Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Prova cega… de sal

por Raul Lufinha, em 05.04.14

Sete sais

O sal não é todo igual.

Sendo um exercício muito interessante provar o sal pelo sal…

… em prova cega, de modo a tentar perceber os gostos e as preferências pessoais sem qualquer condicionamento exterior.

Embora seja deveras difícil captar as várias nuances… quando não se está por dentro do universo do sal.

Pelo que ainda mais interessante foi o exercício seguinte de reconhecer as diferentes características de cada uma das amostras ao mesmo tempo que elas iam sendo explicadas e descodificadas por um especialista em sal…

Com efeito, depois de Jorge Raiado, da Salmarim, enunciar as propriedades de cada uma das amostras, algumas delas da concorrência… até parecia fácil identificar esses atributos:

A – Uma Flor de Sal de menor qualidade, mais fina e mais húmida.

B – A Flor de Sal corrente.

C – Não é Flor de Sal, é sal-gema branco, da mina de Loulé.

D – Também não é Flor de Sal, é o sal grosso tradicional.

E – A chamada “Flor de Sal de Encosto”, por ser a que se deposita nos bordos dos talhos das salinas, sendo uma Flor de Sal mais fina e de menor qualidade, que parece farinha.

F – Tal como a amostra C, também não é Flor de Sal mas sal-gema da mina de Loulé, embora este sem triagem, pelo que ainda tem o pó e a terra que lhe dão a cor acastanhada, sendo utilizado nas estradas e na alimentação animal.

G – É o sal de gama alta, é a verdadeira Flor de Sal…!

Amostra G… o sal de gama alta, a verdadeira Flor de Sal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:53

O Sal, salga... a Flor de Sal intensifica o sabor!

por Raul Lufinha, em 04.04.14

O tomate não engana: Flor de Sal vs Sal Industrial

Para se perceber a diferença entre o Sal Industrial e a Flor de Sal, basta uma experiência... muito fácil de fazer em casa.

É só cortar várias metades de tomate cereja...

... e depois prová-lo de três formas diferentes.

Primeiro, ao natural, sem lhe acrescentar qualquer tempero – sabe a tomate!

Depois, adicionando-lhe Sal Industrial ou Sal Fino – sabe principalmente a sal, sabe a salgado!

E finalmente juntando-lhe apenas Flor de Sal – sabe ainda mais a tomate, é o tomate que mais sabe a tomate... e sem saber a sal!

Ora é precisamente essa a diferença: o Sal Industrial salga… a Flor de Sal intensifica o sabor!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:04

Jantar na Casa Rosada

por Raul Lufinha, em 03.04.14

Um peixe chamado Baila

Cebolas & Batatas Doces

Camarões…

… cozidos pelo Joli

Butarga (ovas de atum secas)…

… numa salada

Andrew e os salmonetes

A prova de que o vinho precisa de água

Maria de Lourdes CARM branco 2011…

… aberta pelo Wine & Food Activist

Espetadas de atum…

… na pedra de sal…

… pelo Rupert, um dos anfitriões

Joli e o CARM Reserva tinto 2011

Rupert e o bolo de chocolate com Flor de Sal…

… com a ajuda da Patrícia “Mutante” Serrado

E no final, a visita surpresa do chef do LA PUERTA ANCHA Fabio Zerbo e de Clíodhna Browne

 

Ver também:

Na Casa Rosada de Castro Marim

 

Casa Rosada | Rua Dr. Silvestre Falcão, 6, 8 e 10, Castro Marim, Algarve, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:23

No laboratório da Salmarim

por Raul Lufinha, em 02.04.14

Jorge Raiado

A balança é um instrumento precioso para se perceber (e comparar) a qualidade da Flor de Sal.

Quanto mais leve for uma caixa cheia de Flor de Sal... melhor é a sua qualidade!

Ver também:

Na salina da Flor de Sal... da Salmarim

 

Salmarim | Castro Marim, Algarve, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:02

Na salina da Flor de Sal... da Salmarim

por Raul Lufinha, em 02.04.14

Jorge Raiado

No Inverno não é possível colher a Flor de Sal.

Mas Jorge Raiado levou-nos à sua Salina do Moinho das Meias – sim, as salinas também têm nomes! – para nos mostrar (em terra) como é extraída artesanalmente (na água) essa bênção da natureza que são os minúsculos cristais da Flor de Sal.

É daqui, da Reserva Natural do Sapal de Castro Marim, quem vem a Flor de Sal da Salmarim... que partilhamos nas nossas mesas!

 

Salmarim | Salina do Moinho das Meias, Sapal de Castro Marim, Castro Marim, Algarve, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

LA PUERTA ANCHA, tapas de fusão em Ayamonte

por Raul Lufinha, em 01.04.14

Chef Fabio Zerbo

Italiano do Piemonte, o chef Fabio Zerbo deixou para trás o frio do norte e veio descendo pela costa espanhola, até se fixar na praça central de Ayamonte…

… gerindo com a sua mulher Clíodhna Browne, uma irlandesa de Cork, o LA PUERTA ANCHA, restaurante e bar de tapas de fusão de muita qualidade, que é um porto seguro em Ayamonte.

Inclusivamente uma criação sua – o “cilindro de ternera” – ganhou em 2011 o prémio para a melhor tapa da região!

"Pinchos de langostinos con sal de Ibéricos en ajo blanco"

Sardinhas marinadas, creme de anchovas, pimentos… e flor de sal

"Tataki de atún con wasabi y encurtido de jengibre"

"Tartar de atún en cama de alga Wakame"

"Mejillones al vapor salteados con albahaca [manjericão] y crema de limón"

"Limón y cava sorbet"

 

"Cilindro de ternera y escalibada con queso brie fundido, recubierto de salsa de champiñones y Crujiente de jamón" (Tapa vencedora da 'Ruta de la Tapa de Ayamonte 2011')

"Risotto de setas boletus al perfume del bosque con aceite de trufa blanca"

Chef Fabio Zerbo…

… abrindo uma garrafa de espumante português…

… o algarvio QUÊ 2 Super Reserva Rosé Bruto, da Quinta do Barranco Longo

O casal Clíodhna Browne e Fabio Zerbo com Jorge Raiado

A porta larga… do LA PUERTA ANCHA

 

LA PUERTA ANCHA | Plaza de la Laguna, 14, Ayamonte, Espanha | Chef Fabio Zerbo 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:53

Pág. 4/4



Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • NINI

    FANTÁSTICO !!!! Fico muito contente.....!!!! Ser "...

  • Marta Felino

    Brutal! Ambos na mesma cidade! NY tem agora o melh...

  • NINI

    Adoro LAMPREIA !!!!! Recordações dos tempos em Coi...

  • Raul Lufinha

    Obrigado, Nuno! :-)

  • Raul Lufinha

    Pois Nini, o René Redzepi não tem nenhum casaco de...

  • Nuno Pombo

    Relato maravilhoso. Já inscrevi essa experiência n...

  • NINI

    O CASACO DE PELES DO MAGNUS " , abriu-me o " OLHO ...

  • Raul Lufinha

    Sim Nini, ir ao FÄVIKEN é uma peregrinação que fic...

  • Raul Lufinha

    Obrigado, Ana! É fascinante como num lugar tão rem...

  • Marta Felino

    Sem dúvida, Nini! Absolutamente memorável e emocio...



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




subscrever feeds