Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Por que é que os salgados hão de ser frios?

por Raul Lufinha, em 31.10.13

"Pastel Lisboa", sempre frito na hora

Raros são os sítios que servem salgados quentes – umas das excepções é GAMBRINUS, cujos croquetes são sempre fritos no momento.

E agora também o CAFÉ LISBOA, de José Avillez.

Com efeito, a especialidade mais emblemática deste novo espaço é um magnífico pastel de massa tenra, a que o chef chama “Pastel Lisboa”, em que a finíssima massa é muito leve (leva aguardente!) e o generoso recheio é feito de carne estufada picada com a faca, o que faz toda a diferença.

Chegando à mesa sempre quente, acabado de fritar – é que José Avillez não percebe por que razão em Portugal os salgados são servidos sempre frios… quando são muito melhores quentes!

Deste modo, para poder apresentar o “Pastel Lisboa” quente, José Avillez tem permanentemente uma pessoa na cozinha do CAFÉ LISBOA para esticar a massa, fazer o pastel e fritá-lo – congelado, perdia qualidade.

O qual é depois servido sozinho, como entrada. Ou então como prato principal, acompanhado de arroz de grelos. Mas sempre estaladiço… e quente!

Fotografia: Marta Felino / Flash Food

CAFÉ LISBOA | Teatro Nacional de São Carlos, Largo de São Carlos, 23, Lisboa, Portugal | Chef José Avillez

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:28

Com bacalhau, branco ou tinto?

por Raul Lufinha, em 30.10.13

Chef Gonçalo Soares

É uma pergunta recorrente: com bacalhau, branco ou tinto?

Com qualquer peixe, em regra (que tem muitas excepções...) ficaria melhor um vinho branco.

Mas o sabor salgado, carnudo e fibroso do bacalhau pediria antes um tinto.

De modo que a melhor resposta seria o sempre clássico “depende” – depende do branco, depende do tinto e depende também da receita do bacalhau.

Mas há uma outra resposta possível: “ambos”… e em espumante!

"Bacalhau, Polvo e Peixe do Mar"

Foi precisamente essa a proposta das Caves São João no almoço de homenagem à figura de Luiz Costa (1928-2012) e de apresentação do espumante que tem o seu nome: harmonizar com o novo espumante Luiz Costa o sabor denso do bacalhau, bem como o do polvo e o do peixe fresco do dia – todos preparados pelo chef Gonçalo, do restaurante MAGNUN'S & CO.

Espumante Luiz Costa Pinot Noir & Chardonnay 2010 Bruto Natural

Tendo a aposta resultado em pleno: este espumante cor de palha pálida, feito – como Luiz Costa tanto apreciava – à moda de Champagne, fruto de um lote das castas Pinot Noir (tinta) e Chardonnay (branca) cultivadas na sua propriedade bairradina, tem uma grande frescura e elegância, sendo cremoso e persistente na boca, com capacidade para dar luta a qualquer peixe, incluindo um bom prato de bacalhau.

Ou seja, para acompanhar bacalhau (e peixe) não há apenas brancos e tintos, existindo um sem fim de possibilidades… incluindo um excelente espumante de Pinot Noir e Chardonnay feito na Bairrada pelas Caves São João.

 

Caves São João | São João da Azenha, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:23

Espumante Luiz Costa

por Raul Lufinha, em 29.10.13

«Que se venere Platão, mas mais ainda a Verdade»

Citada pelo filho de Luiz Costa (1928-2012), foi a frase que marcou a cerimónia evocativa da memória do seu Pai e de lançamento do espumante com que as quase centenárias Caves São João homenageiam uma figura maior da sua já longa história e um grande senhor do vinho português.

Produzido na Bairrada, o espumante Luiz Costa foi elaborado a partir da sua vinha pessoal de Pinot Noir e Chardonnay – duas das castas que mais apreciava, a par de Cabernet Sauvignon.

Proveniente da colheita de 2010, o primeiro lote foi degorjado em Abril de 2013, tendo um potencial de envelhecimento de dois anos após o dégorgement.

E, tal como Luiz Costa, também o espumante bairradino que leva o seu nome é elegante, sem arestas e autêntico – só podia, pois, ser um bruto natural.

Muito gastronómico, tem a cremosidade do Chardonnay, bem como a elegância e o final gustativo persistente do Pinot Noir. Sendo um espumante para se apreciar à mesa!

Espumante Luiz Costa Pinot Noir & Chardonnay 2010 Bruto Natural

Pormenor notável – contado pelo designer António Quintas – é o espumante ter como imagem uma figura clássica… que é o batente da porta de casa de Luiz Costa!

Entremos então no maravilhoso mundo do Espumante Luiz Costa…

 

Caves São João | São João da Azenha, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:55

Pequenos produtores, grandes descobertas

por Raul Lufinha, em 28.10.13

Pequenos (e médios...) produtores de todo o país vêm este fim-de-semana a Lisboa dar a provar os seus melhores vinhos.

Uma excelente oportunidade para conhecer – e adquirir a preços atractivos – produtos portugueses de elevada qualidade.

 

P.S.: E não são só vinhos! Também há queijos, enchidos, azeites…

 

Ver também:

h'OUR, o vinho e o azeite de Joana Pratas e João Nápoles

Queijo, património cultural

Tomás Caldeira Cabral e os cursos de iniciação à prova de vinhos

Conversa à volta de vinhos doces... com Tomás Caldeira Cabral

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:20

Queijo da Serra em pudim

por Raul Lufinha, em 28.10.13

"Pudim de Queijo da Serra"

Com a textura de um pudim de ovos... todo o sabor do Queijo da Serra!

E um pouco de laranja, para cortar os intensos sabores do doce e do queijo.

Encontro Special Cuvée 2010

Provando a grande versatilidade gastronómica do espumante, o pudim foi harmonizado com o topo de gama da Quinta do Encontro e um dos espumantes de excelência da Bairrada para a Revista de Vinhos, o Encontro Special Cuvée 2010, feito de Arinto (85%) e Baga (15%). PVP 20€.

(fim)

QUINTA DO ENCONTRO | Rua de São Lourencinho, São Lourenço do Bairro, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:15

Folhado de Novilho

por Raul Lufinha, em 27.10.13

"Folhado de novilho com cogumelos selvagens e alecrim"

Sabores de outono no folhado de novilho com cogumelos selvagens e alecrim.

E um leve molho de mostarda.

Encontro 1 tinto 2009

Conjugado com o topo de gama dos tintos da Quinta do Encontro, produzido apenas nos anos das melhores colheitas de cada década: o Encontro 1 de 2009, feito com Baga (60%) e Touriga Nacional (40%). PVP 80€.

(continua)

QUINTA DO ENCONTRO | Rua de São Lourencinho, São Lourenço do Bairro, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:51

Vinagre, o limpa palato

por Raul Lufinha, em 27.10.13

Vinagre

Entre o peixe e a carne – o mesmo é dizer, entre o branco e o tinto – o enólogo da Quinta do Encontro veio deixar a cada uma das mesas um pequeno copo com um pouco de líquido no fundo e uma colher para cada pessoa.

Perante a surpresa geral, Osvaldo Amado explicou que era… um limpa palato.

Vinagre!

E sugeriu que colocássemos apenas duas ou três gotas na língua, a fim de preparar o palato para o que viria a seguir.

E de facto assim foi – a acidez do vinagre limpou completamente a boca.

Era o novo vinagre de vinho tinto do Dão – Quinta de Cabriz – com 24 meses de maturação em barrica de carvalho francês de segundo uso… e 7% de acidez.

Osvaldo Amado

(continua)

QUINTA DO ENCONTRO | Rua de São Lourencinho, São Lourenço do Bairro, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Bacalhau

por Raul Lufinha, em 26.10.13

"Bacalhau confitado com creme de batata e espargos brancos"

Em contraponto ao tradicional sabor salgado do bacalhau, três abordagens diferentes que se complementam: o aveludado do creme de batata; a delicadeza dos espargos; e a intensidade da morcela crocante.

Encontro 1 branco 2012

Harmonizado com o topo de gama da Quinta do Encontro e um dos brancos de excelência da Bairrada para a Revista de Vinhos, o Encontro 1 já da nova colheita de 2012, 100% Arinto (PVP 40€).

(continua)

QUINTA DO ENCONTRO | Rua de São Lourencinho, São Lourenço do Bairro, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:54

Vieira & Ervilhas

por Raul Lufinha, em 26.10.13

Uma vieira corada e tomate seco, no fundo de um prato de sopa...

... ao qual depois, já na mesa, foi adicionado um creme de ervilhas...

... abriram o almoço no restaurante da QUINTA DO ENCONTRO.

"Vieira corada com creme de ervilhas e tomate seco"

Encontro Espumante Bruto 2010

Tendo sido servido, de aperitivo e para acompanhar a entrada, o Encontro Espumante Bruto 2010 – frutado e fresco, é feito a partir de Arinto (50%), Bical (25%) e Maria Gomes (25%), sendo o espumante mais utilitário da Quinta do Encontro (PVP 5€).

(continua)

QUINTA DO ENCONTRO | Rua de São Lourencinho, São Lourenço do Bairro, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:38

Misturar uvas tintas e brancas

por Raul Lufinha, em 25.10.13

Enólogo Osvaldo Amado apresenta o Preto Branco Reserva tinto 2009

Antigamente, quando as vinhas eram selvagens, a prática era vindimar tudo junto – uvas tintas e brancas, todas misturadas.

Entretanto a viticultura evoluiu no sentido da separação das castas tintas e brancas.

Mas nos lagares caseiros e tradicionais mantém-se ainda hoje a prática ancestral de vindimar as uvas tintas e brancas em simultâneo.

Ora, é em homenagem a essa tradição imemorial que a Quinta do Encontro lançou o Preto Branco, um vinho tinto que assumidamente mistura ambas as uvas – para além das tintas Touriga Nacional (50%) e Baga (35%), inclui a branca Bical (15%).

Tendo sido o vinho mais surpreendente da prova na Quinta do Encontro conduzida pelo enólogo Osvaldo Amado no âmbito do “Encontro com o Vinho e Sabores – Bairrada 2013”.

Até pela excelente relação qualidade/preço: 7€.

Preto Branco Reserva tinto 2009, um dos nove vinhos provados

 

QUINTA DO ENCONTRO | Rua de São Lourencinho, São Lourenço do Bairro, Anadia, Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:18

Pág. 1/4



Partilha de experiências e emoções gastronómicas

Raul Lufinha

Facebook


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Últimos comentários

  • NINI

    " Os OLHOS , também COMEM " !!!Excelente Brunch ....

  • Isabel Barbedo

    Fui por duas vezes à taberna do Avillez ...Escolh...

  • NINI

    " A Moqueca do Chef Anderson Sousa " , é mesmo exc...

  • NINI

    Parabéns PADARIA PORTUGUESA !!!!!DESAFIO e CONVIDO...

  • NINI

    O Palácio de Seteais , é um Clássico desde o SEC. ...

  • NINI

    FANTÁSTICO !!!! Fico muito contente.....!!!! Ser "...

  • Marta Felino

    Brutal! Ambos na mesma cidade! NY tem agora o melh...

  • NINI

    Adoro LAMPREIA !!!!! Recordações dos tempos em Coi...

  • Raul Lufinha

    Obrigado, Nuno! :-)

  • Raul Lufinha

    Pois Nini, o René Redzepi não tem nenhum casaco de...



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




subscrever feeds