Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As «novas bombas» de Vítor Claro

por Raul Lufinha, em 12.07.16

Vítor Claro e «as novas bombas»

Vítor Claro e as «novas bombas»

Com Vítor Claro já não se coloca a questão de saber se está ou não no lote dos chefes portugueses que apreciam e entendem o vinho – com efeito, ele próprio é também e desde logo… um produtor de vinho!

Pelo que, quando vamos ao CLARO, podemos sempre ter a sorte de a nossa visita se cruzar com o calendário das suas produções vínicas… e ter a felicidade de provar algo, no mínimo, inesperado!

Ora, este fim de semana não foi exceção.

A meio do almoço, Vítor Claro aproxima-se com duas garrafas de vinho presas pelo gargalo, uma em cada mão.

Assenta-as com força bem no centro da mesa.

E, com um brilho nos olhos e aquele espírito de síntese que também caracteriza a sua cozinha, diz apenas três palavras:

«As novas bombas!»

A seguir vai buscar quatro copos.

E senta-se.

Serve o tinto. E o branco.

E prova-os, sempre com uma enorme satisfação pessoal!

Depois, levanta-se.

E vai dá-los generosamente a provar a toda a sala!

São os seus novos vinhos do Colmeal!

Vítor Claro e o tinto do Colmeal

Vítor Claro e o tinto do Colmeal

Tinto... do Colmeal

O Colmeal Countryside Hotel é um projeto de slow tourism na aldeia do Colmeal, Figueira de Castelo Rodrigo, cuja carta do restaurante tem a assinatura de Vítor Claro.

Sucede que o hotel está integrado numa quinta de 650 hectares na região da Beira Interior que também tem um pouco de vinha… pelo que agora também é o Vítor Claro que faz esses vinhos!

Um branco – na linha dos orange wines hoje em dia tão na moda – e um tinto.

Estas são as amostras mais recentes, chegadas na véspera.

Vinhos ainda muito novos.

O tinto bastante fechado, o branco já mais pronto.

Pequenas produções que só irão para o mercado daqui a um mês.

Vítor Claro e o branco do Colmeal

Vítor Claro e o branco do Colmeal

Branco... do Colmeal

Dando já porém para perceber que têm um perfil diferente dos vinhos que Vítor Claro faz na Serra de São Mamede, em Portalegre.

Mas também que têm em comum a extração leve, a acidez elevada, o baixo teor alcoólico... e a elegância!

Bem como aquele lado gastronómico de casarem muito bem com a cozinha contida, depurada e minimalista de Vítor Claro!

As novas bombas de Vítor Claro

As «novas bombas»

 

CLARO | Hotel Solar Palmeiras, Avenida Marginal, Curva dos Pinheiros, Paço d’Arcos, Portugal | Chef Vítor Claro

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:50



Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • NINI

    O CHEF MASSIMO BOTTURA e MARTA FELINO !!!!!

  • Raul Lufinha

    Sim Duarte, é um prato do outro mundo! Como diz o ...

  • Duartecalf

    Espetáculo!Estive na Osteria Francescana em 2013 m...

  • Marta Felino

    Grandes pratos! Cada vez mais depurados numa apare...

  • Vilabo, Lda

    vendemos copos de prova de azeite e vidros de reló...

  • NINI

    INTERSSANTE ..... Este DESAFIO !!!!

  • NINI

    Que Saudades do Palácio da Lousã ....!!!! Onde as ...

  • NINI

    " É um BAIRRO de LISBOA , CONCERTEZA ...."!!!!Gos...

  • NINI

    PARABÉNS .... Celebrem MUITOS !!!!!!!AO Chef Tomoa...

  • NINI

    Que. " LOUCURA " de Jantar...!!!!



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D