agora o melh...

  • NINI

    Adoro LAMPREIA !!!!! Recordações dos tempos em Coi...

  • Raul Lufinha

    Obrigado, Nuno! :-)

  • Raul Lufinha

    Pois Nini, o René Redzepi não tem nenhum casaco de...

  • Nuno Pombo

    Relato maravilhoso. Já inscrevi essa experiência n...

  • NINI

    O CASACO DE PELES DO MAGNUS " , abriu-me o " OLHO ...

  • Raul Lufinha

    Sim Nini, ir ao FÄVIKEN é uma peregrinação que fic...

  • Raul Lufinha

    Obrigado, Ana! É fascinante como num lugar tão rem...

  • Marta Felino

    Sem dúvida, Nini! Absolutamente memorável e emocio...



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D